Trabalho e estudo: como conciliar a vida de concurseiro com os demais papeis
Luana Vicente dos Santos Furlani

Trabalho e estudo: como conciliar?

Veja dicas relevantes de como conciliar trabalho e estudo para concursos públicos!

Olá aluno (a)! Tudo bem?

Uma questão que vem à mente de muitos iniciantes no mundo dos concursos ou daqueles que querem retomar o estudo é a seguinte: como conseguirei arranjar tempo para estudar? – Ainda mais se trabalho e estudo.

Isso porque, geralmente, nossas 24 horas já estão comprometidas. Essa agenda pode ser ainda mais intensa no caso das mulheres, com seus afazeres domésticos e filhos.

Então, vamos dar algumas dicas a você que quer estudar para concursos, mas não está tendo sucesso em organizar o seu tempo.

PRIMEIRO PASSO: ENCARAR A REALIDADE

Claro que tudo seria perfeito se pudéssemos optar por só estudar e não se preocupar com nada mais até alcançar a tão sonhada aprovação.

Porém, a realidade de muitos concurseiros é completamente diferente. Ter que conciliar a rotina de preparação para as provas com o trabalho de 8 horas diárias, dedicação aos filhos e cuidados com a casa é uma barreira para alguns interessados na vaga de servidor público.

Trabalho e estudo: como conciliar. A imagem mostra uma mãe com uma criança no colo enquanto lê no notebook.
Como conciliar a rotina com os filhos e o estudo para concursos públicos

Mas você não precisa encarar a rotina de trabalho e estudo dessa forma!

Então, o primeiro passo é: liste tudo o que você faz por uma semana. Assim, você terá uma visão geral e completa de como está utilizando o seu tempo.

Você perceberá que existem atividades obrigatórias, que fazem parte da sua rotina e que não há como abrir mão delas. Outras, no entanto, são elimináveis, nem que seja apenas durante a sua preparação.

Após realizar a listagem, separe cada tarefa por níveis de relevância e de exclusividade, conforme os níveis abaixo:

Nível 1: Atividades que só você pode executar e/ou que são muito importantes na sua vida;

Nível 2: Atividades que possuem importância mediana ou até poderiam ser classificadas como importantes, mas pouco influenciam para o alcance do seu objetivo maior, ou até mesmo atividades que podem ter a carga horária reduzida;

Nível 3: Atividades que não têm importância, não são urgentes e/ou não precisam ser feitas exclusivamente por você;

Nível 4: Atividades que você pode delegar a outrem;

Nível 5: Atividades que podem ser completamente eliminadas, por não trazer benefícios a sua vida e/ou que vão de encontro ao seu objetivo maior.

EXEMPLOS PRÁTICOS DE AVALIAÇÃO DAS ATIVIDADES:

Por exemplo, a carga horária que você gasta com o seu trabalho é imodificável, pois só você pode executar e traz grandes benefícios a sua vida, como uma remuneração periódica. Portanto, o trabalho estará no nível 1.

Trabalho e estudo: como conciliar?
O tempo gasto com trabalho é imodificável

Já o tempo que você gasta com alimentação e higiene pessoal também é necessário e importante, porém, você pode avaliar se está utilizando o mínimo necessário para a realização dessas tarefas rotineiras ou se ainda há margem para a redução. Isso pode estar no nível 1 ou 2, a depender da avaliação de cada um.

Outro exemplo é o tempo que você usa para ir ao cabeleireiro/barbeiro, manicure, academia etc. Claro que são atividades que só podem ser executadas por você. No entanto, você pode analisar se, ao invés de ir 4 vezes ao mês na manicure, não poderia ir somente 1 ou 2. Quanto à academia, será que você realmente precisa ir 5 vezes por semana ou poderia reduzir para 2 ou 3?

Daí vem a observação do tempo dedicado aos afazeres domésticos. Somente você pode varrer a casa ou será que você poderia delegar ao seu esposo(a) ou filho(a)? Ou até mesmo pode ser cogitada a possibilidade de contratação de uma pessoa para auxiliar com o serviço da casa 1 ou 2 vezes por semana.

Tudo deve ser colocado em uma balança para que fique claro o custo-benefício. Nesse exemplo, talvez você chegue à conclusão que vale a pena você gastar um valor “x” pagando alguém para fazer o serviço para que seja possível você ter 8 horas semanais a mais de estudo. Tenho certeza de que esse dinheiro será recuperado com o seu salário de servidor público!

Vamos logo para a parte mais difícil: tempo com os filhos, esposo(a), namorado(a) e pais, em qual nível estará?  Todos esses contatos não podem ser suprimidos obviamente, até mesmo porque será a sua família que estará com você nos momentos mais difíceis da sua preparação. Mas também estarão nos momentos mais felizes: o da sua aprovação, nomeação e posse!

Por isso, importante você explicar a todos eles que é apenas uma fase e que você conta com o apoio de todos para alcançar o seu objetivo final. Após, anote na sua lista que você o quanto você irá reduzir do tempo dedicado a essas pessoas tão especiais na sua vida (repito, será só durante a sua linda jornada rumo à aprovação!).

Por fim, teremos uma lista com atividades que podem ser eliminadas por um certo período, como encontro com amigos, festas de família, redes sociais, lazer etc.

Sim, entendo que você não pode se isolar do mundo e se mudar para uma ilha para estudar para concursos (embora fosse uma ótima estratégia). Mas é fundamental que você reduza bastante o tempo dedicado a esses compromissos/hobbies. Estarão no nível 3 a 5, a depender da sua escolha.

Veja como foi possível aumentar consideravelmente o tempo destinado aos estudos no exemplo abaixo. O trabalho e estudo exige planejamento.

trabalho e estudo: como conciliar. Planilha de organização do tempo.
Exemplo: tempo de estudo

FOI DIFÍCIL ESCOLHER O QUE REDUZIR?

Sim, claro que não é uma tarefa fácil.

Mas daí que vem a importância de você ter clareza quanto aos seus objetivos, pois saberá que a privação de estar com um ente querido nesse período de estudos é por um bem maior, que é ter mais qualidade de vida no futuro, ser capaz de realizar outros sonhos, propiciar à sua família coisas que eles jamais teriam se você não tivesse passado em um concurso público.

Trabalho e estudo: como conciliar. Imagem mostra uma frase de Anthony Robbins: Saiba que são suas decisões, e não suas condições, que determinam seu destino.
Frase de Anthony Robbins, conhecido como o “Papa” do Coaching

Com relação a algumas atividades da lista, claro que são importantes para a manutenção do nosso equilíbrio emocional e recorreremos a elas quando sentirmos necessidade. Mas, no caso de um aluno que trabalha, tem casa, esposo(a) e filhos para cuidar, cada minuto é imprescindível para que seja possível manter um bom ritmo de estudos até a data da prova.

Claro que todas essas avaliações devem ser feitas de forma individual, pois o que é necessário e importante para uma pessoa, não o é para outra. Cada um tem suas prioridades e isso deve ser levado em consideração para não gerar frustrações e privações danosas ao seu bem-estar emocional.

ESPAÇO NA AGENDA, ENTÃO É HORA DE OCUPÁ-LA COM ESTUDOS!

O passo seguinte é definir quais matérias serão estudadas a cada dia da semana e por quanto tempo.

Recomendo que você adote um período de 50 a 80 minutos para a teoria de cada matéria, reservando cerca de 30 minutos às revisões de 24h e de 7 dias, além de aproximadamente 20 minutos aos exercícios.

Veja o exemplo abaixo:

trabalho e estudo: como conciliar.
A imagem mostra uma planilha com o tempo destinado aos estudos, revisões e exercícios.
Exemplo: plano de estudos

Importante você analisar quantas matérias estão previstas para o seu concurso. Caso o número de matérias seja maior que 12, recomendo primeiro esgotar uma matéria, para daí iniciar outra e manter a matéria encerrada apenas no ciclo de revisões.

Sobre o ciclo de estudos, veja este vídeo feito pelo Coach Luis Eduardo. É bem curtinho e muito esclarecedor:

Vídeo do Coach Luis Eduardo sobre Ciclo de Estudos

Caso você já esteja iniciando os seus estudos no pós-edital, importante saber que terá menos tempo para as revisões, já que terá que criar uma base com o estudo da parte teórica por completo. Não é o ideal, mas o possível.

E jamais pense que você está atrás dos demais candidatos que estão se preparando há meses ou anos. Você apenas terá que ter ainda mais dedicação aos estudos, mais foco e mais disciplina, de modo que seus erros na preparação sejam mínimos ou inexistentes.

Não é a regra, mas veja este vídeo, onde explico como estudei por apenas 95 dias e fui aprovada em 6º lugar para o concurso do TRF4:

Entrevista para o Estratégia Concursos
sobre a minha aprovação no TRF4 com apenas 3 meses de estudo

DURANTE OS ESTUDOS: COMO IDENTIFICAR OS “ROUBA-TEMPO”?

Durante a sua preparação, cronometre o seu tempo de estudo, a fim de obter as chamadas “horas líquidas”.

Mas o que são “horas líquidas”?

Ora, se você começou a estudar às 5 horas e parou às 8 horas, bem provável que você não tenha estudado durante 3 horas ininterruptas. É natural que você tenha ido ao banheiro ou parado para pegar mais água. Ou pode ser que você tenha, erroneamente, parado para ver suas redes sociais.

Esses minutos em que você não estava estudando não devem ser contabilizados como hora de estudo.

Assim, se você perdeu 5 minutos para ir ao banheiro, 3 minutos para pegar água e 15 minutos no telefone, reduza 23 minutos e você terá estudado 2 horas e 37 minutos. Observando apenas um dia, parece que não faz tanta diferença, mas, depois de um certo tempo, você perceberá uma enorme discrepância entre um número e outro.

Recapitulando… Parou para ir ao banheiro, stop no cronômetro; olhou o celular, idem. E, assim, com o resultado das suas horas líquidas de estudo, insira isso na planilha.

No meu caso, por exemplo, em que decidi voltar à vida de concurseira no ano de 2019, consegui cumprir uma carga horária de apenas 13 horas na primeira semana, ou seja, menos de 2 horas líquidas diárias. Na segunda semana, já consegui aumentar para 20 horas. E essa jornada de estudos foi aumentando gradativamente, até que consegui chegar a 30 horas líquidas semanais.

Como eu já estava na fase pós-edital, optei por não ter meu dia de descanso semanal, ou seja, estudava de segunda a segunda, tirando um período do final de semana para lazer: jantar fora na sexta-feira à noite, assistir a uma série no domingo à noite etc.

Mas é importante reforçar: essa folga era sempre após terminar as minhas metas diárias, quando já estava exausta e realmente precisava de uma atividade diferente. Isso é pós-edital!

O QUE FAZER NOS INTERVALOS DE ESTUDO

Nos momentos entre uma matéria e outra, nos quais você estará “esfriando” a cabeça, importante perceber o que vai te trazer satisfação e relaxamento.

Nas pausas, procure um estímulo diferente do utilizado para o estudo. O que quero explicar é que, se você estuda por meio de leitura, no momento de relaxamento, não vá ler um livro/revista (leitura-leitura); do mesmo modo, caso estude por vídeo-aulas, não vá assistir à televisão (vídeo-vídeo). Entendido?

Essa atividade pode ser até mesmo lavar uma louça, de modo que você resolverá dois “problemas” de uma só vez: executando uma tarefa necessária e relaxando dos estudos, já que estará mexendo com água, o que é bem relaxante.

CONCENTRAÇÃO – MINDFULNESS

Outro fator que deve ser observado é você estar 100% no momento presente.

Vejo que muitos alunos que trabalham e estudam passam por diversos “momentos de crises”, como pensar no trabalho enquanto estuda e vice-versa. Esse é um dos grandes erros do concurseiro, pois nada ficará bem feito, além de que seu nível de estresse aumentará.

Assim, sempre busque estar com a cabeça no trabalho, enquanto está lá. Do mesmo modo, quando estiver estudando, pense somente na matéria em si. Isso serve também para o seu momento de estar com os filhos, com o esposo(a), com os amigos etc. “Cada coisa no seu quadrado”.

Para aprimorar a sua capacidade de concentração, recomendo a prática de meditação. Gosto bastante das disponíveis no canal do You Tube Yoga Mudra, em especial da meditação de 5 minutos para transformar e acalmar seu dia, que rápida e ótima para fazer antes de iniciar os estudos diários.

Além disso, o Estratégia fez um artigo e webinário específicos sobre o tema “Mindfullness para concursos“:

SUPERE-SE A CADA DIA

Esse é um dos segredos do sucesso em qualquer área da vida e não seria diferente no mundo dos concursos públicos. O trabalho e estudo conjuntos exigirão que você se supere ainda mais.

Para explicar isso, vamos voltar à carga horária.

Apenas para você ver como a “ocasião faz o ladrão”, o que parecia ser impossível, aconteceu! No meu preparo para o concurso do TRF4, consegui aumentar ainda mais a minha carga horária de estudos nas semanas anteriores à prova: passei de 30 para 40 horas líquidas. Nos 5 dias “pré-prova”, estudei mais de 58 horas (estava de férias 😊), ou seja, quase 12 horas líquidas diárias!

Veja como somos capazes de ir além a cada dia, basta termos a motivação correta.

Como consegui aumentar as horas de estudo, mesmo quando parecia não haver mais tempo livre no meu dia? Comecei a acordar mais cedo. Na reta final, acordava por volta das 4h30 ou 5 horas e, incrivelmente, depois de alguns dias, já estava plenamente adaptada. Basta tentar e persistir!

TRABALHO E ESTUDO – ACEITE: VOCÊ NÃO É UM SUPER-HERÓI

Outra questão que é importante ter em mente: admita que você não conseguirá ser perfeito(a) em tudo. Você não é um super-herói!

Trabalho e estudo: como conciliar. Imagem mostra um Super-herói: O Incrível Hulk.
Super-herói: O Incrível Hulk

Opa, parece que esse tópico contradiz com o anterior, que mencionava que devemos nos superar a cada dia. Vamos ver que não.

Se você se considera um(a) excelente dono(a) de casa, pai/mãe, irmã(o) esposo(a), cozinheiro(a), amigo(a)… Esqueça esses “títulos” no período de dedicação aos concursos! Com o trabalho e estudo andando lado a lado, fica muito difícil manter esses status.

Obviamente, se o seu foco é estudar para concursos, você não conseguirá ter outros milhares de focos.

Aceite sua nova situação e relaxe se a casa não estiver aquele brilho, se a comida passou a ser feijão com arroz quase todos os dias, se você já não consegue ser aquele(a) amigo(a) que está sempre disponível para ouvir os problemas alheios…

E fique tranquilo(a), quem nos ama de verdade, compreende que é apenas uma fase, que acabará um dia e que os frutos a serem colhidos são muito mais saborosos que os perdidos!

Por fim, tenha foco, determinação e convicção de que você alcançará seus objetivos.

Cada dia de dedicação terá muito valor após a sua posse e só restará uma certeza: a de que valeu a pena.

Gratidão pela leitura e rumo aos estudos!

Caso você precise de auxílio quanto a qualquer ponto citado no texto, o serviço de coaching do Estratégia Concursos pode ser indicado para você.

Deixe o seu comentário com suas dúvidas, sugestões ou elogios. 😊

Luana Vicente dos Santos Furlani
Coach do Estratégia Concursos
Instagram: @luvicentesantos

ASSINE AGORA – Assinatura Ilimitada

CONCURSOS ABERTOS

CONCURSOS 2019

CONCURSOS 2020

Posts Relacionados

Compartilhe:

Luana Vicente dos Santos Furlani

Luana Vicente dos Santos Furlani

Natural do Rio de Janeiro/RJ, mora em Itajaí/SC, tem 34 anos, formada em Direito (UNIVALI – 2006), pós-graduada em Direito Penal e Processual Penal (Escola do Ministério Público de Santa Catarina – 2008) e pós-graduanda em Licitações e Contratos Administrativos (FAEL). --- A trajetória como concurseira começou já na faculdade, quando, em 2004, foi aprovada em 11º lugar para Técnica do TRF4; em 2006, aprovada no Exame da OAB e no cargo de Técnica de Informações Geográficas e Estatísticas do IBGE, onde trabalhou por 5 anos. No ano de 2010, foi aprovada e nomeada para Escrivã da Polícia Civil do Estado de Santa Catarina. Em 2014, ingressou na Marinha do Brasil, como Oficial (RM2) do Quadro Técnico, na especialidade Direito, onde serviu por 4 anos. No ano de 2016, dentre outros, passou em 4º lugar para Advogada do SUAS em Navegantes/SC e 1º lugar no concurso do SEMASA em Itajaí/SC, tomou posse no cargo de Analista de Licitações em 2018, cargo este que exerce até os dias atuais. No ano de 2019, passou em 6º lugar no concurso do TRF4 para o cargo de Analista Judiciário da Área Judiciária após estudar apenas 95 dias. --- Sobre a minha relação com o coaching e os concursos públicos: Em 2011, fiz um curso de Life Coaching – foi quando conheci esse maravilhoso mundo que possibilita a incorporação de novos hábitos, utilização de ferramentas adequadas e concretização dos objetivos de vida. Com esse conhecimento, aliado às práticas de Reiki e ThetaHealing, e com a utilização de técnicas de estudo, planejamento e motivação, fui aprovada em diversos concursos públicos. Hoje, tenho a oportunidade de realizar mais um sonho, que é passar o meu conhecimento adiante e ensinar outras pessoas a agirem no sentido de alcançar os seus!

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x