0

Como serão as provas do processo seletivo do IBGE?

Aguardado desde o ano passado, o edital para temporários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística foi publicado com 204.307 vagas, distribuídas entre as funções de Agente Censitário Municipal (ACM), Agente Censitário Supervisor (ACS) e Recenseador. 

Com tantas vagas assim, muitos ficam em dúvida a respeito dos requisitos obrigatórios de cada cargo, dos salários e de como serão as provas desse processo seletivo do IBGE.

Neste artigo, traremos mais informações sobre como será feita a avaliação dos candidatos, tais como o que será cobrado, quais disciplinas, critérios de aprovação, entre outras questões. Confira!

Quantas etapas terão o processo seletivo do IBGE?

A seleção dos candidatos será feita através de até duas etapas, ambas de caráter eliminatório e classificatório, sendo elas:

  1. Prova Objetiva: para todos os cargos;
  2. Treinamento: apenas aos inscritos na função de Recenseador.

As provas objetivas do IBGE serão de responsabilidade do Cebraspe, banca organizadora. A aplicação ocorrerá em dois domingos consecutivos, nas datas previstas de 18 e 25 de abril. Já o treinamento será realizado pelo próprio Instituto.

Como serão as provas objetivas do processo IBGE?

Embora seja executada pelo Cebraspe, a prova objetiva será composta por 50 ou 60 questões de múltipla escolha (A, B, C, D e E). Os candidatos terão 4 horas, no máximo, para resolução dos itens.

Agente Censitário Municipal e Agente Censitário Supervisor:

DisciplinasQuestões
Língua Portuguesa10
Raciocínio Lógico Quantitativo10
Ética no Serviço Público5
Noções de Administração/Situações Gerenciais15
Conhecimentos Técnicos20

Recenseador:

DisciplinasQuestões
Língua Portuguesa10
Matemática10
Ética no Serviço Público5
Conhecimentos Técnicos25

Critérios de aprovação

A nota em cada questão da prova objetiva, feita com base nas marcações da folha de respostas, será igual a:

  • 1,00 ponto, caso a resposta do candidato esteja em concordância com o gabarito oficial definitivo da prova;
  • 0,00, caso a resposta do candidato esteja em discordância com o gabarito oficial definitivo da prova, não haja marcação ou haja marcação dupla.

Para ser considerado habilitado nas provas objetivas do IBGE, é necessário obter, no mínimo, 18,00 pontos para Agente e, no mínimo, 15,00 pontos para Recenseador, além de ter, no mínimo, 1 acerto em cada uma das disciplinas.

E o treinamento para Recenseador? Como será feito?

A participação nesta etapa é obrigatória e será realizada de forma presencial, com um treinamento e um teste final. Serão convocados os candidatos aprovados ao cargo de Recenseador, dentro do número de vagas. Os demais aprovados serão mantidos em lista de espera.

Importante ressaltar que o treinamento presencial terá a duração total de cinco dias, com carga horária de oito horas diárias.

Ao final do treinamento, o candidato realizará o teste final, sendo necessário obter o mínimo de 50% de acertos no Teste e, pelo menos, 80% de frequência no Treinamento.

Saiba mais: Concurso IBGE


Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país. Assine agora a nossa Assinatura Anual e tenha acesso ilimitado* a todos os nossos cursos.

Assinatura Ilimitada

Assinatura Anual Ilimitada*

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país. Assine agora a nossa Assinatura Anual e tenha acesso ilimitado* a todos os nossos cursos.

Sistema de Questões

Assinatura Ilimitada*

Estratégia Questões nasceu maior do que todos os concorrentes, com mais questões cadastradas e mais soluções por professores. Clique no link e aproveite os descontos e bônus imperdíveis!

Concursos Abertos

mais de 15 mil vagas

Concursos 2021

mais de 50 mil vagas

Posts Relacionados

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *