0

Mestrado x pós-graduação: como escolher o melhor curso para você?

Entenda as diferenças entre os dois tipos de cursos e descubra qual é a melhor opção de acordo com os seus objetivos profissionais

Investir no aperfeiçoamento profissional é um projeto que deve ser realizado constantemente para que você possa alcançar os resultados desejados. Por isso, após a conclusão de uma graduação, você pode desejar continuar os seus estudos na sua área de formação.

Existem também inúmeros casos de pessoas que decidem trabalhar em áreas distintas daquelas nas quais se formaram: isso é muito comum, visto que temos segmentos bem amplos no mercado. Algumas oportunidades devem ser aproveitadas e, dessa forma, você pode trilhar a sua carreira para um setor alternativo em relação àquele no qual você se formou. 

Em ambos os casos, vemos que há uma dúvida comum entre os profissionais: devo fazer uma pós-graduação ou ir direto para um mestrado?

No artigo de hoje, vamos conversar sobre esse assunto para que você entenda as principais características e diferenças entre os dois cursos. Boa leitura!

1) Entenda as diferenças formais entre a pós-graduação e os programas de mestrado

Para começarmos a nossa conversa, é importante entendermos que existem dois tipos de programas acadêmicos disponíveis para serem realizados após a conclusão da graduação: especializações lato sensu e stricto sensu. 

Uma especialização lato sensu (“sentido amplo” em latim) é o que nós conhecemos popularmente como “cursos de pós-graduação”. Isso significa que os cursos têm como principal caraterística apresentar conteúdos sobre uma área de atuação de forma mais ampla do que um mestrado ou doutorado, por exemplo. Logo, o aluno pode expandir os seus conhecimentos em determinado segmento, mas sem se envolver em um longo processo de pesquisa acadêmica com duração de dois ou mais anos. 

As especializações stricto sensu (“sentido estrito” em latim) são aquelas conhecidas como programas de mestrado e/ou doutorado. Dessa forma, são tipos de pós-graduações mais extensas e que, portanto, permitem um aprofundamento em uma subárea específica de conhecimento. Em geral, vemos que esse tipo de curso está diretamente relacionado ao exercício de uma carreira acadêmica, bem como envolve uma maior dedicação de tempo e também de recursos por parte dos alunos. O mestrado, por exemplo, é altamente recomendado para profissionais que desejam seguir carreiras como professores e/ou contribuir para a construção de pesquisas acadêmicas nas suas áreas de interesse. 

Dito isso, podemos concluir que:

Pós-graduação lato sensu

  • Abrange os programas de especialização conhecidos popularmente como “pós-graduações”;
  • Apresenta uma abordagem ampla para temas pertinentes à área de interesse do aluno;
  • Tem carga horária mínima definida pelas diretrizes do MEC de 360h totais;
  • O curso pode ser concluído em prazos cursos, como entre 9 e 18 meses;
  • O documento obtido é o certificado de conclusão de curso.

Pós-graduação stricto sensu

  • Abrange os programas de mestrado e de doutorado;
  • Apresenta uma abordagem específica em um determinado tema de interesse na área de pesquisa do aluno;
  • Os programas de mestrado têm uma carga horária mínima de 720 horas e os doutorados exigem 1440 horas totais. 
  • O documento obtido é o diploma de mestrado ou doutorado. 

Qual é a diferença do impacto de cada um dos cursos para a minha carreira?

Ao fazer uma escolha entre uma pós-graduação lato sensu e um mestrado, você deve entender quais são os seus objetivos profissionais e como essa decisão impactará os seus projetos futuros. 

Ao analisarmos as características de cada tipo de curso, vemos que eles apresentam abordagens bem distintas em termos de conteúdo e de formato: a pós-graduação lato sensu é mais recomendada em casos nos quais o foco do aluno é no desenvolvimento da vida profissional, enquanto o mestrado é mais indicado caso existam pretensões acadêmicas. 

É evidente que temos hoje em dia, no mercado, programas de mestrado que conseguem aliar a pesquisa acadêmica aos objetivos profissionais dos alunos, com uma qualificação mais direcionada para as habilidades necessárias para o trabalho nas organizações (sejam elas públicas ou privadas). Contudo, a significativa maioria dos cursos de mestrado trará um enfoque maior na vida acadêmica do aluno e, portanto, pode não ser a melhor opção dependendo dos seus objetivos. 

Para quem concluiu uma graduação e não sabe qual rumo seguir nos seus estudos, o tipo de curso mais recomendado é uma pós-graduação lato sensu. Além do reconhecimento profissional no seu local de trabalho, esse tipo de curso também costuma permitir que o aluno se destaque na sua carreira e seja promovido a cargos superiores nas hierarquias organizacionais, como aqueles que envolvem liderança e/ou gestão, por exemplo. Logo, há um impacto financeiro direto nos valores recebidos por esses profissionais. 

Além disso, no caso do setor público, a pós-graduação lato sensu é um passo importante para quem deseja ser servidor e/ou aumentar o seu salário. Esse tipo de curso é considerado para a obtenção de pontos adicionais para provas de títulos e, como é mais curto do que um mestrado, é a opção mais prática e acessível para o concurseiro. Ademais, o curso pode ser utilizado, depois da aprovação, para a concessão de adicionais de qualificação, dependendo das normas de cada carreira e órgão público. 

O Prof. Luiz Godoy, especialista em Direito Penal e professor do Estratégia-Unyleya,  explica o foco dos programas de pós-graduação lato sensu:

“Ao longo desses quase vinte anos de carreira acadêmica, vejo que o curso de pós-graduação lato sensu prevê uma oportunidade muito maior com relação ao conhecimento amplo […] no campo que você escolher.”

Ele destaca também que o curso de pós-graduação lato sensu pode ser uma excelente opção para que o aluno conheça mais sobre a sua área de interesse e, portanto, tenha maior facilidade ao participar de um processo seletivo de mestrado no futuro, caso tenha interesse.  

Quero fazer uma pós-graduação ou um mestrado. Por onde devo começar?

No caso de um mestrado, o processo seletivo envolve uma série de etapas que variam de acordo com a instituição escolhida: em geral, as inscrições são abertas no segundo semestre do ano para início do curso no ano seguinte. As fases de seleção costumam envolver provas discursivas, análise de currículo, entrevistas e também o envio de um pré-projeto de pesquisa acadêmica que deve estar de acordo com as linhas de pesquisa definidas por cada instituição. 

Para a pós-graduação lato sensu, o processo é bem mais simples e rápido: basta escolher o curso desejado e fazer a sua inscrição! No caso dos programas disponibilizados pelo Estratégia-Unyleya, o aluno precisa apenas acessar o site, escolher o curso, definir a melhor forma de pagamento para o seu caso específico e, então, começar a assistir às aulas. :) Cada disciplina será disponibilizada de acordo com o cronograma definido no site para o curso e as aulas podem ser assistidas em vídeo e/ou estudadas por meio dos livros digitais escritos pelos nossos professores!

Conheça os programas de pós-graduação online do Estratégia-Unyleya

O Estratégia-Unyleya oferece cursos de pós-graduação online certificados pelo MEC. O aluno consegue concluir o curso em até 9 meses (cursos para carreiras públicas) ou 15 meses (cursos para carreiras jurídicas). As aulas são oferecidas tanto na modalidade de vídeo quanto por escrito, por meio de livros digitais completos em PDF, para que o aluno possa escolher a forma como prefere ter acesso ao conteúdo. 

Cursos de pós-graduação para carreiras públicas:

Cursos de pós-graduação para carreiras jurídicas:

Clique aqui para acessar os cursos 

Deixo aqui também um convite para que você nos acompanhe no Instagram da pós-graduação! Estamos produzindo conteúdos incríveis para te auxiliar na sua jornada de estudos e no seu aprimoramento profissional!

Posts Relacionados

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *