O que te move?
Dicas de estudo

O que te move?

Olá caros concurseiros, tudo bem?

 

Sou o Diego Cezário, Coach do Estratégia Concursos e Auditor Fiscal do Estado de São Paulo e hoje eu gostaria de compartilhar com vocês uma experiência pessoal pela qual passei (algumas vezes) enquanto estava aí, deste lado da tela. Eu já escrevi que, por eu nunca ter sido muito exigido nos estudos durante boa parte de minha trajetória de estudante, demorei um pouco para efetivamente entender a complexidade da rotina de estudos para concurso em alto nível. Sofri para pegar o fio da meada.

Há dois grupos de pessoas: em qual você deseja estar?

Quando eu via um montão de gente ali, a maioria super focada e concentrada nos estudos, outras nem tanto, eu constantemente me perguntava: qual será a diferença entre esses dois grupos de pessoas? Por qual motivo algumas pessoas com tanto tempo de estudo a mais que outras não conseguiam deslanchar? Como pessoas com tão pouco tempo de estudos já estão avançadas daquela forma?

Com o tempo eu percebi que o grupo de pessoas que se destacava estava mais motivado, certo? ERRADO!! Esse grupo estava mais disciplinado!

Ok, já ouvi e já li o quanto você entende que a disciplina faz parte da fórmula do sucesso, mas você vai falar disso de novo???” Não, meus caros, hoje eu vou falar sobre o que levou aquelas pessoas àquele ponto: a motivação!

Qual o seu motivo?

Pela trilha concurseira nos deparamos com muitas pessoas! Algumas se tornam suas companheiras de estudos, outras de cerveja, outras (com a graça do nosso bom Deus) apenas uma vaga lembrança. Cada pessoa que cruzou (ou trilhou o mesmo) meu caminho teve um início por motivos diferentes e é aí que a história deságua diretamente em você, como um balde de água fria: PORQUÊ VOCÊ ESTÁ AQUI, estudando para concurso ou, mesmo, lendo esse artigo? O que te trouxe aqui?

Eu vou apenas citar alguns casos que presenciei e perceba que, possivelmente (ou não, rsrs) o seu motivo estará aqui. Vi pessoas de meia idade que tinham medo de perder o emprego e queriam passar num concurso para poder dar segurança para suas famílias; conheci pessoas que gostariam de sair da casa dos pais e construir uma família; pessoas que eram sustentadas pelos cônjuges, mas não tinham como sair de casa sem terem para onde ir; que precisavam passar num concurso e conseguir a própria liberdade; pessoas que sempre sonharam com um cargo público e estavam ali com o apoio da família; pessoas que, pasme, estudavam ESCONDIDAS da família. Vi pessoas que só estudavam; que trabalhavam e estudavam; que nunca trabalharam. Eu vi muita coisa, muitos motivos, e tenho certeza que não vi tudo.

Mas, voltando ao ponto, perceberam que TODOS tiveram um bom motivo para sair da zona de conforto? Algo muito forte fez, e cada dia continua fazendo, com que alguém decida que o estudo vai fazer a diferença em sua vida.

Agora eu me pergunto. Não, vocês perguntem a si mesmos: Vão ficar aí, parados? Reclamando? Ou vão erguer a cabeça e sair da zona de conforto? Vão esperar sair o edital para começarem a estudar? Ou vai entender que se não estudar para o concurso vai precisar estudar para o próximo? Mova-se! Tome as rédeas do seu destino!

Um abraço!

Diego Cezário

Posts Relacionados

Diego Cezario

Diego Cezario

- Aprovado no concurso de Agente Fiscal de Rendas do Estado de São Paulo em 2013 (ICMS/SP) - Aprovado no concurso de Analista de Planejamento, Orçamento e Finanças Publicas da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo em 2010 (APOFP/SP) - Atuou como Auditor Externo Independente na empresa Deloitte Touche Tomatsu - Aprovado no concurso de Escriturário do Banco do Brasil em 2002; - Aprovado no concurso de Escriturário da Caixa Econômica Ferderal em 2002; - Formado em Engenharia de Produção Mecânica;

Veja os comentários:

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados