Prova TJ-RJ 2014 de Técnico - Considerações
Felipe Petrachini

Prova TJ-RJ 2014 de Técnico – Considerações

Tudo bom meus caros?

Acabei de dar uma olhada na prova do TJ RJ, e fiquei muito feliz com o que vi. Absolutamente nenhuma questão cobrando o valor das custas previstas nas intermináveis páginas dos anexos da Lei 3.350/1999 e suas sucessivas atualizações pelas Portarias CGJ.

O que caiu em seu lugar? Conceitos extensivamente estudados em aula! (sim, este que vos fala está transbordando de orgulho :P). Nada como entender um pouco de Direito Tributário antes de se aventurar a decorar artigo por artigo.

Não visualizei recursos para quaisquer questões formuladas com base no conteúdo de Custas Judiciais, CODJERJ e Consolidação Normativa Judicial (que aliás, como você deve ter notado, fizemos muito bem em não abordar extensivamente!).

Se você pensa o contrário, e quer minha opinião ou explicação sobre determinada questão que você jura de pé junto que merece ser recorrida, por favor: não hesite em escrever para:

[email protected]

Se eu concordar com você, eu mesmo ajudo a escrever o recurso. E, se discordar, vou apontar minhas razões, o que pode vir a reforçar os seus argumentos (já que você vai saber como a banca pensou, o que é o primeiro passo para convencê-la de que ela está errada :P).

Precisando, só chamar!

Leia mais sobre o Concurso TJ RJ

Até!

Compartilhe:

Felipe Petrachini

Felipe Petrachini

Formado em Direito pela Universidade de São Paulo em 2011, logrou êxito no concurso de Agente Fiscal de Rendas do Estado de São Paulo, realizado em 2013, cargo que atualmente exerce. Iniciou sua carreira pública tomando posse no cargo de Assistente Técnico Administrativo do Ministério da Fazenda (ATA-MF) em 2009, cargo este que exerceu até sua nomeação para Técnico Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 2 Região, em 2012. Entrou em exercício no cargo de Auditor Fiscal Tributário Municipal em São Paulo em agosto de 2012, permanecendo no cargo até março de 2014, quando tomou posse no cargo de Agente Fiscal de Rendas do Estado de São Paulo. Foi aprovado também nos seguintes certames, sendo nomeado e convocado a tomar posse no cargo a que se referiam: Escrevente do Tribunal de Justiça de São Paulo (2007) Oficial de Justiça do Estado de São Paulo (2009) Assistente de Licitação da Fundação do Remédio Popular (2010) Técnico do Ministério Público da União (2010) Técnico Previdenciário do Instituto Nacional do Seguro Social (2012)            

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados