Como resolver questões discursivas em concursos públicos?
Nick Simonek Maluf Cavalcante

Como resolver questões discursivas?

Um guia completo para a resolução de questões discursivas

Com o intuito de facilitar a resolução de questões discursivas, as quais são objeto de diversos concursos públicos, resolvi traçar um passo a passo de como o candidato deve desenvolver seu texto diante dos questionamentos da banca.

 

Como construir uma questão discursiva?

1º Ponto

A melhor forma de desenvolver um texto coerente em uma prova discursiva é, em primeiro lugar, analisar de forma atenta o enunciado da questão.

O principal é observar o que está sendo perguntado pelo examinador, sendo certo que é necessário observar quantas assertivas contém o enunciado.

O aluno precisa ter em mente que a correção das provas é feita com padrão de resposta, contendo todos os itens do espelho de correção.

Além disso, tenha em mente que o examinador possui inúmeras provas a serem corrigidas. Sendo assim, sempre busque facilitar a vida do examinador com menção aos artigos de Lei de forma expressa, conforme será visto abaixo.

Por fim, deve observar que em regra terá o candidato 30 linhas para responder a questão, de forma que se sugere, no mínimo, um padrão de resposta com 04 parágrafos para tanto.

2º Ponto – 1º Parágrafo

Inicie a redação de forma a enfrentar o tema constitucionalmente, citando os dispositivos aplicáveis a matéria.

Por exemplo: Imagine que se trate de uma questão referente a direito ambiental. Sugiro iniciar o ponto com menção ao artigo 225, CFRB.

Em seguida, trate dos aspectos infraconstitucionais da matéria, com citação da legislação respectiva.

Por exemplo: Imagine que se trate de uma questão referente a licenciamento ambiental. Sugiro complementar o parágrafo com menção a Lei complementar 140.

Após tratar da temática constitucional e legal, considerando que a prova discursiva, como regra, traz diversos questionamentos em seu enunciado, passe no segundo parágrafo a tratar tais pontos questionados, sempre observando a ordem colocada pelo examinador.

3º Ponto – 2º, 3º, 4º Parágrafos

Trate os questionamentos trazidos de forma a respeitar a ordem a qual tais foram postos.

Para tanto, sugiro iniciar o ponto com a conceituação de institutos jurídicos questionados, valendo citar cada dispositivo constitucional e legal atinentes a matéria.

O principal nesses parágrafos é utilizar uma redação clara e concisa tratando de todos os itens questionados, bem como conceituando os institutos jurídicos de cada tema.

Ainda aqui, necessária a citação de jurisprudência do STJ e STF. Lembre-se que os julgados dos Tribunais Superiores devem ser mencionados de forma clara e sem fuga do tema.

4º Ponto –  Conclusão

Procure frisar de forma rápida os itens anteriores no último parágrafo, bem como dê uma conclusão ao caso concreto.

Por último, ressalte-se que devem ser tratados todos os questionamentos trazidos pelo enunciado, bem como expor os artigos constitucionais e legais pertinentes de forma clara e sem fuga do tema.

 

NICK SIMONEK MALUF CAVALCANTE

Compartilhe:

Nick Simonek Maluf Cavalcante

Nick Simonek Maluf Cavalcante

Nick Simonek Maluf Cavalcante Atualmente exerce o cargo de Procurador Federal (Concurso 2013)  Graduação em direito (2010) Aprovado para o Concurso da EMERJ (2010) - Cursou Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro - EMERJ Aprovado em diversos concursos como: Advogado da Petrobrás  Advogado do BNDES  Advogado da Companhia de Recursos Minerais - CPRM

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados
Depoimentos dos Aprovados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.