Petrobrás - Processos Administrativos e Arquivologia
Felipe Petrachini

Petrobrás – Processos Administrativos e Arquivologia

Tudo bom meus caros?

A prova da CESGRANRIO deste domingo para preenchimento de vagas na Petrobrás não trouxe surpresas nas disciplinas que vocês viram comigo, o que significa dizer que o tio não identificou recursos possíveis.

Só lembrando que o tio aqui deu a parte de Administração de Recursos Materiais dentro de Processos Administrativos e Arquivologia, ambas cobradas na prova de Técnico de Administração e Controle Júnior (questões 26 a 30 e questões 46 a 50).

Ah! Mas teve a questão 48!

Sim sim, eu vi o estado da minha caixa de entrada na segunda feira por conta da questão 48 :P.

Aí vão minhas considerações:

A questão é que o princípio da ordem original remete a uma ordem intelectual e não a ordem física dos documentos. A ordem intelectual nos remete justamente ao contexto da produção dos documentos e é isso que queremos preservar ao conservar a ordem dos mesmos. Se a ordem dos documentos não reflete o contexto da produção (ou seja, se a ordem material não correspondente à ordem intelectual), não há motivos para tentar seguir a primeira, abrindo mão da segunda.

É nisso que seu professor acredita, por isto, compartilho do ponto de vista da banca (o que me torna uma pessoa ruim para ajudar vocês na elaboração do recurso :P).

Precisando de alguma coisa, basta escrever para [email protected]

Abraço!

Compartilhe:

Felipe Petrachini

Felipe Petrachini

Formado em Direito pela Universidade de São Paulo em 2011, logrou êxito no concurso de Agente Fiscal de Rendas do Estado de São Paulo, realizado em 2013, cargo que atualmente exerce. Iniciou sua carreira pública tomando posse no cargo de Assistente Técnico Administrativo do Ministério da Fazenda (ATA-MF) em 2009, cargo este que exerceu até sua nomeação para Técnico Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 2 Região, em 2012. Entrou em exercício no cargo de Auditor Fiscal Tributário Municipal em São Paulo em agosto de 2012, permanecendo no cargo até março de 2014, quando tomou posse no cargo de Agente Fiscal de Rendas do Estado de São Paulo. Foi aprovado também nos seguintes certames, sendo nomeado e convocado a tomar posse no cargo a que se referiam: Escrevente do Tribunal de Justiça de São Paulo (2007) Oficial de Justiça do Estado de São Paulo (2009) Assistente de Licitação da Fundação do Remédio Popular (2010) Técnico do Ministério Público da União (2010) Técnico Previdenciário do Instituto Nacional do Seguro Social (2012)            

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x