A fórmula do sucesso para ser aprovado em concurso público
Dicas de estudo

A Fórmula do Sucesso

Olá amigos concurseiros!!

Se você clicou aqui neste link já sei o que deseja: SER APROVADO em um concurso público, não é mesmo?  Não se preocupe, você veio ao lugar certo!

Eu, Prof. Diego Cezário, coach do Estratégia Concursos e Auditor Fiscal do Estado de São Paulo, informo, em primeiríssima mão, que a procurada formula do sucesso é, quem diria, uma simples soma algébrica, cujas variáveis vou comentar logo abaixo:

Sucesso = Disciplina + Hábito + Autoconhecimento + Sorte

O poder da DISCIPLINA

Cada um de vocês sabe a quantidade de tempo que dispende para atingir esse objetivo, certo? Sabem bem o quanto é necessário abdicar dos prazeres momentâneos para construírem uma base sólida de conhecimentos em 12, 15, 18 matérias que devem ser acumulados para serem utilizados em um único momento, na hora da prova. Agora me respondam algo: preferem fazer certo logo de uma vez ou fazer duas vezes? Pois bem, nem precisam responder.

Você sabe qual é a grande vantagem de você, aluno, ser disciplinado? É a economia que você fará no que lhe é mais importante: no TEMPO. Você quer estudar por mais 2, 4 anos? Ou prefere estudar por mais 1 ou 2 anos? Pois bem, nem é necessário responder.

Quando há um plano muito bem estruturado e você o segue até o final, não há o que dar de errado. A meta estabelecida faz com que você saiba exatamente onde vai chegar. E você irá se dedicar #AtéPassar.

O milagre do HÁBITO

Sabem aquele papo de que é preciso motivação? Eu falo que é papo furado, sabem o porquê? A motivação é a energia inicial que você precisa para sair do lugar, para tomar uma decisão. Já o hábito é o que te faz continuar. Te fazer seguir em frente e, com muita disciplina, não parar até que o seu objetivo seja alcançado.

Acordar 6:00h da manhã para enfrentar uma rotina conciliando, muitas vezes, trabalho, afazeres domésticos, atenção à família e, ainda assim, se dedicar para completar o ciclo de estudos. Torcer para que chegue o final de semana e poder ter mais tempo para concluir aquela revisão que ficou para trás (não deixe seu coach saber disso, ok (; ) ou terminar a bateria de questões…. Não amigos, só a motivação não basta. Isso deve ser encarado como aquele banho diário ou escovar os dentes ao acordar.

A força do hábito

A força do hábito

Necessidade de AUTOCONHECIMENTO

Podemos inferir com o início do texto que a disciplina e o hábito te fazem caminhar pela trilha mais curta ruma à aprovação em concursos públicos. ÓTIMO!!! Mas lembrem-se de que são 12, 15, 18 disciplinas para estudar, adquirir e represar conhecimentos ao longo de meses ou anos para, enfim, na prova despejar tudo isso em questões de múltiplas escolhas, certo ou errado, questões discursivas, provas de aptidão física ou provas orais. Como dar conta de tudo isso e não surtar, não é mesmo?

Vamos lá. O processo de conhecimento é individualizado, ou seja, ninguém pode espetar um pendrive na sua orelha e transmitir-lhe todo o conteúdo dos materiais em pdf dos professores do Estratégia, não é mesmo? O ser humano tem algumas inteligências (como a espacial, auditiva, visual, etc) que devem ser utilizadas, individualmente, como lhe aprouver. Assim métodos de estudos de revisões ou de marcações de materiais dificilmente podem ser compartilhados. Um mapa mental que um aluno fez para si próprio, quase nunca é inteligível para um outro. Conhece-te a ti mesmo!

Conhece-te a ti mesmo.

Conhece-te a ti mesmo.

A SORTE

Lembro me muito bem do meu primeiro concurso para o qual eu efetivamente estudei!! Gastei horas e horas estudando, lendo, fazendo exercícios, revisando, para, no final de um curso ter de ouvir de um professor: BOA SORTE! Eu quase que mandei o professor ir beber um suco de caju, afinal foi muita dedicação, muito esforço e muito suor para ouvir alguém me desejar, simplesmente, sorte??? Que heresia, não? NÃO!! Oi? Não? Sim!! NÃO!!!

Amigos, acompanhem o raciocínio, relendo tudo o que fiz: gastei horas e horas estudando, lendo, fazendo exercícios, revisando…”. Vocês sabem o quanto é complicado fechar um edital, não é? Agora vamos supor que você fechou um edital! Estudou o conteúdo inteirinho, ok?

O autoconhecimento, o hábito e a disciplina já te levaram a um local privilegiado na trajetória. Óbvio que há assuntos que você domina, outros que você entende, alguns que você decorou e uns poucos que você estudou, mas não se lembra de muita coisa ou não fez sentido para você: agora imagina que SORTE a sua de cair na prova somente os assuntos que você domina?? Vai falar que não é sorte?

Sorte?

Sorte?

Percebam, amigos, que a fórmula do sucesso é simples mesmo. Só depende de cada um de vocês!

 

Um abraço!

Contem comigo.

Diego Cezário

Posts Relacionados

Diego Cezario

Diego Cezario

- Aprovado no concurso de Agente Fiscal de Rendas do Estado de São Paulo em 2013 (ICMS/SP) - Aprovado no concurso de Analista de Planejamento, Orçamento e Finanças Publicas da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo em 2010 (APOFP/SP) - Atuou como Auditor Externo Independente na empresa Deloitte Touche Tomatsu - Aprovado no concurso de Escriturário do Banco do Brasil em 2002; - Aprovado no concurso de Escriturário da Caixa Econômica Ferderal em 2002; - Formado em Engenharia de Produção Mecânica;

Veja os comentários:

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados