0

Administração para Analista Administrativo Funsaúde-CE parte 3

Olá, pessoal! Tudo bem? Dando prosseguimento à nossa maratona para a Funsaúde-CE, hoje teremos a terceira e última parte do resumo de Administração para Analista Administrativo Funsaúde-CE.

Como fizemos nas duas partes anteriores deste resumo, continuaremos analisando os tópicos mais importantes para o cargo de Analista Administrativo (Administração). Este cargo exige curso de graduação em Administração de Empresas, fornecido por instituição de ensino superior, reconhecido pelo Ministério da Educação e registro profissional no Conselho Regional de Administração de Empresas – CRA.

Para um resumo mais aprofundado sobre os cargos oferecidos no concurso, número de vagas, remunerações e cronograma do concurso, acesse a página do concurso Funsaúde aqui no Estratégia Concursos.

O conteúdo programático de conhecimentos específicos para o cargo de Analista Administrativo (administração) englobou conhecimentos das disciplinas de Administração Geral, Administração Pública, Administração Financeira e Orçamentária, Direito Constitucional e Direito Administrativo. Posteriormente, faremos, também, um artigo de análise do conteúdo da disciplina de Administração Pública.

Para conhecer o conteúdo programático completo, bem como as informações completas sobre o concurso, confira o edital para a área administrativa da Funsaúde, que contempla o cargo de Analista Administrativo (administração), bem como outros cargos.

Nesta última parte do resumo, continuaremos trazendo os temas mais importantes e que tenham mais chances de serem cobrados na prova de Administração para Analista Administrativo Funsaúde-CE, sempre por meio de questões anteriores da FGV, o que nos possibilita traçar um perfil da banca e de sua forma de cobrança.

Passemos à análise dos conteúdos.

Administração para Analista Administrativo Funsaúde-CE
FUNSAÚDE-CE

Estrutura e departamentalização

Iniciando esta terceira parte do nosso resumo de Administração para Analista Administrativo Funsaúde-CE, falaremos sobre estrutura e departamentalização, assuntos fundamentais em qualquer prova de Administração.

Inicialmente, sugerimos a leitura dos nossos resumos sobre estruturas organizacionais para concursos e tipos de departamentalização para concursos.

Abordaremos a parte de estruturas organizacionais. A FGV tem por hábito cobrar as características das estruturas, tais como amplitude de controle e centralização. Estude, também, a estrutura matricial, bastante explorada pela banca e fundamental para a prova.

Vejamos como o assunto foi cobrado pela banca:

IBGE (2020)

“O processo de organização é pautado por alguns princípios ou elementos básicos, como preconizado por autores como Fayol e Urwick, entre outros. O grau em que as tarefas são divididas e padronizadas para que possam ser aprendidas e realizadas de forma relativamente rápida e eficiente é conhecido como:

A) delegação;

B) especialização do trabalho;

C) coordenação;

D) formalização;

E) amplitude de controle.”

O gabarito é a alternativa B. A divisão e padronização de tarefas, visando à eficiência, é a especialização do trabalho. Sobre as demais alternativas, a delegação é o ato de distribuir atribuições e responsabilidades para os colaboradores subordinados. Já a coordenação pode ser definida como a capacidade de utilizar os esforços empreendidos pelos atores da organização de forma convergente, buscando o alcance dos objetivos e metas organizacionais.

Seguindo, a formalização é o grau de especificação formal das tarefas e estrutura da organização, materializada pelos manuais e pelo organograma, dentre outros. Por fim, a amplitude de controle é a quantidade de subordinados sob o controle de cada superior.

Assim, quanto mais empregados estiverem sob o controle de um superior, maior a amplitude de controle. Em contrapartida, quanto menos subordinados estiverem sob o controle de um superior, menor a amplitude.

Gestão por Processos

Avançando com o nosso resumo de Administração para Analista Administrativo Funsaúde-CE, o momento é de tratarmos de Gestão por Processos.

Primeiramente, gostaríamos de sugerir a leitura do nosso Guia Definitivo sobre Gestão de Processos para concursos, para mais detalhes sobre o assunto.

A FGV, particularmente, gosta de cobrar a hierarquia dos processos organizacionais e a cadeia de valor dos processos. Veja o exemplo de cobrança abaixo:

SEPOG-RO (EPPGG – 2017)

“No que tange ao conceito de Gestão por Processos, um fabricante de automóveis pode considerar como um macroprocesso de seu negócio

A) a fabricação de um veículo.

B) a usinagem de peças automotivas.

C) o acabamento do chassi.

D) a programação das atividades de controle.

E) o reparo de um pneu defeituoso.”

O gabarito é a alternativa A. A questão versa sobre a hierarquia dos processos, que permite trabalhar o nível de detalhamento dos processos, conforme abaixo:

  • Macroprocessos: são os que impactam mais diretamente no funcionamento da organização, quase sempre envolvendo mais de uma função organizacional, agrupando vários processos diferentes.
  • Processos: é um trabalho recorrente estruturado mediante um fluxo, com uma sequência lógica e bem definida de passos, engloba vários subprocessos.
  • Subprocessos: uma subdivisão do processo, possuindo uma lógica integrada e mais individualizada dentro do processo, o que justifica essa subdivisão.
  • Atividades: conjunto de operações ou tarefas sequenciais ou simultâneas que ocorrem dentro de um processo ou subprocesso.
  • Tarefas/operações: são os níveis de maior detalhamento do processo, os menores elementos de um processo.

Portanto, a fabricação de um carro é um macroprocesso da organização, aquele mais genérico, que envolverá várias funções organizacionais e que conterá outros níveis de processos mais detalhados: os processos, os subprocessos, as atividades e as tarefas.

Gestão de Projetos

Em mais um tópico do presente resumo de Administração para Analista Administrativo Funsaúde-CE, trataremos, agora, de Gestão de Projetos.

A FGV tem por hábito cobrar, neste assunto, o diagrama PERT (com proeminência), o ciclo de vida do projeto e diferentes conceitos sobre Gestão de Projetos. Para auxiliá-lo em seus estudos e revisões, sugerimos a leitura do nosso Guia Definitivo de Gestão de Projetos para concursos.

Leve para a prova o conceito de projeto, que é um esforço temporário, com um objetivo bem definido, capaz de gerar um resultado único para a organização (conceito já cobrado em provas anteriores da banca).

Abordaremos uma questão sobre o diagrama PERT, a fim de demonstrar como a FGV cobra este tema, um dos mais cobrados pela banca no assunto. Vamos a ela:

DPE-RJ (2019)

“Entre as várias etapas do desenho de uma rede PERT está a estimativa do tempo das principais atividades do projeto em foco.

O cálculo do tempo estimado de cada atividade da rede PERT leva em conta:

A) a estimativa pessimista para a atividade, as folgas totais e as folgas dependentes para a atividade;

B) a estimativa otimista, a estimativa pessimista e a estimativa mais provável para a atividade;

C) a estimativa mais provável para a atividade e o caminho crítico do projeto;

D) as folgas totais, a estimativa mais provável para a atividade e o tempo de espera para a atividade;

E) as atividades predecessoras, o caminho crítico do projeto e a estimativa pessimista para a atividade.”

O gabarito é a alternativa B. O diagrama PERT (Program Evaluation and Review Technique) é uma ferramenta para cálculo do prazo do projeto. A ferramenta utiliza prazos probabilísticos, trabalhando em três possibilidades: otimista, pessimista e mais provável, realizando uma média ponderada das três para se chegar ao resultado.

Mudança organizacional – Gestão do conhecimento

Finalizando o nosso resumo de Administração para Analista Administrativo Funsaúde-CE, falaremos sobre a parte de Gestão do Conhecimento.

Sobre a parte de Gestão do Conhecimento, o tema mais cobrado na FGV, assim como em outras bancas, é a espiral do conhecimento, de Nonaka e Takeuchi (também conhecida como o processo de conversão do conhecimento).

Vejamos como o assunto já foi explorado pela banca:

AL-RO (2019)

“Após a entrada de novo contingente na ALE-RO, servidores mais antigos dão dicas para os novos em relação à execução mais adequada das tarefas de cada cargo, contribuindo para que os novos desenvolvam suas rotinas e práticas.

Conforme o modelo de espiral do conhecimento, a situação descrita acima, onde existe a conversão de um conhecimento tácito para outro conhecimento tácito, é chamada de

A) externalização.

B) combinação.

C) socialização.

D) internalização.

E) acomodação.”

O gabarito é a letra C. A espiral do conhecimento baseia-se em dois tipos de conhecimento: o conhecimento tácito, que é subjetivo, de difícil transmissão; e o conhecimento explícito, que é mais facilmente transmissível, mediante sistematização e linguagem formal.

Nesse sentido, a espiral do conhecimento consiste em trabalhar as formas de interação entre os conhecimentos citados, gerando conversão de conhecimento, conforme abaixo:

  • socialização – conversão do conhecimento tácito para tácito;
  • combinação – conversão do conhecimento explícito para explícito;
  • externalização – conversão do conhecimento tácito para explícito;
  • internalização – conversão do conhecimento explícito para tácito.

Perceba que a questão nos trouxe um exemplo de conhecimento tácito para tácito, de servidores antigos ensinando aos novos dicas para a melhor execução do trabalho. Trata-se, portanto, de socialização do conhecimento.

Vale chamar atenção para a letra E, pois não existe o conceito de “acomodação” na espiral do conhecimento.

Por fim, leia o nosso Guia Definitivo sobre Gestão do conhecimento para concursos, para um resumo mais amplo sobre o tema.

Conclusão

E chegamos ao fim da terceira e última parte do resumo de Administração para Analista Administrativo Funsaúde-CE. Buscamos cercar os pontos que possuem mais chances de serem cobrados e esperamos de coração que este resumo o tenha auxiliado a compreender o perfil da banca e que possa ajudá-lo em sua aprovação!

Lembre-se sempre de que este resumo deve ser utilizado em conjunto com as aulas teóricas e com a resolução de muitas questões sobre os temas apresentados.

Em breve, faremos, também, um resumo sobre a parte de Administração Pública do edital.

Abraços e bons estudos!

Paulo Alvarenga

https://www.instagram.com/profpauloalvarenga/

Cursos e Assinaturas

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país!

Assinatura de Concursos

Assinatura de 1 ano ou 2 anos

Sistema de Questões

Assinatura de 1 ano ou 2 anos

Concursos Abertos

mais de 15 mil vagas

Concursos 2021

mais de 17 mil vagas

.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *