TOP 10 dicas para escolher o melhor concurso da área educacional
Área Educacional

TOP 10 dicas para escolher o melhor concurso da área educacional

Neste artigo apresentaremos o TOP 10 Dicas para que você saiba como escolher o melhor concurso na área da educação. Você sabia que esta área possui um monte de oportunidades na área pública e que, a depender do Estado, Município ou Universidade os salários podem ser bem atrativos?

A título de exemplo, a Secretaria Municipal de Educação do Estado de São Paulo, em seu último edital, publicado em 2019, ofertou 628 vagas para o cargo de Coordenador Pedagógico, cuja remuneração inicial é de R$ 4.910, 90 e pode chegar até R$ 11.135,26 para uma jornada de 40 horas semanais.

Para concorrer ao cargo, o candidato deveria possuir licenciatura plena em Pedagogia, pós-graduação lato sensu (especialização) ou stricto sensu (mestrado ou doutorado) em Educação com, no mínimo 800 horas, e comprovar a experiência de três anos no exercício do Magistério.

Outra oportunidade que salta aos olhos foi o cargo de Analista de Gestão Educacional, ofertado no último certame da Secretaria de Educação do Distrito Federal, em que a remuneração inicial para uma jornada semanal de 40 horas era de R$ 4.076,99, podendo chegar a R$ 7.501,66.

O ano de 2020, inclusive, contou e ainda contará com concursos interessantes nesta área. Por essa razão, nós da equipe de professores do Estratégia Concursos vamos fazer um TOP 10 Dicas para que você escolha o melhor concurso da área educacional.

TOP 10 Dicas para você escolher os melhores concursos:

Abaixo você confere o TOP 10 Dicas essenciais para saber como escolher um boa cargo dentre a infinidade de oportunidades existentes. Leia com calma e tente interiorizar cada uma delas:

1) Avalie o custo/benefício

Em razão da grande quantidade de ofertas de cargos em concursos na área, os requisitos e remunerações podem variar a depender do Estado, do Município ou da Universidade.

Enquanto um técnico-administrativo pode ter uma remuneração menor em uma cidade, na cidade vizinha o cargo pode ser ofertado com benefícios melhores. Além disso, cidades menores podem contar com cargas horárias mais flexíveis e uma demanda menor de trabalho.

2) Conheça a banca que em geral aplica a prova

Muitas vezes o concurseiro tem maior facilidade de realizar uma prova aplicada por uma banca organizadora do que por outra. Por vezes, alcança melhores resultados em questões de “certo” e “errado”, por vezes nas de múltipla escolha. De outro lado, em alguns casos são exigidas ainda provas escritas ou práticas.

Como os certames de educação costumam ser aplicados por bancas específicas, é bom conhecer o perfil e a forma de abordagem de cada uma e entender como você lida com aquele tipo de avaliação a fim, inclusive, de derrubar alguns obstáculos durante sua preparação.

3) Avalie a estrutura da região

É importante conhecer o Estado ou Município que você irá prestar a prova e ter certo dentro de si se você consegue viver naquele lugar. Caso aquela não seja sua cidade ou estado de origem ou residência, é interessante pesquisar sobre a região, conhecer sua infraestrutura e, se for possível, fazer uma visita local, ainda que no mesmo fim de semana de aplicação do concurso.

4) Verifique os requisitos e conteúdos exigidos

Outra questão é a formação exigida, por exemplo, para o cargo de professor, que pode ser menos rigorosa em um Município em relação a outro que, exige maior especialização, mas recompensa de forma inferior, devido ao maior interesse de candidatos no cargo.

Outra questão relevante é entender os conteúdos específicos exigidos para aquele tipo de prova. A maioria dos concursos de educação costuma tratar de temas relativos à Didática, Pedagogia, Legislação da Educação e Língua Portuguesa.

Contudo, o certame pode requerer o conhecimento de leis mais regionais ou de disciplinas como matemática, informática e raciocínio lógico, e/ou conhecimentos específicos em determinada área de especialidade, para a qual o candidato deve estar apto e preparado.

5) Veja se o cargo tem a ver com sua vocação

É importante saber se o cargo se enquadra com sua formação, se lhe trará prazer e desafios ou se se trata apenas de uma salário razoável e estabilidade que, a longo prazo deixará a jornada cansativa e frustrante.

Por isso é bom ter um foco bem definido quanto à intenção de prestar aquele certame e qual finalidade ele terá no desenvolvimento de sua carreira profissional numa área tão decisiva para a comunidade como um todo.

6) Pesquise as atribuições

Os editais costumam apontar as atividades que serão exercidas pelo servidor quando em exercício no cargo. Muitas vezes os requisitos e conteúdos exigidos não fazem sentido para a realização daquelas atribuições ou para quem tem formação naquela especialidade.

Por isso é importante ter uma noção de

7) Conheça o órgão e seus servidores

É bastante útil seguir as redes sociais e endereços eletrônicos do órgão, conhecer sua política interna e diretrizes, a forma como trata e escalona seus servidores, as instalações do ambiente de trabalho.

Se possível, é interessante também conversar com algum servidor da área, da região ou do cargo pretendido para entender como se dão as atividades no dia a dia, o cumprimento dos horários e regras estabelecidos no órgão.

8) Saiba os benefícios que o cargo oferece

Além da remuneração básica, muitas vezes são ofertados benefícios para aquela carreira nem sempre especificados no edital. Por isso, é sempre bom pesquisar no site e nas leis do órgão tudo o que o cargo pode oferecer em razão da atuação.

Muitas vezes os benefícios vão além de auxílio alimentação ou transporte, podendo se relacionar com disponibilidade de cursos de formação e aperfeiçoamento na área ou em áreas correlatas à atividade ou gratificações de outra natureza.

9) Preste mais de um tipo de prova

Fazer questões, treinar, testar conhecimentos e experimentar a sensação de prestar a prova são ações fundamentais para a aprovação. Por isso, não obstante ser importante focar num tipo de área ou especialidade para melhorar o foco, é essencial não se fixar em apenas um certame, criando expectativas e se tornando dependente apenas daquele desempenho.

Prestar concursos similares em outras regiões, com abordagem similar ou até mesmo um pouco distinta, de mesmos cargos ou cargos com conteúdos parecidos, aplicados pela mesma banca são atitudes que geram mais treino, aprendizado e chances de aprovação.

10) Organize seu tempo para o edital

Avalie o certame que você visa prestar e, caso o edital esteja aberto ou na iminência de abrir, verifique o nível de seus conhecimentos para a prova, quais os pontos fortes e fracos, quanto tempo necessita para se aperfeiçoar, quanto tempo tem disponível para estudar e quanto tempo falta para a aplicação da prova.

Ainda que você não consiga zerar os conteúdos do edital, um cronograma será essencial na sua organização para priorizar o que é importante, recorrente e/ou o que te traz mais dificuldade, e te ajudará, caso não ainda seja aprovado, a ter, pelo menos, um desempenho mais produtivo e crescente.

concursos educacao 2020

Vagas previstas em toda a região

Cursos para concursos e Assinatura Ilimitada

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país.

Assinatura Ilimitada

Assinatura Anual Ilimitada*

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país. Assine agora a nossa Assinatura Anual e tenha acesso ilimitado* a todos os nossos cursos.

Sistema de Questões

Assinatura Ilimitada*

Estratégia Questões nasceu maior do que todos os concorrentes, com mais questões cadastradas e mais soluções por professores. Clique no link e aproveite os descontos e bônus imperdíveis!

Concursos 2020

mais de 11 mil vagas

Concursos 2021

mais de 17 mil vagas

Concursos abertos

Mais de 15 mil vagas

Posts Relacionados

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados