16

COMO E PORQUE COMECEI A ESTUDAR PARA CONCURSO PUBLICO.

Olá pessoal, tudo bem?
Estou entrando para o time de coaching do Curso Estratégia e gostaria de contar sobre a minha trajetória como estudante e como optei por estudar para concurso público.
Sou de Niterói/RJ, nascido em uma família de classe média, sempre estudei na mesma escola particular. Boa escola, aliás! No entanto, confesso, nunca fui grande fã dos estudos e desde que me entendo por gente sempre fiquei de recuperação no fim do ano. Como prêmio por todo esse “esforço” no 1º ano do segundo grau fui reprovado. Chegando a época do vestibular, estava mais confuso do que barata tonta, não sabia para onde ir.
Quando fui prestar o vestibular, acabei optando por cursar administração de empresas. Como não havia estudado a minha vida toda, o meu desempenho foi péssimo e não consegui passar nem perto de ser aprovado em alguma faculdade pública. Cursando a faculdade no mesmo ritmo que havia estudado nos meus 1º e 2º grau não deu outra, fui reprovado em uma matéria durante o curso e também na minha monografia final. Tive que cursar mais um período e refazê-la.
Nesse ritmo, quando me formei, mais dúvidas surgiram e uma grande questão, agora que estava formado para onde deveria caminhar? Buscar um emprego? Tentar abrir um negócio, mesmo não possuindo muitos recursos financeiros?
Na minha cabeça nunca havia passado estudar para concurso, sempre acreditei que não era uma boa opção para mim, além de achar que apenas pessoas muito inteligentes conseguiriam passar.
Era 2002 e estava naquela situação que já relatei, formado e sem rumo definido em minha carreira. O cenário que estava se armando para o meu futuro não era dos melhores. Por nunca ter sido um aluno dedicado e nunca ter investido em cursos extracurriculares; teria que me contentar em começar a trabalhar naquilo que conseguisse, ou seja, teria que aceitar aquilo que aparecesse, não tinha muitas opções.
Foi nesse momento, no meio dessa grande bagunça de sentimentos que era a minha vida, que surge um ser iluminado e me diz uma frase nesse sentido: “Ou você vai procurar fazer alguma coisa ou você vai ver…” Era a minha doce mãe dizendo, de um jeito bem meigo (rsrsrs), que o tempo estava passando e que eu deveria correr atrás de uma ocupação.
Durante a bronca que tomei, ela sugeriu que eu prestasse o concurso de fiscal do ISS da prefeitura de Niterói que estava com edital aberto. Aceitei o “conselho”, fiz a inscrição para realizar a prova e fui atrás de material para estudar. Comprei uma apostila e estudei por conta própria, sem muito comprometimento o resultado não poderia ser outro, não passei.
Como poderia ir bem? Não conhecia técnicas de estudo, não tinha o mínimo conhecimento sobre qual o melhor material para estudar e não sabia quais os melhores cursos que deveria procurar para cursar.
Após o fracasso em relação ao meu desempenho na prova, confesso que a derrota mexeu comigo, apesar de estar ciente de que havia entrado como franco atirador naquela disputa.
Passado a prova, mesmo ainda não possuindo 100% de certeza de que era isso que queria, resolvi encarar o desafio. Conversei com meus pais, eles se ofereceram para pagar o meu curso e o material. Graças ao esforço deles, fiquei me preparando unicamente para concurso.
Esta minha decisão foi alvo de muitas críticas, ainda mais pelo meu histórico de estudo. Poucos acreditavam que eu levaria adiante a minha decisão. E esse é um ponto que gostaria de destacar, NUNCA dê ouvidos ao que as pessoas dizem, se está claro que esta é a melhor decisão para você, siga em frente e lute pelo seu objetivo até alcançá-lo.
A partir daí iniciei os meus estudos, onde tudo era novidade para mim. A partir daquele momento deveria aprender como estudar, escolher o melhor material didático, procurar professores que fossem referência em concursos e escolher o concurso que deveria focar. Não preciso falar que tudo isso demandou um grande tempo e esforço da minha parte, mas por incrível que pareça, toda aquela dificuldade estava me motivando, queira me superar, queria provar para mim mesmo que conseguiria.
Durante esse período passei por diversas fases de insegurança, pois achava que nunca iria conseguir, visto a quantidade de matéria, muitos concorrentes bem preparados, não estar à altura daquele desafio; fora os problemas pessoais que essa escolha de só estudar gera, tais como ficar sem dinheiro, abdicar do convívio social com os amigos, não poder dar atenção à família, ficar longe do mercado de trabalho, dentre outros.
Por ter realizado sozinho toda a minha preparação, sem a ajuda de ninguém, o meu período de preparo foi maior, estudei initerruptamente por 3 anos, sem parar, com uma média diária de 6 horas, fora os cursos quase diários, no período da manhã ou no período da noite, e os simulados aos sábados, com início na parte da manhã e término no final da tarde com a sua correção. Único dia que descansava era domingo, mesmo assim sempre estudava algumas horas à noite. No período de edital chegava a estudar 12 horas em um único dia.
Após todo esse esforço, no ano de 2005 consegui alcançar o meu objetivo, passei para Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil, realizando uma boa prova em que fiquei em 21º colocado na 2ª Região Fiscal. O concurso era dividido por regiões nessa época.
Em 29 de junho de 2006, tomei posse no meu cargo. Esta foi a minha maior conquista profissional até hoje. Neste ano de 2017, resolvi voltar a estudar e estou cursando direito, pois nunca é tarde para recomeçar. O que não podemos é esperar as coisas caírem do céu, pois isso NÃO acontecerá.
Mas, porque falei sobre a minha vida escolar e sobre a minha decisão em começar a estudar para concurso, e não escrevi sobre as técnicas de como realizei os meus estudos? Porque, antes que você inicie esse caminho, lembre-se de que esta decisão deve ser apenas SUA e de mais ninguém. Tenha em mente que o único concorrente que você estará enfrentado será você e as suas limitações. Logo, se eu posso, tenho CERTEZA que você também PODERÁ.

PS. Quer ser meu coachee ou conhecer uma pouco mais a carreira de Auditor Fiscal? É só avisar a equipe do Estratégia quando fizer a matrícula! :)

Até a próxima!

Bons Estudos e perseverança!!!

“Controle seu próprio destino ou alguém o fará”. – Jack Welch

Rodrigo Perni
Coach do Estratégia Concursos

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *