Concursos Públicos

Tipos de Custos na Contabilidade

Olá pessoal! Hoje iremos abordar um tema relevante e muito cobrado na disciplina de Contabilidade em diversos Concursos Públicos: os tipos de Custos para a Contabilidade. 

Tipos de Custos na Contabilidade

Vamos passar basicamente pelos seguintes tópicos: 

  • Entender o conceito e a importância dos Custos para as empresas;
  • Conhecer os tipos de Custos para a Contabilidade;
  • Tratar sobre Despesas, Perdas e Lucro empresarial.

Custos

Custos podem ser definidos como todo gasto ou saída de recursos que uma empresa tem, e que estejam diretamente relacionados com a produção de bens ou serviços que a companhia realiza. 

Atividades empresariais naturalmente necessitam de insumos e/ou serviços para que sejam desenvolvidos outros produtos ou serviços, e isso consome recursos financeiros. Em síntese, quando esses gastos estão atrelados à produção da empresa, são chamados de custos. Já quando não possuem esse vínculo com a produção, são denominados como despesas. 

Toda entidade demanda custos, é algo normal. O importante é conhecê-los bem, fazer uma gestão adequada, para mantê-los dentro dos limites operacionais e financeiros da organização, fazendo parte normalmente do ciclo produtivo sem prejudicar os resultados do empreendimento. 

Sendo assim, podemos dividir os tipos de Custos na Contabilidade da seguinte forma: 

Quanto a alocação nos produtos, os custos estão classificados em: 

  • Custos Diretos (CD);
  • Custos Indiretos (CI).

Quanto a sua ligação com o volume de produção, os custos estão classificados em: 

  • Custos Fixos (CF);
  • Custos Variáveis (CV).

Sigamos agora para entender um pouco mais a classificação dos Custos. 

Tipos de Custos na Contabilidade

Os custos podem ser classificados sob tipos ou óticas diferentes na Contabilidade: classificação quanto a sua alocação nos produtos, e classificação quanto a sua ligação com o volume de produção ou de venda. 

Quanto a alocação nos produtos, os custos na contabilidade estão classificados em: 

Custos Diretos (CD) – são os custos que são alocados integralmente aos produtos, ou fazem parte diretamente desses produtos, pois foram inseridos no produto durante o processo produtivo. Por isso, esses custos podem ser diretamente apropriados aos produtos fabricados sem necessidade de rateio, e geralmente variam conforme a quantidade produzida.  

Exemplos: Mão-de-obra direta (MOD), matéria-prima (MP) e embalagens. 

Custos Indiretos (CI) – já os custos indiretos não podem ser medidos e vinculados diretamente aos produtos, pois sua apropriação ocorreu de forma indireta, ou seja, não podem ser percebidos claramente nos produtos fabricados. Por isso mesmo, esses custos necessitam de algum critério de rateio para que sejam integrados ao custo final do produto. 

Exemplo: energia elétrica da fábrica, aluguel da fábrica e mão-de-obra indireta (MOI). 

Logicamente, o custo total final do produto é encontrado somando os Custos Diretos mais os Custos Indiretos de cada unidade. 

Além disso, outra classificação de tipos de Custos na Contabilidade diz respeito a sua ligação com o montante produzido, como veremos abaixo.

Quanto a sua ligação com o volume de produção, os custos na contabilidade estão classificados em: 

Custos Fixos (CF) – são aqueles que independem da quantidade produzida. Seu valor não aumenta e nem diminui de acordo com o volume de produção ocorrida. Ou seja, não há uma ligação proporcional entre estes custos e a variação entre o número de unidades produzidas, pois seus vencimentos ocorrem mês a mês. 

Exemplo: aluguel da fábrica, depreciação das máquinas e energia. 

Custos Variáveis (CV) – são aqueles que variam de acordo com o volume de produção. Este custo aumenta ou diminui proporcionalmente à quantidade de produtos fabricados. Portanto, caso não haja produção em determinado período, o custo variável será nulo nesse mesmo período. 

Exemplo: remuneração por unidade produzida, embalagens e matéria-prima. 

Podemos então encontrar o custo total final de cada produto somando também os Custos Fixos com os Custos Variáveis, ambos unitários. 

Além dos tipos de custos na contabilidade, empresas possuem ainda despesas e perdas durante o processo produtivo. Por isso, vamos também conhecê-los rapidamente a seguir. 

Despesas, Perdas e Lucro

As Despesas (D) são dispêndios da empresa que não possuem relação com a área produtiva, são geralmente de cunho administrativo, e acontecem independentemente de quantidades produzidas ou não, pois suas ocorrências têm relação com o tempo, e não com a produção. 

Exemplos: salários da área administrativa, serviços de limpeza da área administrativa e aluguel ou seguro do prédio administrativo. 

Já Perdas são consumos gerados de forma improdutiva, ou seja, que acabaram não sendo introduzidos no processo de produção. Elas ocorrem por ação indevida de máquinas ou funcionários, por decorrência natural da produção, ou por interferência da natureza. 

Exemplos: partes (restos) de matéria-prima perdidas durante a produção, evaporação de itens líquidos em fabricação de produtos químicos, ou perda de itens diversos de produção devido a enchente ou vendaval que alagou/destruiu o galpão da fábrica. 

O objetivo maior de uma organização empresarial é auferir lucros para que assim possa crescer constantemente. Por isso, além dos custos bem gerenciados, das despesas e perdas bem administradas, é essencial que a companhia obtenha também Receitas de forma consistente. 

Evidentemente, quanto maiores as Receitas, melhor para a empresa, pois mais entrada de recursos ela capta. Porém, isso deve estar acompanhado de um efetivo controle de Custos, Despesas e Perdas, que representam as saídas de recursos, para que assim a organização possa obter de fato Lucro, mantendo-se sustentável e competitiva em seu ramo de atuação. 

Passamos, portanto, resumidamente, pelos tipos de Custos na Contabilidade, e que são fundamentais para o acompanhamento dos resultados e do desempenho organizacional. Falamos ainda um pouco sobre Despesas, Perdas e Lucros, que também fazem parte e são ocorrências naturais dentro de uma empresa, para termos assim um melhor entendimento de todo o assunto. 

Considerações Finais: Tipos de Custos na Contabilidade

Chegamos ao final do nosso breve artigo sobre os Tipos de Custos na Contabilidade, e esperamos que seja muito útil para a sua preparação. 

Lembre-se que é essencial a leitura dos PDF’s e a revisão frequente dos conteúdos, para que assim os seus estudos fiquem cada vez mais avançados. 

Um grande abraço e até mais! 

Quer saber quais serão os próximos concursos? 

Confira nossos artigos! 

Concursos abertos 

Concursos 2024 

Fábio Prado dos Santos Santana

Posts recentes

Concursos Abertos: milhares de vagas e inicial de R$ 22 mil!

Quer saber quais concursos abertos estão esperando por você nos próximos meses? São diversas oportunidades…

8 horas atrás

1º Simulado CAFAR Farmácia Bioquímica: reforce os estudos!

Quer reforçar seu preparo e chegar a todo vapor para o dia da prova do…

4 minutos atrás

Revisão de Véspera DEPEN PR: veja a programação!

Neste domingo, 19 de maio, serão aplicadas as provas do concurso DEPEN PR (Secretaria de…

22 minutos atrás

Concursos Abertos de Prefeituras: mais de 60 editais!

Estamos em ano de eleições municipais, o que contribui ainda mais para a publicação de…

8 horas atrás

Concurso Câmara de Piracicaba: FUNDATEC é a banca!

A Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências (FUNDATEC) foi definida como banca do próximo…

9 horas atrás

Concurso TSE Unificado: resolução que altera cargos publicada!

O edital do concurso TSE Unificado (Tribunal Superior Eleitoral) pode sair a qualquer momento! Isso…

11 horas atrás