Nota de Corte em concurso público: é mesmo relevante saber?
Nádia Carolina

Nota de Corte em concurso público: é mesmo relevante saber?

Neste artigo, falaremos sobre como funciona a nota de corte em concurso público e, ainda, sobre fatores que influenciam na sua determinação.

1) O que é e como funciona a nota de corte em concurso público?

Uma das maiores dúvidas que todo aluno que estuda para concursos têm é a seguinte: qual será a nota de corte do meu concurso?

Se você já realizou algum concurso, certamente sabe do que estou falando.

Neste artigo, nosso objetivo é explicar como funciona a nota de corte em concursos públicos.

Antes de mais nada, é preciso deixar bem claras as seguintes premissas:

  • 1) É comum que o edital de um concurso público traga um número definido de vagas.
  • 2) Os candidatos aprovados dentro das vagas têm direito subjetivo à nomeação.
  • 3) É possível que alguém seja aprovado fora do limite de vagas do edital. Esses candidatos podem ser nomeados, mas não possuem direito subjetivo à nomeação.

A partir dessas premissas, podemos nos perguntar o seguinte:

“Qual é o melhor conceito de nota de corte em concurso público?”

Nota de corte é a nota mínima que alguém precisa para ser nomeado para um determinado cargo público. Se quisermos analisar, por exemplo, qual foi a nota de corte do concurso da Receita Federal 2014, temos que verificar qual foi a nota do último candidato a ser nomeado.

Em concursos públicos com mais de uma fase, a pontuação necessária para que o candidato seja selecionado para a próxima fase também é chamada de nota de corte. A banca examinadora pode determinar, por exemplo, que serão convocados para a prova discursiva um número de pessoas equivalente a 3 vezes o número de vagas.

2) Quais são os fatores que influenciam na determinação da nota de corte em concurso?

São vários os fatores que influenciam na nota de corte de um concurso. Vejamos:

2.1) Cada banca examinadora tem uma maneira diferente de calcular as notas de uma prova.

O CESPE, normalmente, aplica provas de “Certo” e “Errado”, nas quais um erro do candidato anula uma questão certa.

Na FCC, as provas normalmente são divididas em “Conhecimentos Gerais” (Peso 1) e “Conhecimentos Específicos (Peso 3). Para encontrar a nota final do candidato, é feita uma média ponderada das duas provas.

Analisando essas diferentes maneiras de calcular notas, você verá que a nota de corte da banca CESPE é geralmente mais baixa do que a nota de corte de uma prova da FCC. Para atingir 60% numa prova da FCC, basta acertar 60% da prova. Já para atingir esses mesmos 60% na prova do CESPE, você deveria ter 80% de acertos e 20% somente de erros.

2.2) Presença ou não de disciplinas que não foram exigidas em certames anteriores.

A preparação para concursos deve ser feita com antecedência. Não dá pra esperar a saída de um edital. Para isso, o recomendável é que os concurseiros estudem as disciplinas do edital do concurso anterior. É comum termos alunos que estudam todas as disciplinas de um concurso mesmo antes de o edital ser publicado.

O problema é que novas matérias poderão ser exigidas quando da publicação do novo edital. A inclusão de novas matérias e até mesmo a inclusão de questões discursivas irá influenciar na nota de corte.

A influência na nota de corte será maior ou menor a depender do grau de dificuldade das novidades e também do tempo que o candidato terá para se preparar entre o edital e a prova.

2.3) Grau de dificuldade da prova

Quanto maior o grau de dificuldade da prova do concurso público, menor será a nota de corte. A alta dificuldade pode surpreender até mesmo candidato bem preparado.

2.4) Área do concurso

A Área do concurso também influencia muito na nota de corte. Em provas de Tribunais, por exemplo, a nota de corte é geralmente mais alta que em outras áreas. Na Área Fiscal, a nota de corte vem aumentando, tanto pela maior preparação dos candidatos como pelo aumento da concorrência.

2.5) Nível de escolaridade

Concursos de nível médio geralmente possuem notas de corte maiores que certames que exigem curso superior.

2.6) Número de vagas

Quanto menor o número de vagas, mais acirrada é a concorrência e há a tendência de a nota do corte ser maior. Deve-se tomar cuidado, no entanto, quando o concurso abrange todo um estado ou é de nível nacional, porque os candidatos tendem a se inscrever onde há mais vagas disponíveis no edital e essas localidades terminam com notas de corte mais altas.

3) Conclusão sobre a nota de corte em concurso

O edital do concurso é responsável por definir a determinação da nota de corte. Lá estão todas as informações necessárias para que você não seja surpreendido durante a sua preparação.

Conheço bem a importância de avaliar as notas de corte de concursos anteriores para a sua preparação. Contudo, acredito que você não deve ficar se preocupando com isso. Você não pode ficar perdendo seu tempo pensando em como os outros candidatos se sairão na prova ou o quanto você precisa acertar mais que os outros.

Você precisa é fazer a sua parte. Estudar muito. Fazer muitos exercícios. Revisar sempre. Ir para a prova com a certeza de que fez o seu melhor. Com certeza, você colherá os frutos do que plantou assim que assinar o termo de posse.

….

Abraços,

Nádia Carolina

Instagram: @profnadiacarolina

Como estudar para concursos públicos

Como Passar em Concurso

Concursos 2019

Cursos para Concurso

Posts Relacionados

Compartilhe:

Nádia Carolina

Nádia Carolina

Nádia Carolina foi aprovada no concurso de Auditor-Fiscal da Receita Federal de 2009, em 14º lugar. Exerceu o cargo até o ano de 2015, quando passou a se dedicar exclusivamente à docência. É professora de Direito Constitucional do Estratégia. 

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.