1

Delegado da PF 2021: análise da última prova objetiva

Saiba tudo sobre a prova objetiva do concurso Delegado da PF 2021!

Introdução

Delegado da PF 2021

O ano de 2021 está excelente para as Carreiras de Delegado de Polícia e já foi coroado com o concurso para Delegado da Polícia Federal.

Atualmente, a PF conta com mais de 505 cargos de Delegado de Polícia vagos.

Resultado: em 15/01/21 foi publicado o edital do concurso  para a nomeação de 123 Novos Delegados.

Clique aqui para saber tudo sobre o edital DELEGADO DA PF 2021.

Esse número não supre todas as vagas atualmente existentes, mas será um grande concurso, um dos maiores das carreiras policiais.

Como em 1997, 2004, 2013 e 2018, o novo concurso será organizado pelo CEBRASPE, com provas na sua estrutura tradicional, com assertivas.

Estamos preparando muito conteúdo sobre esse concurso. Assim, desde já, gostaria de indicar nossas redes sociais:

Instagram do Estratégia Carreira Jurídica

Instagram do Estratégia Concursos

Além disso, acompanhe nossos artigos e postagens anteriores relevantes para o concurso de DELEGADO DA PF 2021:

Análise do Edital CESPE 2021

Análise do Concurso Delegado da PF 2021

Antes, regras objetivas Edital de DELEGADO DA PF 2021:

A prova objetiva, P1, conforme o edital de 2018, foi composta por 120 assertivas para serem avaliadas como certas ou erradas. O período para realização da prova foi de 4 horas, aplicada no turno da manhã.

Já a prova discursiva, P2, foi aplicada no mesmo dia no turno da tarde. Contudo, não trataremos neste artigo sobre essa etapa.

No edital de DELEGADO DA PF 2021, houve alteração do tempo de prova. A prova objetiva passou a ter duração de 3 horas e 30 minutos, ao passo que a dissertativa passou para 5 horas.

Na P1, a cada item assinalado corretamente, o candidato pontuou 1 dos 120 pontos possíveis. Se deixasse em branco receberia 0, mas se assinalasse o gabarito errado, somaria 1 ponto negativo.

Assim, cada reposta errada anula uma correta.

Por isso, o candidato deverá ponderar a melhor forma de responder questões, arriscando o gabarito eventualmente.

Assinalar apenas as assertivas que você tem certeza, reduzirá a probabilidade de acertar questões que você suspeita estar certa/errada.

Por outro lado, assinalar de forma imprudente todas as assertivas, em relação às quais você não tem ideia alguma, poderá minar pontos garantidos.

Assim, acreditamos que a melhor técnica é a ponderarão entre questões que você faz ideia de qual seja o gabarito, com algum grau de conhecimento sobre o assunto, e temas que você definitivamente não domina.

Mas a dúvida pode permanecer: em razão da nota de corte, não é melhor arriscar?

Se assinalar apenas o que tiver segurança ou alguma noção, provavelmente a pontuação será mediana, não suficiente para estar entre os habilitados para as fases subsequentes.

De fato, é uma dúvida relevante.

Cada prova tem suas peculiaridades. Umas são mais fáceis (por consequência a nota de corte é maior). Já outras, são mais complexas (com notas de cortes baixas).

No caso do último concurso, e é o que nos propomos a analisar, a nota de corte foi 86 dentre os 120 pontos possíveis. Isso representou 71,6%.

Além disso, 4 assertivas foram anuladas, pontos somados para todos. Com essa nota de corte, entendemos que você poderia deixar algumas assertivas, arriscando apenas naquelas que tem algum conhecimento. Este é o famoso “chute consciente”.

Retornando para análise da prova objetiva do último concurso, o edital fixou 48 pontos como nota geral de corte. Essa sim, você deve desconsiderar!

A saber, 600 candidatos foram classificados para a segunda fase de um total 43.000. Ou seja, esses 48 pontos foram superados com tranquilidade, pois, como dito, a nota de corte ficou próxima do dobro do mínimo.

Perceba que a nota de corte foi bem mais alta do que a do concurso anterior, que ficou em 86 pontos líquidos.

Por outro lado, o esqueleto da prova de 2018 foi bem similar ao de 2013, o que leva a crer que esta prova de 2021 seguirá a mesma linha.

Agora, dados objetivos da prova de DELEGADO DA PF 2021:

Em primeiro lugar, em relação aos dados da prova objetiva, a última prova contemplou as seguintes disciplinas:

Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Penal, Direito Processual Penal, Legislação Penal Especial, Criminologia, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Previdenciário, Direito Tributário, Direito Financeiro, Direito Internacional Público e Direito Empresarial.

Antes de conferir o gráfico com a proporcionalidade das questões, registre-se que não houve peso diferenciado entre elas. Em outras palavras, toda assertiva, independentemente da matéria, valia a mesma pontuação (1).

Agora, confira a proporção de questões a partir do conteúdo programático:

Lista de proporção de questões a partir do conteúdo programático delegado PF

Em forma de gráfico:

Gráfico com porcentagem das questões na prova para delegado PF
DISCIPLINAS DELEGADO PF

Por fim, façamos considerações a partir dos dados acima…

A planilha acima é importante na medida em que você terá condições de perceber, claramente, o que se espera do candidato ao cargo de Delegado da PF na prova objetiva.

Disciplinas Penais

As Disciplinas Penais, como era de se esperar, constituem a maior parte das questões. Somadas, totalizam 56 das 120 assertivas. 47% da prova objetiva.

Gráfico com questões de disciplinas penas e demais questões

Evidentemente que isso já era esperado, afinal, o concurso é para Delegado de Polícia.

Entretanto, se considerarmos que, no último concurso, foram necessários 86 pontos para ser aprovado na primeira fase, o candidato que dominou as matérias penais se destacou.

Suponhamos que ele tenha gabaritado as matérias penais. Isso representou 65% do necessário para atingir a nota de corte.

Claro que, dificilmente, acertaria todas as questões de Direito Penal, Direito Processual Penal e de Legislação Penal Especial. Porém, estudar bem essas matérias equivalerá a mais de “meio caminho andado”.

Portanto, dedique-se, com afinco, ao trio de Matérias Penais.

Além disso, essas Disciplinas ajudarão na prova dissertativa. Assim como ocorre, também, com Direito Administrativo e Constitucional.

Ao longo da nossa caminhada rumo à aprovação no concurso de Delegado da PF 2021, teremos muitas novidades. Os professores de penal, inclusive, redigirão artigos aqui no blog do Estratégia Concursos, para orientá-los quanto à melhor forma de estudar essas matérias.

25% da Prova em Direito Administrativo e Direito Constitucional

É pouco, mas não tão pouco assim! Você tem 30 das 120 assertivas para garantir pontos importantes.

Vamos explicar o porquê.

Quem decide estudar para Carreiras Jurídicas, de um modo geral, já passou por outros concursos, policiais ou não.

O candidato que migrou de outros concursos com certeza já estudou Direito Constitucional e Direito Administrativo em algum momento. Mesmo sendo concursos de outras áreas, como Técnico/Analista Judiciário, ou concursos para outros cargos policiais, como Agente/Investigador.

Por outro lado, talvez você nunca tenha estudado Criminologia ou Direito Empresarial, mas, nessas duas disciplinas, pode-se ter uma certa noção.

Além disso, e, agora, falando especificamente de Direito Constitucional, tal disciplina é muito constante nos estudos não só da matéria em si, como das demais.

Por exemplo, ao estudar o Direito Penal, o Professor passa pelas Noções Constitucionais do Direito Penal. Ao passo que, ao estudar Direito Tributário, as Normas Tributárias da Constituição também serão citadas.

Portanto, utilize esse conhecimento a seu favor.

Não deixe de estudar a teoria, mas, também, essencial a resolução diversas questões.

Resolva todas as provas do CEBRASPE dos últimos três anos, bem como as futuras até a prova, notadamente as da Área Policial e de Carreiras Jurídicas como um todo.

A resolução de questões ajuda a visualizar os conteúdos em que você tem mais dificuldades para, então, reestudar a teoria.

A resolução de questões ajuda a manter a memória em dia ;)

É por isso que, ao longo da nossa missão para Delegado da PF, faremos simulados inéditos, para perceber falhas e revisar conteúdos.

Por fim, seguem duas ponderações muito importantes:

Primeiro, Direito Penal, Direito Processual Penal, Legislação Penal Especial, Direito Constitucional e Direito Administrativo somam 86 questões, exatamente a nota de corte do último concurso.

Como não há mínimo por matéria, se você fosse muito bem nessas disciplinas, você já estaria praticamente garantido na segunda fase.

Isso significa que podemos ignorar o restante das disciplinas? NÃO! Ainda mais que, para tanto, precisaria gabaritar as três matérias.

Segundo, Direito Administrativo é uma disciplina particular neste concurso.

O conteúdo programático é enorme. Há referência aos conteúdos doutrinários, tradicionalmente cobrados em prova CEBRASPE, além de uma dezena de leis administrativas específicas.

Por conta disso, antes de tudo, atenção ao montar o seu planejamento de estudos em Direito Administrativo. Talvez seja necessário despender um pouco mais de tempo no seu ciclo para a disciplina.

2,5% da prova objetiva em Criminologia: ótimo custo benefício

Matéria optativa na faculdade, assunto teórico, ausência de diploma legal específico, mas são 3 questões para você garantir, pelo menos, 2.

Criminologia é uma matéria fácil , bem como o conteúdo do edital é bem enxuto se comparado com as demais disciplinas.

Por vezes, resistimos, pois não estudamos tradicionalmente os seus conteúdos na faculdade ou para concursos públicos, mas vale a pena se dedicar.

Em conclusão, as questões são mais simples e cobram conceitos gerais do tema.

Evidentemente que, na sua preparação, você irá dividir o tempo de estudo de forma proporcional à relevância da matéria. Você não pode estudar mais Criminologia do que Direito Penal ou Direito Constitucional, por exemplo.

CURSOS PARA DELEGADO PF

Direito Previdenciário e Direito Internacional Público, matérias que correm por fora

No momento em que você retornar ao gráfico com a proporcionalidade de todas as matérias, poderá concluir que essas duas disciplinas não têm maior relevância ou, nem sequer, notá-las.

Por certo, na prova objetiva anterior, tivemos 8 questões de Direito Previdenciário e 7 de Direito Internacional Público. Somadas representam pouco mais de 10% da prova.

Qual o destaque dessas disciplinas, portanto? Custo benefício!

Tal como Criminologia (mas em menor grau!), são duas matérias que, comparadas com as demais, possuem conteúdo programático menor, mas com significativa relevância no contexto da prova.

Além disso, por elas se tratarem de matérias periféricas, a cobrança tende a ser próxima da literalidade da legislação ou relacionada com as atribuições do cargo. 

Assim, com um esforço de estudo direcionado, você consegue garantir importantes pontos.

CURSOS PARA DELEGADO PF

O RESTO…

Sobraram: Tributário, Empresarial, Processo Civil, Civil e Financeiro.

Em relação às demais disciplinas, que somadas totalizaram 16 assertivas (13% da prova), você deverá estudar de forma objetiva, porém, de modo algum, você irá desconsiderá-las.

Negligenciar o estudo dessas disciplinas, podem tirá-lo da prova discursiva. Das 16 assertivas, tenha como meta 40%, ou seja, procure acertar 7 questões.

Assim, muitas vezes, com um estudo básico, contando com a experiência da faculdade, você já consegue esse percentual.

Em suma, reserve tempo proporcional de estudo para elas. Estude de forma objetiva e se atenha ao edital.

Só para que você tenha um parâmetro, para todas estas disciplinas restantes, dedique um pouco mais de tempo do que você dedicaria para estudar Direito Penal que, sozinho, perfaz 23,3% da prova.

Enfim, estas foram as nossas impressões a partir da prova objetiva aplicada no último concurso de Delegado de Polícia da PF em 2018.

Qualquer dúvida, deixe seu comentário logo abaixo.

Como resultado, desejo a você excelentes estudos!

Prof. Ricardo Torques

ASSINE AGORA – Assinaturas Estratégia

ASSINE AGORA – Sistema de Questões

Então, fique por dentro de todos os concursos:

“O Recomeço”: confira as condições imperdíveis nas nossas assinaturas

Sobretudo, confira os concursos policiais em alta:

CONCURSOS POLICIAIS

Em seguida, certames previstos para este ano:

Concursos 2021

Posts Relacionados

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *