ABIN (Oficial de Inteligência – Área 1) — História do Brasil

Olá! Espero que tenham ido bem na prova da Abin, especialmente, de História do Brasil!

Eu, professor Rafael Nogueira, fiz anotações sobre cada item de História do Brasil da prova de hoje da Abin (Oficial de Inteligência — Área 1). Acompanho vocês nos estudos para Diplomacia (CACD) e Abin. Não se trata de um gabarito oficial, portanto, uma ou outra divergência entre esta minha correção e a oficial podem ocorrer. Confiram abaixo os meus comentários, item por item:

1. Entre 1984 e 1945 ocorreram mudanças que modernizaram as estruturas sociais, econômicas e políticas do Brasil. A respeito desse período histórico, julgue os itens seguintes.

1.1. O primeiro período Vargas (1930—1945) foi marcado por várias iniciativas – promoção do sistema educativo, sistematização e ampliação da legislação trabalhista e apoio à industrialização – e por medidas políticas – acordo político de 1932 com a oligarquia paulista, tortura a presos políticos, censura à imprensa durante o Estado Novo, e a adesão de Getúlio Vargas ao integralismo.

Comentário:

As primeiras informações do item estão corretas, mas chamar a capitulação de São Paulo na Revolução de 32 de “acordo político de 1932” e afirmar que Getúlio Vargas aderiu ao Integralismo são erros absurdos. O item me parece errado.

1.2. Durante o governo de Prudente de Moraes, a aliança entre as elites políticas estaduais e o republicanismo jacobino viabilizou a instituição da política dos governadores.

Comentário:

A chamada “política dos governadores” foi estabelecida no governo seguinte, de Campos Sales. E Prudente de Moraes não promoveu aliança com os chamados “jacobinos”, grupo que, inclusive, tentou matá-lo. O item me parece errado.

1.3. Na Primeira República, os coronéis eram figuras políticas importantes, mas, para beneficiar os eleitores, dependiam de outras instâncias de poder.

Comentário:

Os coronéis eram, sim, politicamente importantes, e para dar alguns benefícios aos seus eleitores precisavam de presidentes dos estados e outros políticos. O item me parece correto.

1.4. Os aspectos socioeconômicos da Primeira República incluem a depreciação cambial da moeda nacional, a imigração, o surgimento do colonato na área rural e de operários nos centros urbanos.

Comentário:

Todos os elementos do item estão corretos. Parece-me, então, correto o item.

1.5. A Revolução de 1930 foi antecedida por uma série de levantes populares contrários à carestia e ao excesso da jornada de trabalho que, em 1929, ocorreram em diversas capitais estaduais.

Comentário:

Antes da Revolução de 1930, uma onda de greves de grandes proporções eclodiu nas principais cidades brasileiras, e suas causas foram o agravamento da carestia e as influências da Revolução Russa de 1917. Em São Paulo, a greve geral contou com 50 mil pessoas, praticamente, toda a classe trabalhadora da cidade. Mas isso tudo aconteceu no ano de 1917 não em 1929, como diz a questão. Aliás, em 1921, o Congresso aprovou leis repressivas (de combate ao anarquismo e expulsão de estrangeiros desordeiros) e a legislação trabalhista avançou. As motivações (embora o item fale em antecedência, não em causa) da Revolução de 1930 foram sobretudo políticas, embora a crise social anterior tenha lhe dado força. Considero o item errado.

2. No que se refere ao período democrático de 1945 a 1964, julgue os itens a seguir.

2.1. No governo Juscelino Kubitchek, a falta de capitais privados para promover a industrialização brasileira e a expansão da fronteira agrícola, levou à criação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDE), instituição que financiou projetos industriais com juros subsidiados utilizando recursos do Tesouro Nacional.

Comentário:

Não faltaram capitais privados para promover a industrialização brasileira do período JK, e ele não criou o BNDE. Quem o fez foi Vargas, em 1952. Item errado.

2.2. A oposição das elites conservadoras ao governo de João Goulart acirrou-se devido ao sucesso financeiro e às reformas estruturais do Plano Trienal.

Comentário:

O Plano Trienal foi um grande fracasso. A reação contra João Goulart teve outras motivações. O item me parece errado.

2.3. A Constituição de 1946, embora garantisse a livre manifestação, não tolerava a propaganda de processos violentos considerados subvertores da ordem política e social.

Comentário:

A Constituição de 1946 diz, a respeito da livre manifestação [do pensamento], em seu artigo 141, parágrafo 5º: “É livre a manifestação do pensamento, sem que dependa de censura, salvo quanto a espetáculos e diversões públicas, respondendo cada um, nos casos e na forma que a lei preceituar pelos abusos que cometer. Não é permitido o anonimato. É assegurado o direito de resposta. A publicação de livros e periódicos não dependerá de licença do Poder Público. Não será, porém, tolerada propaganda de guerra, de processos violentos para subverter a ordem política e social, ou de preconceitos de raça ou de classe. Embora não mencione o complemento nominal “do pensamento”, o item me parece correto.

2.4. Na eleição presidencial de 1950, Getúlio Vargas contou com o apoio do governador de São Paulo, Ademar de Barros, e foi o candidato mais votado nesse estado.

Comentário:

Vargas contou com o apoio de Ademar de Barros, nas eleições de 1950, e recebeu 925.493 votos, contra 357.414 do segundo colocado, Eduardo Gomes. Item correto.

3. Com relação ao regime militar instituído em 1964, julgue os itens subsequentes:

3.1. O denominado milagre econômico resultou da intervenção do Estado na economia por meio da indexação dos salários, da concessão de créditos subsidiados e da isenção de tributos.

Comentário:

Parece-me correto o item, embora incompleto, porque a maior parte das informações corresponde ao PAEG, programa que antecedeu o período chamado “milagre econômico”.

3.2. O apoio dos militares ao processo de distensão política iniciado no governo do general Ernesto Geisel foi unânime, pois tinha como finalidade controlar o processo de transição para a democracia.

Comentário:

Não foi unânime porque os chamados da “linha dura” tinham outro projeto de condução para a democracia, diferente também do projeto do MDB. O grande desafio de Geisel foi controlar o processo de abertura fazendo-o seguir seu plano. Item errado.

Espero que tenham obtido bons resultados.

Abraços,
Prof. Rafael Nogueira

Oficial de Inteligência – área 1

Abaixo você confere o formulário para preenchimento do seu Gabarito.

 

Confira seu resultado no Ranking!

Se você preencheu o formulário acima, seu nome será listado aqui neste Ranking. Os resultados estão sendo computados e atualizados a todo momento. Acompanhe seu resultado.

Posts Relacionados

Um comentário

Compartilhar

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados

Depoimentos dos Aprovados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.