Mulheres nos Concursos Públicos – É a vez delas!

Vamos ter neste domingo, 22 de setembro, às 20h, um papo reto sobre mulheres nos concursos públicos. Não é nada fácil conciliar diversos afazeres com a vida disciplinada da preparação para os certames.

Por isso, nada como conversar com mulheres que conquistaram cargos públicos e podem ter dar dicas preciosas para alcançar o seu objetivo.

Confira abaixo o super time que dividirá toda a sua experiência em concursos públicos:

  • Laura Amorim, Auditora Fiscal da Receita Federal
  • Silvana Diniz, Auditora Fiscal da Sefaz de São Paulo
  • Dani Garrido, Auditora Fiscal de Santa Catarina
  • Lhaís Hamid, Delegada da Polícia Civil de São Paulo

As mulheres no serviço público

A primeira servidora pública do país foi Joana França Stockmeyer, que trabalhou na Imprensa Nacional, de 1892 até sua aposentadoria, em 1944.

No ano de 1934, foi garantido o princípio da igualdade entre os sexos, a regulamentação do trabalho feminino, a equiparação salarial e o direito ao voto.

Claro que de lá para cá muita coisa mudou, e para melhor. Por isso seguimos sempre buscando nosso espaço, como indivíduo e como mulher.

No serviço público, por exemplo, sempre fomos maioria. No entanto, os ingressos no serviço público até agosto de 2019, contabilizaram que do número total, a entrada de 47,8% foram de servidoras femininas e 52,2%, masculinos.

Quando comparamos aos últimos quatro anos, percebemos que a quantidade de mulheres, até o momento, diminuiu.

Veja a tabela de ingressos ao longo destes 4 anos:

AnoMulheresHomens
201854,9%45,1%
201752,6%47,4%
201652,4%47,6%
201551,4%48,6%

Com maiores salários, cargos de chefia e assessoramento do serviço público federal são ocupados majoritariamente por homens, segundo painel estatístico de pessoal do Ministério do Planejamento. 

Sobre funções Comissionadas de Direção e Assessoramento 38,5% são ocupadas pelo sexo feminino e 61,5% pelo sexo masculino.

Funções Comissionadas e de Assessoramento ocupadas pelo sexo feminino e masculino
Funções Comissionadas e de Assessoramento ocupadas pelo sexo feminino e masculino. Ano: 2019.
Fonte: Painel Estatístico de Pessoal do Ministério da Economia

As mulheres ainda enfrentam dificuldades para prestar os certames, quem ainda está amamentando o filho/a não tem tempo adicional nas provas e na área de segurança pública ainda concorrem com o número menor de vagas nas seleções. Esses são só alguns obstáculos.

Temos certeza que cada uma de vocês enfrentam todos os dias dificuldades, então vem com a gente debater sobre tudo isso.

Não esquece, 22 de setembro, às 20h!

Posts Relacionados

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados

Depoimentos dos Aprovados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.