EBSERH- Recursos Português
Concursos Públicos

EBSERH- Recursos Português

Olá, pessoal. Tudo bem? Professor Felipe Luccas aqui na área!

No último domingo, foram aplicadas as provas da EBSERH, marcadas por uma grande quantidade de problemas e erros de português. Entendo que caiba recurso contra 3 questões, pelo menos. Há outras com certos problemas de elaboração, mas vou me ater aqui aos recursos mais realistas e viáveis.

Vou sugerir a fundamentação de maneira objetiva e o candidato então deve redigir seu recurso com suas próprias palavras, não recomendo usarem modelo de recurso, porque redações muito semelhantes ou idênticas são desconsideradas.

A correção detalhada foi feita ontem no youtube, vale a pena conferir para entender os gabaritos.

Essas provas são muito importantes para quem vai prestar o TRE PA.

Enxergo a possibilidade de recurso nas seguintes questões.

A questão traz um problema no último item. “Que” não é pronome relativo, mas sim um PRONOME INTERROGATIVO. Para não deixar nenhuma dúvida, segue um trecho de A Moderna Gramática Portuguesa, de Evanildo Bechara, com O EXATO MESMO TIPO DE SENTENÇA que foi cobrada na prova:

Moderna Gramática Portuguesa, de Evanildo Bechara, 39ª Edição, pág. 143

Na frase “Em que (quais) índices se baseia”, temos o “que” com a mesma classificação que em “Em que (qual) livraria compraremos o presente”.

Portanto, a questão deve ser anulada, uma vez que a classificação proposta não é a prevista pela gramática tradicional e não há resposta correta para a questão.

Fizemos a correção no youtube, acompanhe no link abaixo.

https://www.youtube.com/results?search_query=ebserh+estrategia+concursos

Nas provas de nível superior, também houve problemas. Vou tomar como referência a prova de Psicólogo, que foi idêntica à de enfermeiro e outros cargos. Vejamos:

Para responder ao item, entre as opções deveria haver alguma correlação de valor aditivo, como “tanto…quanto”, “tanto…como”, “não só…mas também” etc.

Ocorre que a resposta dada como gabarito propôs uma correlação não prevista nas tradicionais gramáticas normativas: Seja… como.

A correlação alternativa é uma estrutura paralelística, então a norma culta prevê uso de “seja x, seja y”, “quer x, quer y”, “ou X, ou Y”.

Vejam novamente na gramática do consagrado Evanildo Bechara:

Moderna Gramática Portuguesa, de Evanildo Bechara, 39ª Edição, pág. 574

Dessa forma, deve-se propor a anulação da questão, por não haver resposta correta.

Agora, um recurso que precisa necessariamente ser acatado:

O gabarito oficial traz um erro de concordância:

b) A presença de profissionais da área de psicologia é uma reivindicação e direito dos jovens que, na rede de ensino, tem necessidade de apoio psicológico.

A concordância do verbo “ter” é feita com “jovens”, termo plural, que implica necessariamente a presença do acento diferencial de número:

b) A presença de profissionais da área de psicologia é uma reivindicação e direito dos jovens que, na rede de ensino, TÊM necessidade de apoio psicológico.

Moderna Gramática Portuguesa, de Evanildo Bechara, 39ª Edição, pág. 455

Portanto, o gabarito deve ser alterado para a letra C, que não traz erro de concordância.

A justificativa dos demais gabaritos está na correção que fizemos ontem:

Espero que tenham ido muito bem. Grande abraço e boa sorte a todos.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é M%C3%ADdias.png.png

Felipe Luccas

Felipe Luccas

Auditor-Fiscal da Receita Federal, aprovado em 22º Lugar. Professor de Língua Portuguesa. Membro da equipe de Coaching do Estratégia Concursos. Formado em Letras-Inglês pela UFRJ, pós-graduado em direito tributário. Servidor do Poder Judiciário Federal por 6 anos.  Aprovado nos concursos de Técnico do TRT RJ, TRF 2ª Região, TRF 5º Região, TJ RJ, entre outros.  

Veja os comentários:

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados