Mapas Mentais: Saiba como eles podem ser os maiores aliados da sua memória
Nádia Carolina

Mapas Mentais: Saiba como eles podem ser os maiores aliados da sua memória

Saiba como os Mapas Mentais poderão ser os seus aliados na preparação para concursos.

Durante a preparação para concursos, precisamos fazer inúmeras revisões. Para isso, podemos nos utilizar dos mapas mentais, que são uma ótima ferramenta para uma revisão ágil e eficiente.

Separamos neste artigo diversas dicas de como montar seus próprios mapas, além de destacar qual sua importância para as revisões.

Para que você possa entender tudo sobre os mapas mentais, abordaremos os seguintes tópicos:

  • 1) O que são e para que servem os mapas mentais?
  • 2) Como um mapa mental pode auxiliar na revisão?
  • 3) Como criar um mapa mental?
  • 4) Ferramentas para a produção de mapas mentais

1) O que são e para que servem os mapas mentais?

Os mapas mentais associam assuntos a determinadas palavras-chave, esquemas e imagens. Feitos com cores para chamar a atenção do aluno e gerar um estimulo visual, os mapas mentais organizam e agrupam os principais tópicos de um assunto, melhorando consideravelmente a memorização e retenção de conteúdo.

Por serem resumidos e esquematizados, os mapas mentais são muito bons para revisão. Além de o aluno revisar seus grifos nos materiais e realizar diversas questões, ele pode adotar como técnica de revisão a leitura de mapas mentais.

Os mapas mentais trazem, de maneira simples e objetiva, os principais tópicos que devemos saber em relação ao conteúdo estudado, principalmente quando já temos um edital publicado e não podemos perder tempo.

Modelo de Mapas Mentais

2) Como um Mapa Mental pode auxiliar na sua revisão?

Durante a preparação para o concurso público você perceberá que, com o passar do tempo, o cérebro passa a se esquecer do que foi estudado. Isso é completamente normal. Para evitar essa situação, temos que revisar constantemente aquele assunto.

Com certeza você deve conhecer diversos métodos de revisão que estão pela Internet. Dentre todas as técnicas conhecidas, as mais comuns são, provavelmente, os resumos, marcações de textos, questões e os mapas mentais. Vamos nos concentrar no último.

Mapas mentais devem ser agradáveis de se olhar, com cores e ilustrações que retenham a atenção de seu usuário. Além disso, os mapas mentais também devem ser feitos em uma única página com o objetivo de reunir grande quantidade de conteúdo com apenas algumas palavras e esquemas.

Uma das vantagens dos mapas mentais para a revisão é o fato de serem capazes de manter a concentração do usuário por conta de suas cores e palavras curtas, o que torna seu uso agradável para o cérebro.

As palavras-chave dos mapas mentais forçam o cérebro a relembrar o que foi estudado daquela matéria, mantendo a mente sempre ativa em relação ao conteúdo e evitando que a informação seja descartada em um curto intervalo.

Com o passar do tempo, será possível perceber que a mente trará uma quantidade maior e mais rápida de informações a respeito do conteúdo contido no mapa mental, o que, consequentemente, irá reduzir o tempo de revisão e acelerar a velocidade de resolução de questões.

Outra vantagem diz respeito à nossa memória visual. A prática reiterada de olhar para a folha do mapa mental acaba criando uma imagem no cérebro. Por isso que as revisões através dos mapas mentais apresentam um ganho de tempo surpreendente. Com mapas mentais, é possível revisar diariamente diversos conteúdos estudados, de forma rápida e eficiente.

Atento a essa realidade, o Estratégia passou a disponibilizar diversos mapas mentais na área do aluno, já inclusos em cada aula. Veja um exemplo abaixo:

Mapas Mentais na área do aluno
Mapas Mentais na Área do Aluno

3) Como criar um mapa mental?

Se você quiser produzir seus próprios mapas mentais, tudo bem! Embora você vá gastar bastante tempo nessa atividade, isso irá lhe propiciar maior memorização e retenção do conteúdo estudado.

Comece definindo qual será o tema do seu mapa mental. Pode ser, por exemplo, o assunto da aula que você estiver estudando. Também procure começar a partir de temas mais simples e, aos poucos, avance para os temas mais trabalhosos.

Sugerimos alguns passos para seguir na elaboração do seu mapa mental.

3.1) Comece do centro para as extremidades

Para manter seu mapa mental organizado, procure sempre começar escrevendo o tema no centro e ir expandindo com ramificações em direção às bordas.

Além de manter um visual mais claro, partindo do centro é possível ter uma ideia de todo o mapa mental. Isso irá também propiciar maior agilidade no processo de revisão pelo mapa mental, já que nossos olhos irão automaticamente para o centro, sem dúvidas de onde começar.

3.2) Use cores diferentes e vibrantes

A utilização de apenas uma cor acaba tornando a atividade mais tediosa para o nosso cérebro. Por isso, busque sempre alternar entre as cores, quebrando a monotonia do nosso subconsciente, tornando a revisão mais interessante e facilitando a concentração na atividade.

As cores diferentes e vibrantes são capazes de estimular o cérebro para mantê-lo mais ativo durante a realização da revisão. Propiciam, ainda, maiores chance de se memorizar aquilo que está sendo lido. Não economize nas cores.

Caso utilize apenas uma cor, procure alternar a intensidade, textura e profundidade. Assim, você quebra a sensação de monotonia produzida pelo nosso cérebro.

3.3) Utilize palavras-chave

É muito importante que você não utilize frases grandes em seus mapas mentais.

Procure sempre concentrar o mapa mental com pequenas palavras. Um mapa mental devem ser simples e objetivo. Ele não pode ser um resumo com as informações volumosas. Estimule a memória com palavras-chave.

Seguindo essas dicas, você já tem tudo para começar a produzir seus próprios mapas.

4) Ferramentas para produção de Mapas Mentais

Além da possibilidade de elaborar os mapas mentais com o tradicional papel e caneta, hoje em dia também contamos com uma série de softwares e aplicativos para produzir excelentes mapas mentais.

Vamos conferir alguns deles para que você também possa fazer seus próprios mapas mentais.

4.1) Aplicativos para Criação de Mapas Mentais no computador

Confira abaixo 3 programas grátis para você começar a produzir seus próprios mapas mentais:

­– XMIND: O programa é gratuito e está disponível tanto para Windows quanto para Mac. Confiram abaixo um simples exemplo do que ele pode fazer.

Download – XMIND

XMIND - Programa para mental
XMIND – Programa para mapa mental

– MindMeister: Esse programa se destaca por ser on-line. Sendo assim, não é necessário realizar o download de um programa para poder criar seus mapas. Conta também com uma interface simples e intuitiva.

Acessar MindMeister

– Coogle: O diferencial deste software é o fato de mais de uma pessoa conseguir editar, ao mesmo tempo, o mapa mental. Além disso, não precisa baixar nada, ele está disponível online.

Acessar o Coogle

4.2) Aplicativos para criação de Mapas Mentais no smartphone ou tablet

Para que você possa produzir seus Mapas em qualquer lugar, trouxemos uma lista de aplicativos para você baixar no seu smartphone ou tablet.

– MindNode: Disponível apenas para iOS, o aplicativo nos traz uma interface intuitiva e agradável.

Acessar o MindNode

– GoodNotes: Também disponível somente para dispositivos iOS, o aplicativo é extremamente moderno e flexível, permitindo a criação de excelentes mapas.

Acessar o GoodNotes

– MindMeister: Além de permitir a produção de mapas mentais pelo computador, o aplicativo também possibilita o uso através de um dispositivo iOS e Android.

Acessar o Mind Meister

Espero que tenham gostado das nossas dicas sobre como elaborar um mapa mental! Continue estudando firme e a sua aprovação vai chegar!

Abraços,

Nádia Carolina

Cursos Online para Concursos

Como Passar em Concurso Público

Assinatura ilimitada
Assinatura Ilimitada

Posts Relacionados

Compartilhe:

Nádia Carolina

Nádia Carolina

Nádia Carolina foi aprovada no concurso de Auditor-Fiscal da Receita Federal de 2009, em 14º lugar. Exerceu o cargo até o ano de 2015, quando passou a se dedicar exclusivamente à docência. É professora de Direito Constitucional do Estratégia. 

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.