Artigo

Olho nos Tribunais Regionais Eleitorais – Matérias cobradas, convocações e chances de Edital em 2017

 

Saudações!

Hoje vou compartilhar algumas informações que uso para direcionar meus alunos (coachees) sobre perspectivas da área bem como para planejar e montar os ciclos de matérias a serem estudadas.

Trata-se de um resumo sobre os Tribunais Regionais Eleitorais com chances de abertura de edital em 2017 (atualizado em 27/01/2017), um comparativo do total de vagas do edital X o total de candidatos convocados (atualizado em 28/01/2017) e as disciplinas cobradas no último concurso de cada um desses órgãos.

 

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

 

– Cargos analisados:

 

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

 

– Tribunais Regionais Eleitorais com possibilidade de Edital em 2017:

 

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

 

– Vagas publicadas no Edital X Total de candidatos convocados: destaquei os órgões que convocaram um grande quantitativo de aprovados.

 

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

 

– Disciplinas cobradas no último concurso de cada órgão: utilizei nas tabelas abaixo um escalonamento em cores destacando as disciplinas mais cobradas, de maior peso e/ou mais densas em conteúdo e que, portanto, merecem uma atenção maior do candidato na montagem do ciclo de estudo.

 

> Técnico Judiciário – Área Administrativa:

Obs.: em geral são cobradas “noções” nas disciplinas de Direito, mas a profundidade dos tópicos varia de um órgão para o outro.

 

> Analista Judiciário – Área Administrativa:

Obs.: em geral são cobradas “noções” em algumas disciplinas de Direito, mas a profundidade dos tópicos varia de um órgão para o outro.

 

> Analista Judiciário – Área Jurídica:

Obs.: pela exigência de formação específica em Direito, ocorre um maior aprofundamento nos tópicos das disciplinas da área.

 

– – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –

 

A quem tem como foco a área de Tribunais, em especial os Regionais Eleitorais, espero que tais informações sejam úteis.

Note: seja qual for o cargo, a “brincadeira” deve começar pelo menos por Português, Direito Administrativo, Direito Constitucional e Direito Eleitoral. Já o treino deve ser voltado para a resolução de questões das bancas CESPE e FCC.

Conte comigo para auxiliá-los no planejamento de sua rotina de estudo!

Um abraço,

André Costa Chaves

Coach do Estratégia Concursos

 

Curta minha página no Facebook: https://www.facebook.com/coachandrec

Qualquer dúvida deixe um comentário abaixo ou me mande um e-mail: [email protected]

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja os comentários
  • Professor André, boa noite. Mais uma pergunta: há possibilidade de concurso para o TSE Não o vi na sua relação. Desde já agradeço a sua atenção;
    DENILSON SILVA RAMOS em 08/02/17 às 22:16
  • Olá Carol! Obrigado pelo retorno e fico feliz que tenha ajudado! Em breve farei resumo de outras áreas. Pretendo fazer para os TJs também, ok? Abracos!
    André Chaves em 01/02/17 às 17:37
  • Olá Camila! Obrigado pela mensagem! Destaquei apenas concursos e cargos com possibilidade de abertura de edital em 2017. Observe na terceira tabela que para MG fiz uma observação (*) de que o concurso de 2014 (homologado em 2015) foi apenas para TJAA e, portanto, ainda está válido. Se prorrogado, será válido até 2019. Porém, para AJAJ e AJAA o último concurso foi em 2012 e vencerá em Out/2017 (conforme tabela 2), abrindo espaço para um novo edital apenas para tais cargos. Abraços!
    André Chaves em 01/02/17 às 17:34
  • Boa tarde André Chaves! Agradeço imensamente a disponibilidade desse conteúdo. Só gostaria de retificar que o último concurso do TRE de MG foi em 2015, e não em 2012. Confira essas datas aí, por favor e nos atualize. Muito obrigada!
    Camila em 01/02/17 às 13:13
  • Professor, muito bom dia! Primeiro quero te parabenizar pelo excelente trabalho de pesquisa, colei ele na cabeceira da minha cama...Estou iniciando meus estudos e meu foco são os tribunais. Tem algum material semelhante a este para os TJ's?
    Carol Miguez em 01/02/17 às 06:48
  • Caro Murillo, por ter aplicado em minha preparação e por conhecer vários colegas aprovados que também o fizeram, sempre recomendo o uso da metodologia do estudo por ciclos. Dentre outros benefícios destaco o fato de você conseguir estruturar o estudo para avançar e se manter em um nível parecido nas diversas matérias a serem estudadas, não negligenciando nenhuma delas, que é geralmente o que ocorre com o estudo de apenas uma disciplina por um "longo" período. Nossa tendência é estudarmos mais e melhor aquilo que mais nos agrada. Ocorre que em concurso não adianta você ser muito bom em uma ou em poucas matérias. É melhor você ser "só" bom em várias. Independente do que escrevi acima, não necessariamente o que funcionou para alguns funcionará para você. Apenas cuide para que não caia na armadilha de só estudar o que gosta e para que consiga se manter em um bom nível nas diversas disciplinas do seu concurso. Um abraço!
    André Chaves em 30/01/17 às 10:04
  • Olá Professor. Venho compartilhar uma dúvida na esperança de que possa me ajudar a entender se é um enorme erro ou se faz algum sentido. Sempre escutei de professores e coachs que deve-se estudar várias matérias ao mesmo tempo, que não se deve estudar uma matéria até esgotar, pq quando vc a termina já esqueceu o conteúdo das anteriores. Ok. Vinha adotando isso e estudando dessa forma. Mas o estudo não fluía bem, ficava desestimulado muito facilmente. Então resolvi ao longo de uma semana estudar apenas uma matéria para testar e fugir da rotina anterior. Me senti MUITO mais estimulado e motivado, até ansioso pelo dia seguinte para da continuidade, e olha que não era exatamente uma matéria que eu gosto muito (direito adm). Percebi que meu rendimento aumenta dessa forma, pois me motivo com a sequência, com a ideia de fechamento, com a ideia de vencer uma matéria inteira mais rapidamente. Resolvi então estender por mais uma semana dessa forma, e em paralelo mantive todos os dias pela manhã, antes de começar o estudo, revisões das outras matérias para não cair na curva do esquecimento. Bom, minha dúvida é: esse estratégia é de fato um erro que irá me prejudicar a longo prazo, ou faz sentido mantê-la já que me motivo e tenho muito mais disposição dessa forma? (lembrando que mantenho revisões das outas matérias em paralelo) Grande abraço.
    Murilo Gazzo em 29/01/17 às 11:07
  • Muito obrigada!! Com esse artigo facilitou muito!!!
    Luciene em 28/01/17 às 18:56
  • Olá! Atualizei o post hoje (28/01/2017) com tais informações. Abraços!
    André Chaves em 28/01/17 às 12:30
  • Caro Murilo, bom dia! Nas aulas o professor faz uso de métodos didáticos para tornar mais fácil a compreensão da teoria. Desta forma recomendo que o aluno primeiro veja a teoria através de aulas (em pdf, videos etc). A leitura da "lei seca" é aconselhável em um estágio mais avançado da preparação, em que o aluno já tenha visto a teoria e praticado exercícios. Sobre as fontes, recomendo que baixe na internet ou leia através de um Vade Mecum atualizado as leis constantes do edital do seu concurso. Somente a título de exemplo, no edital do TRE PE para o cargo AJAA, o item 1 do edital é a Lei 4.737/65 (Código Eleitoral). Um abraço!
    André Chaves em 28/01/17 às 10:03
  • Boa Noite Professor! Teria um comparativo dos TREs que mais chamam candidatos...
    Ramatiz Flamarion da Costa em 27/01/17 às 21:38
  • Professor, falando em TREs e mais propriamente sobre Direito Eleitoral, em relação a leitura da lei seca é aconselhável buscar outra fonte que não os pdfs ou estes já são suficientes para esse estudo da legislação crua? Se sim, quais? Abç.
    Murilo Gazzo em 27/01/17 às 18:57
  • Olá Denilson! Obrigado pelo elogio!! Sua estratégia é bastante coerente! Em geral as discilinas cobradas para AJAA englobam boa parte da teoria cobrada para TJAA. Vale a pena seguir nessa linha! Sobre o ciclo, recomendo que pesquise pelo artigo do Prof. Alexandre Meirelles. É um pdf de 27 páginas, muito famoso entre os concurseiros, especialmente da área fiscal. Jogue no Google: ciclo Alexandre Meirelles. Um abraço!  
    André Chaves em 27/01/17 às 17:33
  • Olá, Marcelo! É muito difícil cravar um %. O aspecto positivo é a previsão na LOA 2017 (Lei Orçamentária Anual) de arrecadação com inscrições em concursos para estes órgãos. O último concurso do TRE PR venceu em Out/2016, o que abre caminho para um novo certame. No caso de SC, o último grande concurso (2013) possui validade até Mar/2018. De qualquer forma o órgão tradicionamente faz concursos regulares (2005, 2008, 2011 e 2013 - em 2015 fez especificamente para Analista com formação em Arquitetura), o que mantém a expectativa de edital para o final de 2017 / inicio de 2018. Um abraço!
    André Chaves em 27/01/17 às 17:22
  • Professor André muito bom o seu artigo. Tenho como foco os concursos para tribunais, mais especificamente para o TRE. Sou do RJ e estou animado com a possibilidade de abertura de concurso do TRE-RJ e também do Espírito Santo, já que também da região Sudeste e "perto" de onde moro. Uma pergunta: é prudente estudar para AJAA tendo como alvo fazer também a prova de TJAA Se não estou equivocado as matérias "básicas" são as mesmas, com o acréscimo de mais algumas outras para Analista, ou seja, ao estudar para o nível superior também estudo para técnico. Está correto esse meu raciocínio Outra pergunta: poderia disponibilizar um modelo, exemplo de ciclo de estudos Desde já agradeço a atenção
    DENILSON SILVA RAMOS em 27/01/17 às 16:10
  • Luiz, as bancas trabalham orientadas pelas comissões formadas por cada órgão para cuidar do concurso. Na prática as matérias são basicamente as mesmas, mas cada comissão pode solicitar à banca que "aperte" mais em determinada disciplina que eles (comissão) julguem importante. Naturalmente isso faz com que em determinadas ocasiões uma prova seja considerada mais difícil do que a outra. O importante é estarmos com uma boa base nas matérias mais relevantes e praticarmos muitos exercícios para testarmos todos os níveis de dificuldade. Um abraço.  
    André Chaves em 27/01/17 às 15:38
  • Fala, Vinicius! Chances há, pois o último concurso para AJAA ocorreu em 2005. Mas, infelzimente, de lá para cá foram 3 concursos sem abrir vagas para esse cargo. Um abraço.
    André Chaves em 27/01/17 às 15:31
  • Em relação ao TRE-SC, teria possibilidade de sair para AJAA? Parece-me que faz tempo que o TRE-SC não abre vagas para essa função...
    Vinicius em 27/01/17 às 13:51
  • Muito bacana esse quadro comparativo professor. Eu tenho uma dúvida em relação aos TRE. As bancas tendem a dificultar as questões de região para região ? Por exemplo: a FCC costuma fazer uma prova de técnico administrativo mais difícil em determinado estado do que em algum outro ? Ou isso é mito ? Abraço
    Luiz Eduardo em 27/01/17 às 13:50
  • Qual a porcentagem(%) de chances do TRE-PR sair o edital este ano, e o TRE-SC?
    Marcelo em 27/01/17 às 13:43
  • Olá! Confesso desconhecer legislação específica que proíba. Mas o DF possui outras boas oportunidades na área de tribunais, como TSE, TST, STJ, STF e TJDFT. Abraços!
    André Chaves em 27/01/17 às 13:37
  • Professor, pq o tre-df nunca faz concurso? Há alguma lei/resolucao de que eles só convoquem pessoal de outros orgaos?
    Lets em 27/01/17 às 13:05
  • Marcela, boa tarde! Difícil existir uma fonte segura que garanta de forma antecipada o número exato de vagas que serão ofertadas. Em meu concurso (icms rj), por exemplo, havia informações iniciais de que seria um edital com 100 vagas. No fim foram ofetadas "apenas" 50. O mais importante: na área de Tribunais historicamente o número de vagas ofertadas é baixo, porém geralmente convocam grande número de aprovados em relação às vagas. No último TRE RJ, por exemplo, foram 19 vagas e mais de 200 convocações. Abraços!
    André Chaves em 27/01/17 às 12:09
  • Olá, Sarah! Obrigado pelo retorno. ;) Bons estudos!
    André Chaves em 27/01/17 às 11:55
  • Diego, boa tarde! Em breve atualizarei informações sobre outras áreas. TRT inclusive. Abraços!
    André Chaves em 27/01/17 às 11:54
  • William, boa tarde! Muito complicado cravar um %. A formação da comissão é um importante sinal de que o órgão se prepara para realizar o concurso. Geralmente é um bom indicativo de que devemos acelerar os estudos. Um abraço!  
    André Chaves em 27/01/17 às 11:53
  • Olá, Daniela! É praxe na área de tribunais as provas para técnico e analista ocorrerem em horários distintos, permitindo ao candidato concorrer para os dois cargos. Foi assim no último TRE RJ e assim será nos atuais editais do TRE SP e PE. Um abraço!
    André Chaves em 27/01/17 às 11:43
  • Bom dia Professor, Tenho interesse no TRE-RJ.Quanto as vagas em algum momento antes do edital é possível se ter noção do número, e se existirão oportunidades para o interior do Estado? Obrigada..
    Marcela em 27/01/17 às 10:55
  • Bom dia, Murilo! Considerando os cargos TJAA e AJAJ, em uma análise geral costumo ponderar a quantidade de tópicos cobrados (geralmente "noções" em Adm. Púlbica para tais cargos) bem como quantidade de vezes (concursos) que a disciplina foi cobrada e o peso. Ou seja, em uma preparação regular (antes do edidal) é importante que as matérias estudadas sejam introduzidas aos poucos no ciclo e que o candidato domine primeiro aquelas mais densas/complexas e que caem com mais frequência. Já na fase pós edital o planejamento deve ser ajustado de forma a priorizar as matérias de maior peso e de conteúdo, digamos, mais simples de serem absorvidos, que seria o caso em Noções de Administração Pública dos concursos citados por você. Um abraço!  
    André Chaves em 27/01/17 às 10:47
  • Bom dia! Atualmente fica em torno de R$ 6.000,00 + aux. alimentação. Em 2019 deve superar R$ 7.500,00 (reajuste escalonado para os servidores do judiciário).
    André Chaves em 27/01/17 às 10:23
  • Bom dia! De forma resumida: Último edital: 2011 / Cargos: TJAA, AJAA e AJAJ / Banca: Consulplan / Situação Último Concurso: Vencido / Perspectiva: Possível 2017. Matérias: TJAA: Português, Informática (noções), Arquivologia (noções), Raciocínio Lógico, Direito Eleitoral (noções), Direito Constitucional (noções), Direito Administrativo (noções), Administração Financeira e Orçamentária (noções), Gestão de Pessoas nas Organizações (noções), Administração de Recursos Materiais (noções), Administração Pública (noções) e Normas Aplicáveis aos Servidores Públicos Federais. AJAA: Português, Informática (noções), Direito Eleitoral (noções), Direito Constitucional, Direito Administrativo, Administração Financeira e Orçamentária, Gestão de Pessoas nas Organizações, Administração de Recursos Materiais, Administração Pública e Normas Aplicáveis aos Servidores Públicos Federais. AJAJ: Português, Informática (noções), Regimento Interno, Direito Eleitoral, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Penal, Administração Pública (noções) e Normas Aplicáveis aos Servidores Públicos Federais. Abraços!
    André Chaves em 27/01/17 às 10:17
  • Professor, pq colocou Adm. Pública com uma cor mais clara já que no TRE-PE está nas específicas de maior peso assim como no último TRE-BA?
    Murilo Gazzo em 27/01/17 às 10:17
  • Bom dia, André! Nossa, seu artigo saiu na hora exata! Eu sempre amei Direito Eleitoral e estou focada nas carreiras regionais eleitorais. No entanto,como muitos concursos estão previstos para esse ano sempre surge aquela dúvida de como planejar e montar os ciclos de matérias a serem estudadas. Muito obrigada mesmo pelas informações compartilhadas aqui!! Irão me ajudar muito!! Abração!
    Sarah em 27/01/17 às 10:12
  • Bom dia professor, qual a remuneração média dos TRE's para de TJAA?
    Welder em 27/01/17 às 09:49
  • Faz sobre os TRTs também!
    Diego Barros em 27/01/17 às 09:46
  • Bom dia professor; O senhor acha possível que saia o concurso do TRE-ES ainda neste ano? Com o crédito suplementar + a comissão formada, quantos % daria de probabilidade de que saia este ano? Abraço.
    William em 27/01/17 às 09:42
  • Obrigada, sem duvida muito util oartigo! Pergunta: normalmente é possivel conciliar as provas de tecnico com de analista? Qual é o historico, se é que há uma tentendica ou comportamento repetitivo... (eu sou de RJ)? Obrigada mais uma vez!
    daniela rosa em 27/01/17 às 09:37
  • Prof. bom dia; sobre o TSE teria essas informações? Agradeço
    Concurseira em 27/01/17 às 09:25