0

PM CE: Pirâmide de Glasser e o Estudo Ativo – Técnicas de Aprendizagem

Olá, Pessoal, tudo bem com vocês? No artigo de hoje vamos falar um pouco sobre o concurso da PM CE, a pirâmide de Glasser e o estudo ativo. Vamos lá?

Pirâmide de Glasser e o Estudo Ativo

PM CE: Pirâmide de Glasser – Primeiramente, vamos começar falando do Concurso da PM CE

O edital do concurso PM CE foi publicado! No total, são oferecidas 2.000 vagas para o cargo de Soldado.

A prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, será realizada com duração de quatro horas. Ao todo, serão 80 questões, divididas em dois módulos:

Conhecimentos básicos

  • Língua Portuguesa
  • Interpretação de Texto
  • Raciocínio Lógico
  • Atualidades e História do Ceará

Conhecimentos específicos

  • Noções de Direito Constitucional
  • Direitos Humanos
  • Noções de Direito Penal Militar
  • Processo Penal Militar
  • Noções de Direito Penal
  • Noções de Criminologia e Segurança Pública

PM CE: Pirâmide de Glasser – Análise da cobrança das últimas provas para o cargo de Soldado da PM-CE

Matérias mais cobradas nas últimas provas %
Legislação Estadual34,67%
Português12,26%
Atualidades8,14%
História6,91%
 Geografia5,46%
 Raciocínio Lógico4,68%
Matemática4,35%
Noções de Informática3,34%
Direito Penal3,23%
Direito Penal Militar2,01%
Direitos Humanos1,45%
Demais (13 matérias)13,50%
Matérias mais cobradas últimos concursos PM CE
Matérias últimas provas PM CE

Com esse gráfico vemos a importância de algumas matérias nos últimos concursos da PM-CE:

Legislação Estadual foi a matéria mais importante – só essa matéria representou 34,67% da cobrança nos últimos concursos para soldado da PM-CE.

Português – ficou em segundo lugar, sendo uma matéria de muita relevância para a maioria dos concursos públicos, não podia ser diferente para o da PM-CE, não é mesmo?

Os assuntos mais cobrados nos últimos concursos para Soldado da PM-CE foram:

1° – Legislação do Estado do Ceará;

2° – Lei nº 13.765, de 2006 -Estatuto dos Militares Estaduais do Ceará;

3° – Lei nº 13.407 de 2003 – Código Disciplinar da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros;

4° – História do Brasil;

5° – Atualidades do ano de 1994 ao ano de 2013;

6° – Interpretação de Textos.

Vamos falar agora a respeito de alguns métodos de estudo, sobre a pirâmide de Glasser e os processos de aprendizagem, esse artigo de hoje é para você aplicar não apenas a esse concurso da PM-CE, mas também a todos os concursos públicos que você pensa em fazer.

Pirâmide de Glasser: Conceito

O psiquiatra americano William Glasser (1925-2013) aplicou sua teoria da escolha para a educação. Segundo sua teoria: “o professor é um guia para o aluno e não um chefe“. Para Glasser, não se deve trabalhar somente com memorização, pois a maioria dos alunos simplesmente esquecem os conceitos depois da aula. 

Glasser sugere que os alunos aprendam efetivamente “fazendo“. Além disso, Glasser explica que o grau de aprendizagem varia conforme a técnica utilizada.

Pirâmide de Aprendizagem:

Pirâmide de Glasser

Segundo a teoria, nós aprendemos:

  • 10% quando lemos;
  • 20% quando ouvimos;
  • 30% quando observamos;
  • 50% quando vemos e ouvimos;
  • 70% quando discutimos com outros;
  • 80% quando fazemos;
  • 95% quando ensinamos aos outros.

Pirâmide de Glasser e o Estudo Ativo: Mudança no paradigma do ensino

O estudo de Glasser trouxe uma mudança importante no paradigma do ensino: ao invés de adotar o estilo expositivo – em que o estudante é um agente passivo no processo de aprendizagem, que apenas recebe o conteúdo que lhe é passado; a teoria estimula sua participação ativa para a construção desse aprendizado.

Segundo essa teoria, apenas uma parte do conhecimento é assimilado conforme a maneira com que você estuda. Caso seja feita apenas a leitura, a porcentagem de retenção das informações é menor do que ao ter que explicar sobre um determinado assunto a alguém.

Essa pirâmide parte do pressuposto que quanto mais nos relacionamos com o estudo de forma ativa, um maior número de informações serão assimiladas. Então, um estilo de estudo mais passivo (só através da escuta ou da leitura) traria menos resultados do que ao fazer opção por uma metodologia mais interativa.

Esquecimento – Tipos de Memória

O cérebro humano trabalha com inúmeros tipos diferentes de memórias, destacam-se duas: a de longo prazo e a de curto prazo. Memória de longo prazo é aquela que você jamais esquecerá, tais memórias estão gravadas na sua mente. Contudo, a memória de curto prazo é aquela que você esquece com o passar dos anos ou se for irrelevante, em apenas alguns dias.

Curva do Esquecimento – Hermann Ebbinghaus

Hermann Ebbinghaus, primeiro autor na psicologia a desenvolver testes de inteligência, desenvolveu pesquisas na área da memória e ficou famoso por desenvolver testes de inteligência e estudos sobre como funciona a memória humana. Ele explicou sobre a chamada “curva de esquecimento“, ao verificar que nós não conseguimos reter informação por um longo período de tempo, o conceito da curva do esquecimento aponta que quanto mais o tempo passa, mais esquecemos o que foi visto ou lido por nós. Para ilustrar a teoria, o filósofo montou um gráfico em curva:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image-493.png
Curva do Esquecimento – Hermann Ebbinghaus

Como podemos verificar nessa curva, no prazo de um dia você esquece metade do que aprendeu. Em uma semana esse número gira em torno de 70%. Depois de um mês você já perdeu quase todo o conhecimento que tinha adquirido, por isso a importância dos métodos de revisão que vão ser vistos neste artigo.

Por meio dessa curva verificamos o quanto esquecemos de uma informação a partir do momento em que a vemos. Podemos verificar que, ao estudar uma matéria (caso ela não seja revisada), a retenção do que estudamos tende a quase zero, em um curto espaço de tempo.

No entanto, ao realizarmos revisões espaçadas, nosso cérebro entende que o conteúdo assimilado é importante, estimulando a consolidação do assunto na memória.

Pirâmide de Glasser e o Estudo Ativo

Pirâmide de Glasser x Estudo Ativo

Primeiramente, o que é estudo passivo?

O estudo passivo consiste em ler ou assistir às aulas. Nesse tipo de estudo, estamos apenas recebendo conteúdo, sem questionar.

Quando estamos lendo ou assistindo videoaulas, geralmente concordamos com o que o professor está falando, e permanecemos apenas recebendo o conteúdo.

Mesmo que acabe surgindo uma dúvida no meio do estudo, ela acaba sendo empurrada para “debaixo do tapete”. Sem falar que é mais fácil nossa mente “viajar” para outros assuntos e continuamos passivos, sem nem perceber.

O estudo passivo nada mais é do que a forma tradicional de estudo. Isto é, o estudante assiste a uma aula expositiva e depois lê o livro. No fim das contas, consome-se muito tempo, mas somente uma pequena parte do conteúdo foi assimilada de fato.

Mas se é ineficiente, por que utilizam o estudo passivo?

Existem duas principais razões que fazem com que as pessoas utilizem o estudo passivo:

1° Cansa menos do que o estudo ativo;

2° Permite uma falsa sensação de que o estudante aprendeu tudo.

Estudo Ativo

No estudo ativo, o foco é o aprendizado. Uma vez que, quando aprendemos de fato algo, o conteúdo fica consolidado e pronto para ser aplicado em várias situações.

No estudo ativo, você acaba tendo mais envolvimento e profundidade. A importância desse tipo de estudo se deve ao fato de que ter um maior envolvimento com o conteúdo faz com que as informações captadas sejam melhor fixadas na nossa memória.

Ao utilizar mais de um sentido durante o seu estudo, você vai trabalhar mais áreas do cérebro e, desse jeito, sua memória vai conseguir armazenar as informações de uma maneira mais fácil.

O que fazer para tornar meu estudo mais ativo?

1 – Crie grupos de estudo para discutir temas das aulas;

2 – Faça perguntas;

3 – Anote suas conclusões (com suas palavras);

4 – Explique os conteúdos a alguém ou grave áudios explicando;

5 – Faça muitas questões;

6 – Faça revisões regularmente;

7 – Fazer anotações durante o estudo.

Como implementar o estudo ativo?

estudo ativo exige mais dos estudantes. Afinal de contas, nessa metodologia ativa, o estudante é o principal personagem responsável por esse processo de aprendizado, uma vez que não é suficiente apenas ler ou assistir aulas, é necessário refletir sobre o conteúdo, fazer perguntas, questões, tentar explicar a alguém, etc.

Ao estudar dessa maneira, você vai conquistar resultados de forma mais eficiente.

Como verificamos na pirâmide de Glasser, quanto mais interativo o estudo for, maior será a capacidade de fixação do conteúdo. 

Importância de Resolver muitas questões

Estudar fazendo muitas questões de concursos é um método extremamente eficiente, já que durante a resolução de exercícios você exercita mais o cérebro, aumentando a capacidade de memorizar o assunto.

Por que ao fazer questões você aumenta a capacidade de memorizar o assunto?

Quando você resolve questões de concursos públicos, você ativa mais o hemisfério esquerdo do cérebro, que é responsável pelo raciocínio lógico, sendo também chamado de “cérebro acadêmico”.

O estudo por questões é mais ativo e dinâmico do que simplesmente quando se lê um material teórico, uma vez que quando você responde uma questão, você tem que acessar aquele conteúdo teórico na sua memória, forçando assim seu cérebro.

Ademais, quando você resolve muitas questões, você percebe quais conteúdos são mais cobrados, concentrando melhor seus esforços nesses, potencializando assim seu tempo disponível.

Espero que tenham gostado desse artigo sobre o concurso da PM do Ceará e técnicas de Aprendizagem, lembre que você pode levar esses conceitos para qualquer concurso público que você pensa em fazer!

Um abraço e bons estudos!

Leonardo Mathias

@profleomathias

Cursos e Assinaturas

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país!

https://pt.wikipedia.org/wiki/William_Glasser

Cursos e Assinaturas

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país!

Assinatura de Concursos

Assinatura de 1 ano ou 2 anos

Sistema de Questões

Assinatura de 1 ano ou 2 anos

Concursos Abertos

mais de 15 mil vagas

Concursos 2021

mais de 17 mil vagas

.

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *