Dicas práticas de comportamento na véspera e no dia da prova (parte 2 de 3)
Concursos Públicos

Dicas práticas de comportamento na véspera e no dia da prova (parte 2 de 3)

Olá, concurseiro, tudo bem? Hoje vamos dar continuidade ao tema “dia da prova” com dicas de comportamento valiosas para que você possa fazer o melhor no grande dia. Caso você tenha perdido a primeira parte do nosso artigo, aqui está o link para você.

 

5) Onde você se sente confortável para sentar?

Esta nuance da prova pode fazer todo sentido para você… ou nenhum! Rs. É uma questão bastante pessoal. Eu, por exemplo, somente me sentia realmente bem se sentasse na última carteira. Pode ser TOC, pode ser psicológico, mas qualquer conforto nesse ambiente hostil é válido e é bacana pelo menos refletir a respeito.

Por esse motivo, caso você tenha o direito de escolher sua mesa (sim, infelizmente, às vezes isso não é possível), se você faz questão de algum posicionamento específico, não deixe para entrar na sala muito em cima da hora, pois você vai ficando cada vez com menos opções.

6) Tenha uma estratégia definida sobre a ordem de realização das questões

É imprescindível que você saiba quantas questões de cada disciplina a prova contém e quanto cada uma vale (verifique se há pesos diferentes) quando você senta pra fazer a prova. Essa orientação eu quase apaguei de tão óbvia de tão óbvia, mas não custa nada frisar. A partir daí, é importantíssimo ao começar a prova mapeá-la e começar com uma disciplina com uma segurança maior ou com textos mais longos.

Essa escolha é pessoal e varia caso a caso. A vantagem de ler textos grandes no início, por exemplo, é aproveitar que o cérebro ainda está fresquinho e sua atenção ainda está lá no alto. Alguns candidatos oriundos da área de exatas, por exemplo, preferem começar pelas questões de sua área como estratégia de “mergulhar” na prova, elevando o nível de concentração.

7) Controle e administre o tempo

Outro fator de extrema relevância e que já vi derrubar excelentes candidatos. O que observamos como prática comum das grandes bancas (notadamente FCC) é uma disponibilidade de tempo abaixo do razoável para realizar a prova integralmente.

Assim sendo, é necessário buscar velocidade (sem prejudicar o rendimento, claro!), estar sempre atento para amenizar esse problema e reservar um tempo razoável para marcar o cartão-resposta (quem nunca marcou uma questão que tinha certeza de forma errada, não é mesmo?). Muitas vezes, a banca pede mínimos por disciplina ou grupo de disciplinas. Portanto, chutar todas as questões de uma única disciplina é suicídio. rs

Pessoal, por hoje é só. Espero que tenham gostado das dicas de hoje! Peço que escrevam nos comentários suas estratégias ou dúvidas para o dia da prova, ok? Podemos incluí-las na terceira e derradeira parte do artigo.

Bons estudos!

Alberto Kovarik
Coach Estratégia Concursos
Instagram: @profalbertokovarik (me segue lá!)

Posts Relacionados

Alberto Kovarik

Alberto Kovarik

 Auditor Fiscal da Receita Estadual do Estado do Rio de Janeiro (ICMS-RJ), tendo sido aprovado no concurso de 2011 Desde Janeiro de 2015 trabalhando com a preparação de alunos para os principais concursos do país (alunos aprovados no ISS Cuiabá, ISS Niterói, ICMS PI, ICMS MA, ICMS SC etc.). Primeiro contato com coaching na condição de aluno (coachee) ainda em 2011.  Graduação em Matemática pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Aprovado nos concursos: Professor de Matemática da Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro (3 vezes entre os 3 primeiros colocados); Analista de Planejamento e Orçamento (APO) da Secretaria de Planejamento do Estado do Rio de Janeiro (2010); Auditor Fiscal Tributário do Município de São Paulo (2012).

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados