O coaching e a invenção da roda
Rafael Moreno

O coaching e a invenção da roda

Não nobres concurseiros, o coaching para concursos não foi tão inovador quanto o surgimento da roda.

Mas façamos um breve exercício: um designer de bicicletas precisa lapidar um “novo conceito”. Mas ele precisa necessariamente desconsiderar a roda, até que, por tentativa e erro, chegue à melhor opção para deslocar o meio de transporte.

Não seria nenhuma surpresa se ao final de muitos anos, a bicicleta estivesse, enfim, montada sobre duas rodas!

Isso pode ser chamado de conhecimento acumulado, e por isso a civilização avança rumo ao progresso continuamente.

O coaching para concursos não é algo tão ambicioso se comparado aos resultados de uma invenção tão marcante.

Mas se o seu objetivo profissional vai além de projetar bicicletas, então o coaching certamente terá uma relevância ainda maior.

Na medida em que ter contato direto com metodologias consagradas criará um ambiente de atalhos e gatilhos que – sem sombra de dúvidas – poupará seu dinheiro e seu tempo.

Mas o maior trunfo de tudo isso está no aspecto pessoal. Afinal, ter contato contínuo com alguém que já vivenciou toda essa experiência e logrou êxito faz toda diferença. Dos ajustes finos aos mais graves é fundamental ter alguém que o guie na complexa jornada de estudos.

Não quero desmerecer a inovação, muito pelo contrário, sou seu natural entusiasta. Mas inovar pressupõe uma alta performance nas ferramentas mais básicas.

Então caro leitor, estude bem, estude certo, não reinvente a roda.

Forte abraço e bons estudos!

Rafael Moreno

Coach Estratégia Concursos

Compartilhe:

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados
Depoimentos dos Aprovados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.