Concurso Senado Federal: Audiência Pública traz as possíveis bancas
Thaís Mendes

Concurso Senado Federal: Audiência Pública traz as possíveis bancas

Concurso do Senado Federal terá 40 vagas imediatas e cadastro de reserva

A comissão organizadora do concurso Senado Federal realizou uma Audiência Pública para discutir a elaboração do projeto básico do certame. A audiência tem como objetivo colher subsídios técnicos para o termo de referência da licitação que visa contratar a banca do concurso.

Para participar da reunião, foram convidados representantes de empresas especializadas em organização de concursos públicos. No entanto, as bancas presentes não quiseram passar muitas informações, devido a concorrência no local, e sugeriram visita técnica da comissão.

Estavam presentes as seguintes empresas:

  • IBICAMP
  • Fundação Getúlio Vargas
  • Fundação CESGRANRIO
  • Instituto Access
  • Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação – IBFC
  • Cebraspe
  • Instituto AOCP
  • Instituto Americano de Desenvolvimento – IADES
  • Instituto Acesso
  • Indecan

Acompanhe aqui a cobertura completa da Audiência Pública

Neste artigo você encontrará todas informações sobre o concurso do senado:

Informações do concurso Senado Federal

Com 40 vagas para cargos de Nível Médio e Superior o Concurso Senado visa o preenchimento de vagas imediatas e cadastro de reserva e terá oportunidades para Técnico Legislativo (Policial Legislativo), Advogado e Analista Legislativo. Confira a distribuição do concurso Senado:

  • Técnico Legislativo, Nível II, padrão 21, na especialidade Policial Legislativo, com requisito de escolaridade de nível médio: 24 vagas;
  • Advogado, Nível III, padrão 41, na especialidade Advocacia, com requisito de escolaridade de nível superior: 4 vagas;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Administração, com requisito de escolaridade de nível superior: 2 vagas;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Arquivologia, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Assistência Social, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Contabilidade, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Enfermagem, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Informática Legislativa, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Processo Legislativo, com requisito de escolaridade de nível superior: 2 vagas;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Registro e Redação Parlamentar, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Engenharia do Trabalho, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Engenharia Eletrônica e Telecomunicações, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga.

O que faz o Senado?

Senado Federal é a câmara alta do Congresso Nacional do Brasil e, ao lado da Câmara dos Deputados, faz parte do Poder Legislativo da União. Atualmente, o Senado Federal possui 81 senadores, que são eleitos através do voto majoritário.

Todas os 26 estados e o Distrito Federal possuem a mesma representatividade, com três senadores cada. Os senadores representam os estados e não a população, portanto não há proporcionalidade em relação ao número de habitantes de cada estado.

Cabe ao Senado Federal exercer as funções de:

  • Processar e julgar, nos crimes de responsabilidade
  • Aprovar a nomeação de autoridades indicadas pelo Presidente da República
  • Autorizar operações externas de natureza financeira
  • Fixar, por proposta do Presidente da República
  • Dispor sobre limites globais e condições para as operações de crédito externo e interno

Composição da comissão é alterada

Formada originalmente em 3 de outubro, um dia após a publicação do ato de autorização do concurso Senado Federal, a Comissão Organizadora do certame foi alterada por meio de portaria divulgada no Diário Oficial da União em 7 de outubro. Confira a composição do colegiado:

A comissão organizadora será responsável pelos trabalhos relativos ao projeto básico do certame, definição do edital, contratação da banca organizadora e demais processos referentes ao concurso.

Projeto Básico do Concurso

A comissão organizadora do certame já está a todo vapor com os trabalhos de desenvolvimento do Projeto Básico deste certame.

O Projeto Básico, também conhecido como Termo de Referência, é utilizado para basear e nortear o desenvolvimento do certame, como por exemplo cargos, provas e etapas, número de inscritos, especificações para definição da banca organizadora do certame, e mais.

De acordo com a resposta da Casa à equipe de jornalismo do Estratégia Concursos, o grupo trabalha no levamento de informações para dar embasamento ao Projeto e à escolha da empresa que organizará o concurso.

Confira abaixo a resposta do Senado ao Estratégia Concursos:

Audiência Pública vai discutir projeto básico do concurso

A presidência da comissão organizadora do concurso Senado Federal convocou a realização de uma Audiência Pública para discutir a formatação do projeto básico do concurso.

A reunião foi marcada para o dia 5 de dezembro de 2019 e vai contar com a presença de representantes de empresas especializadas na organização de concursos públicos. A comissão do certame pretende colher subsídios técnicos para elaborar o termo de referência que vai nortear a contratação da organizadora do concurso.

A comissão esclareceu que iniciou os trabalhos de organização do concurso com a análise dos último editais de concursos realizados pelo Senado e por outros órgãos da Administração Pública. A pauta da audiência pública esclarece os assuntos que serão objetos da discussão:

  • Segurança;
  • Seleção dos locais de prova;
  • Acessibilidade;
  • Realização das provas;
  • Interferências externas no certame;
  • Recursos dos candidatos;
  • Cotação dos preços.

Cargos vagos no Senado

Um levantamento realizado pelo Portal da Transparência, no site do Senado Federal, com base no mês de outubro de 2019, constatou que o órgão possui 1.422 cargos vagos, dentre os cargos:

Advogado: 5 cargos vagos.

Analista Legislativo (Nível III): 571 cargos vagos.

Consultor Legislativo (Nível III): 52 cargos vagos.

Técnico Legislativo (Nível II): 794 cargos vagos.

Requisitos dos cargos

Analista Legislativo
Formação de nível superior, com diploma especializado na área de atuação desejada

Consultor Legislativo
Formação de nível superior, com diploma especializado na área de atuação desejada

Técnico Legislativo
Formação de nível médio ou curso técnico, dependendo da área especializada

Advogado
Diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de Direito. Inscrição, como Advogado, na Ordem dos Advogados do Brasil.

Confira uma análise, expectativas e dicas de nossos professores para um dos melhores certames do país:

Salários Senado Federal

As remunerações dos cargos efetivos do Senado Federal são compostas por um vencimento básico acrescido de várias gratificações. De acordo com informações consultadas no Portal da Transparência do Senado Federal, com base no mês de maio de 2019, no total, os salários são os seguintes:

  • Consultor Legislativo
  • Inicial: R$ 33.461,68
  • Final: R$ 35.114,14
  • Analista Legislativo
  • Inicial: R$ 25.897,76
  • Final: R$ 29.351,82
  • Técnico Legislativo
  • Inicial: R$ 19.427,79
  • Final: R$ 23.260,88
  • Advogado
  • Inicial: R$32.020,77
  • Final: R$33.602,08

Vale lembrar que o órgão figura entre os que possuem a maior remuneração do setor público brasileiro.

Benefícios

Além do salário líquido, os servidores têm direito ao auxílio alimentação no valor mensal de R$ 924,16 e ao auxílio transporte, mas para este benefício, há o desconto no valor de 6% do salário do funcionário, sendo necessário que descreva detalhadamente o trajeto.

Servidores ativos, inativos, pensionistas e seus dependentes têm direito a assistência de saúde por meio do Sistema Integrado de Saúde, que se utiliza da rede credenciada do Saúde Caixa. Os beneficiários titulares do SIS e seus dependentes participam com contribuições mensais.

Último concurso Senado Federal

O último edital Senado Federal foi publicado no dia 22 de dezembro de 2011. A banca responsável pela organização foi a Fundação Getúlio Vargas. O certame ofertou 260 vagas aos cargos de Analista Legislativo, Consultor Legislativo, Técnico Legislativo e Técnico Legislativo da área de Polícia Legislativa, distribuídas assim:

  • Analista Legislativo (diversas áreas) – ‭142 vagas
  • Consultor Legislativo (diversas áreas) – 9 vagas
  • Técnico Legislativo (diversas áreas) – 84 vagas
  • Técnico Legislativo, na área de Polícia Legislativa – 25 vagas

Remuneração oferecida

Todos os cargos oferecidos no último concurso Senado Federal possuíam jornada de trabalho de 40 horas semanais. Suas remunerações eram:

  • Técnico Legislativo: R$ 13.833,64
  • Técnico Legislativo, na área de Polícia Legislativa: R$ 13.833,64
  • Analista Legislativo: R$ 18.440,64
  • Consultor Legislativo: R$ 23.826,57

Etapas e provas do último concurso Senado

Para cada cargo foram desenvolvidas níveis de etapas e provas diferentes.

Analista Legislativo

1ª etapa: Provas Escritas Objetivas, de múltipla escolha e de Provas Escritas Discursivas, ambas de caráter eliminatório e classificatório
2ª etapa: Prova Prática, de caráter eliminatório e classificatório, somente para a especialidade de Taquigrafia

  • Disciplinas cobradas:
  • Língua Portuguesa – 20 questões, peso 1
  • Conhecimentos Gerais – 10 questões, peso 1
  • Língua Inglesa – 10 questões, peso 1
  • Conhecimentos Específicos – 40 questões, peso 2

Consultor Legislativo

  • 1ª etapa: Provas Escritas Objetivas de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório
  • 2ª etapa: Provas Escritas Discursivas, de caráter eliminatório e classificatório
  • 3ª etapa: Avaliação de Títulos, de caráter apenas classificatório
  • Disciplinas cobradas:
  • Língua Portuguesa – 15 questões, peso 1
  • Conhecimentos Gerais – 10 questões, peso 1
  • Direito Constitucional e Administrativo – 10 questões, peso 1
  • Administração e Políticas Públicas – 5 questões, peso 1
  • Raciocínio Lógico – 6 questões, peso 1
  • Língua Inglesa – 4 questões, peso 1
  • Conhecimentos Específicos – 30 questões, peso 1

Técnico Legislativo

1ª etapa: Provas Escritas Objetivas de múltipla escolha e Discursivas

  • Disciplinas cobradas:
  • Língua Portuguesa – 20 questões, peso 2
  • Conhecimentos Gerais – 10 questões, peso 1
  • Noções de Informática – 10 questões, peso 1
  • Conhecimentos Específicos – 30 questões, peso 2

Técnico Legislativo, na área de Polícia Legislativa

  • 1ª etapa: Provas Escritas Objetivas de múltipla escolha e Provas Escritas Discursivas, de caráter eliminatório e classificatório.
  • 2ª etapa: Prova de Aptidão Física, de caráter apenas eliminatório
  • 3ª etapa: Avaliação Psicológica, de caráter apenas eliminatório,
  • 4ª etapa: Investigação Social Documental, de caráter apenas eliminatório
  • 5ª etapa: Curso de Formação, de caráter apenas eliminatório
  • Disciplinas cobradas:
  • Língua Portuguesa – 20 questões, peso 2
  • Conhecimentos Gerais – 10 questões, peso 1
  • Noções de Informática – 10 questões, peso 1
  • Conhecimentos Específicos – 30 questões, peso 2

Prova de Aptidão Física:

TAF concurso senado federal
TAF Concurso Senado para Policial Legislativo

Concorrência

Realizado em 2011, o último concurso Senado Federal obteve, em geral, 157.939 inscrições. Abaixo você encontra uma relação mais completa e detalhada:

  • Analista Legislativo:63.194 inscritos para 142 vagas, uma média de ‭445 candidatos por vaga
  • Técnico Legislativo: 62.703 inscritos para 84 vagas, uma média de ‭746 candidatos por vaga
  • Técnico Legislativo, na área de Polícia Legislativa: 23.435 inscritos para 25 vagas, uma média de ‭937 candidatos por vaga
  • Consultor Legislativo: 8.607 inscritos para 9 vagas, uma média de ‭956 candidatos por vaga

Nomeações do último concurso 2011

Segundo informações da Transparência do site do Senado, foram nomeados desde 2012 até o vigente ano 615 novos servidores. Veja abaixo os detalhes dos cargos e especialidades dos nomeados:

CargoEspecialidadeTotal
Consultor Legislativo Assessoramento Legislativo 76
Consultor Legislativo Assessoramento em Orçamentos 15
Analista Legislativo Processo Legislativo 73
Analista Legislativo Administração 80
Analista Legislativo Arquitetura 4
Analista Legislativo Engenharia 19
Analista Legislativo Medicina 13
Analista Legislativo Nutrição 1
Analista Legislativo Farmácia 1
Analista Legislativo Assistência Social 1
Analista Legislativo Psicologia 5
Analista Legislativo Fisioterapia 1
Analista Legislativo Enfermagem 5
Analista Legislativo Comunicação Social 17
Analista Legislativo Informática Legislativa 38
Analista Legislativo Registro e Redação Parlamentar (Taquigrafia) 28
Analista Legislativo Arquivologia 5
Analista Legislativo Biblioteconomia 7
Analista Legislativo Contabilidade 12
Analista Legislativo Redação e Revisão 7
Técnico Legislativo Processo Legislativo 45
Técnico Legislativo Administração 40
Técnico Legislativo Arquivologia 8
Técnico Legislativo Enfermagem 6
Técnico Legislativo Odontologia 1
Técnico Legislativo Eletrônica e Telecomunicações 16
Técnico Legislativo Processo Industrial Gráfico 23
Técnico Legislativo Policial Legislativo Federal 68
Total nomeados 615

Último concurso Senado para Advogado

O último concurso do senado para advogado ocorreu em 2008 sob organização da FGV. O certame contou com a oferta de 08 vagas para Advogado.

Contou com duas etapas:

PRIMEIRA ETAPA

Prova Objetiva com 100 questões de múltipla escolha, com 5 alternativas e apenas uma resposta correta.

  • Língua Portuguesa – 14 questões, peso 1
  • Língua Inglesa – 06 questões, peso 1
  • Conhecimentos Específicos – 80 questões, peso 1

SEGUNDA ETAPA

Prova Discursiva com valor total de 100 pontos. Devem elaborar três peças jurídicas e responder a uma questão sobre tema específico do conteúdo programático. Cada Peça Jurídica deverá ser respondida em até 80 linhas.

  • Conhecimentos Específicos – 01 questão, peso 2
  • Peça Jurídica – 03 questões, peso 2
  • Língua Portuguesa, peso 2

As Provas Objetiva e Discursiva foram realizadas nas seguintes capitais: Belém-PA, Belo Horizonte-MG, Brasília-DF, Porto Alegre-RS, Recife-PE, Rio de Janeiro-RJ e São Paulo-SP.

PROMOÇÃO: É MELHOR QUE BLACK FRIDAY!

Prepare-se agora para o Concurso Senado Federal

Gostou dessa oportunidade e deseja se preparar agora mesmo para este concurso? O Estratégia Concursos já possui cursos focados neste certame.

Cursos para o Senado Federal

Curso Senado Advogado

Assinatura Anual Ilimitada*

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país. Assine agora a nossa Assinatura Anual e tenha acesso ilimitado* a todos os nossos cursos.

ASSINE AGORA – Assinatura Ilimitada

Fique por dentro dos concursos vigentes:

CONCURSOS ABERTOS

CONCURSOS 2019

CONCURSOS 2020

ficha técnica concurso senado federal

♦Próximo concurso Senado Federal

Data prevista: 2019/2020
Remuneração inicial: de R$ 19.427,79 a R$ 25.897,79
►Banca: A definir
Edital: A definir
Escolaridade: Ensino médio e Ensino Superior

♦Informações do último Edital Senado Federal

Ano: 2011
Banca: FGV
Remuneração: De R$ 13.833,64 a R$ 23.826,57
Editais: Consultor Legislativo,  Analista Legislativa e  Técnico Legislativo

Ascom Estratégia
[email protected]

Posts Relacionados

Compartilhe:

Thaís Mendes

Thaís Mendes

Natural de Juiz de Fora/MG, inciou sua carreira, antes mesmo de se formar, como jornalista do jornal impresso "Diário Regional", sendo responsável pelo fechamento de página e redação de matérias da editoria "cidade".  Foi chefe do Núcleo de Comunicação da Secretaria de Desenvolvimento Social da Prefeitura de Juiz de Fora. Atuou em diversos projetos em parceria com a Polícia Militar de Minas Gerais, entre ele o "Media Training", elaborando e coordenando o curso para os militares. Thaís Mendes é especializada em Segurança Pública e Cidadania, pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e graduada em Comunicação Social, com habilitação em jornalismo, pela Faculdade Estácio de Sá.

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x