Artigo

Teste de barra estático – o que você precisa saber!

Olá, tudo bem por aí?

Hoje vou falar do teste de barra estático.

Muito utilizado no TAF de vários concursos e realizado pelas mulheres.

Esse teste também é conhecido como suspensão na barra (Guedes, 2006).

Ele se diferencia do teste de barra dinâmica uma vez que possui um posicionamento estático, sendo o resultado o registro do tempo máximo em segundos de permanência em suspensão com o queixo acima do nível da barra (Marinho, B. F. e Marins, J. C. B, 2012).

Conforme procedimento de aplicação descrito no estudo de Cotten e Marwitz (1969), o teste de barra estática (flexed arm hang) é comumente utilizado para o sexo feminino.

No Manual Prático para Avaliação em Educação Física, Guedes (2006) descreve o teste de suspensão na barra com a pegada em uma empunhadura dorsal (dorso das mãos voltado para a face do avaliado), com distância entre as mãos similar à largura dos ombros.

Um segundo avaliador, posicionado atrás do avaliado e apoiando seus quadris, deve auxiliar o avaliado
a elevar-se até a altura em que seu queixo ultrapasse o nível da barra.

O avaliado deve manter-se suspenso por maior tempo possível, com queixo acima do nível da barra, os cotovelos flexionados próximos ao tronco e os ombros junto à barra.

O cronômetro é acionado assim que o avaliado assumir posição segura de suspensão na barra e o segundo avaliador deixar de apoiar seus quadris, e travado quando o avaliado não tiver mais condições de sustentar o queixo na posição preconizada, deixando-o o descer abaixo do nível da barra

Um treinamento específico de uma determinada modalidade gera adaptações específicas no organismo humano (Gobbi et al., 2005).

Segundo o princípio da especificidade, velocidade dos movimentos, ação muscular e grupos musculares devem ser treinados de acordo com a forma que serão exigidos (Fleck e Kramer, 2006).

De acordo com Baechle e Earle (2010) o conceito de especificidade, amplamente reconhecido no campo do treinamento de força, sustenta que o treinamento é mais eficaz quando os exercícios são similares ao gesto esportivo no qual o progresso é observado (a atividade alvo).

Portanto, o treinamento físico para o teste de barra estático deverá, necessariamente, ser planejado e orientado conforme a especificidade do movimento exigido e o protocolo do teste descrito no edital.

Planejamento e organização para os testes de aptidão física.
Vamos treinar!!
Até a próxima.
Eduardo Schneider

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja os comentários
  • E uma sedentária que só levanta garfo para comer, precisa de qto tempo para ficar afiada no teste de barra estático?
    Leka em 03/01/20 às 15:07
  • Olá, Com certeza. Em 4 meses você conseguirá atingir o seu índice. Vamos treinar!!!
    Eduardo Schneider em 16/02/18 às 15:26
  • Com certeza Paulo
    meke em 15/02/18 às 09:46
  • Sou maratonista, mas nao faço nenhuma barra. É possível em 4 meses se preparar e conseguir fazer cinco?
    Paulo Sempe em 15/02/18 às 07:37