Artigo

Big data: qual é a importância para a sua carreira?

Conheça quatro temas na área de big data para impulsionar seus estudos profissionais

Você já deve ter ouvido falar da expressão Big Data mesmo se você não tem formação específica na área de TI. Esse assunto se tornou uma das grandes tendências no mercado corporativo nos últimos anos e, por isso, representa uma oportunidade para profissionais que almejam serem reconhecidos nas suas carreiras e também receberem salários vantajosos. 

De acordo com a Oracle, uma das gigantes da tecnologia, big data é um termo que designa “um conjunto de dados maior e mais complexo, especialmente de novas fontes de dados“. Dessa forma, trata-se do entendimento de que, no atual cenário digital, há uma infinidade de dados disponíveis que precisam ser organizados, tratados e analisados de forma correta e em larga escala. 

A alta disponibilidade de dados representa um grande desafio para as organizações modernas, mas também abre novas chances de negócios. Os dados de usuários de plataformas de software, por exemplo, permitem que gestores de TI tomem decisões mais assertivas a respeito da usabilidade e do desenvolvimento de novas funções, por exemplo. 

No caso do marketing, o big data também transformou o mercado de forma exponencial: hoje em dia, há muito mais precisão no gerenciamento de campanhas publicitárias digitais, bem como o uso de dados apurados para que seja possível estudar e entender o comportamento do consumidor. Essas informações são consideradas a chave do sucesso de negócios baseados no meio digital e também de companhias tradicionais que migraram parte de suas operações para as novas plataformas. 

No artigo de hoje, queremos explorar essa temática do big data e entender quais temas e competências são relevantes para o profissional que deseja estudar o assunto. Boa leitura!

1) Big data não envolve apenas o uso de tecnologia

É evidente que o gerenciamento de banco de dados e a adoção de novos sistemas é uma tendência na área de TI. O big data, dessa forma, exige que os profissionais tenham um conhecimento técnico muito mais aprofundado para que seja possível lidar com a imensa quantidade de dados disponíveis. No entanto, trabalhar com big data vai muito além do conhecimento tecnológico em si.

Para a atuação nessa área do mercado, o profissional também precisa ter uma mentalidade diferenciada para que a inovação seja realmente efetiva. É preciso desenvolver o pensamento analítico para a compreensão das informações, bem como entender como os dados disponíveis podem ser aplicados de forma estratégica para a organização. É preciso fazer associações entre os dados disponíveis e as lacunas do produto ou do mercado para que a tecnologia realmente traga um benefício prático para os gestores e demais profissionais envolvidos nas operações. 

Dessa forma, surgiram na área de TI novas formas de organização do trabalho, como as famosas metodologias ágeis. Scrum e kanban, por exemplo, são exemplos de ferramentas que surgiram para facilitar o dia a dia das equipes e, portanto, trazem uma mudança significativa no mindset dos profissionais que atuam com a tecnologia da informação.

2) Conhecimentos sobre analytics e business intelligence 

A parte de analytics e de business intelligence (conhecido como BI) é extremamente importante para a formação do profissional que irá trabalhar com big data. Dessa forma, entende-se que é necessário conhecer as bases de dados operacionais (OLTP) e entender como os dados são direcionados para uma data warehouse, por exemplo. 

Dessa forma, existem também outros conhecimentos técnicos necessários para que o BI seja efetivamente implementado no negócio. Um exemplo é entender como pode ser feita ações de extração, transformação e carga de dados, com o uso de ETL e OLAP. Além disso, deve-se estudar como é realizado o processamento analítico online e a mineração de dados.

3) Gerenciamento de projetos na prática

Um dos pontos primordiais do sucesso de uma organização na área de TI é o gerenciamento de projetos. Não é por acaso que esse segmento cresceu tanto nos últimos anos: muitas empresas têm dificuldades de encontrar gestores que tenham conhecimentos sólidos na área de gestão, mas também possuam um entendimento técnico aprofundado para guiar as equipes na direção certa. 

Por isso, entende-se que o profissional deve estudar temas como o PMBOK e, assim, compreender a realização prática de etapas como a integração, o escopo, o cronograma, os cursos, as comunicações, os riscos e a qualidade envolvidos em um projeto, por exemplo. Além disso, ter uma visão macro sobre as equipes, as suas estruturas e os ciclos de vida dos projetos ajuda a gerenciar o capital intelectual empregado em cada uma das etapas realizadas. 

4) Fundamentos da manipulação de dados

Por fim, cabe ressaltar a importância de ter uma base sólida de entendimento a respeito do armazenamento e da organização de dados. Independentemente da tecnologia específica que será utilizada, saber lidar com os dados a partir dos fundamentos indispensáveis para atuar nesse segmento ajuda o profissional a se destacar na sua carreira. 

Logo, destaca-se a importância de temas como os sistemas relacionais, a partir do estudo de teorias dos conjuntos, consultas e normalização de dados. Além disso, o profissional deve conhecer as funções de agrupamento, como média, mínimo/máximo e total. 

Conheça a pós-graduação em Ciência de dados: Big Data e Analytics do Estratégia-Unyleya

Todos os temas mencionados no artigo fazem parte da nossa pós-graduação em Big Data! Esses assuntos foram selecionados pelos nossos professores, que são profissionais renomados no mercado, como pontos essenciais para quem deseja elevar a sua carreira para o próximo nível. 

A pós-graduação é ministrada de forma 100% remota por meio de livros digitais e videoaulas completas. O curso é reconhecido pelo MEC, tem 360 horas de carga horária total e pode ser concluído em até 9 meses. 

Conheça as disciplinas do curso:

  • Aquisição e Tratamento de Dados
  • Ciência de Dados na Indústria
  • Conceitos de Analytics, Business Intelligence e Big Data
  • Ferramentas de Analytics e Business Intelligence
  • Gerenciamento de Projetos
  • Manipulação de Dados
  • Métodos Ágeis
  • No-SQL, Big Data e Cloud Computing

Para mais informações sobre a pós-graduação, clique aqui! 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja os comentários
  • Nenhum comentário enviado.