As 5 melhores Técnicas de Estudo: aprenda com mais eficiência!
Nádia Carolina

As 5 melhores Técnicas de Estudo: aprenda com mais eficiência!

Para ser aprovado no concurso público não basta apenas estudar. É necessário estudar com qualidade. Para isso, devemos mesclar diversas técnicas de estudo para atingir um alto nível de rendimento e, consequentemente, chegarmos no resultado final: a sua aprovação!

Neste artigo, iremos explicar as 5 melhores técnicas de estudo conforme um estudo realizado pela APS (Association for Psychological Science), uma organização internacional sem fins lucrativos com a missão de promover e divulgar pesquisas científicas a partir da psicologia.

Vejam o quadro abaixo com as 5 melhores técnicas de estudo e seu respectivo grau de eficiência, conforme a pesquisa realizada pela organização.

Técnicas de estudo – grau de eficiência

Vamos conhecer um pouco de cada técnica de estudo:

1 – O Estudo intercalado

A técnica de estudo do “estudo intercalado” consiste, basicamente, na elaboração de um ciclo de estudos, de modo que o aluno estude determinadas matérias de forma distribuída em cada dia. Alguns também chamam essa técnica de estudo de “metas diárias” ou “rotação de matérias“.

Vejam abaixo um exemplo prático dessa técnica de estudo.

Técnicas de estudos - Estudo intercalado
Técnicas de estudos – Estudo intercalado

Uma dica que podemos ressaltar acerca dessa técnica de estudo é intercalar as matérias de direito com aquelas de exatas. Assim, o aluno não ficará somente estudando exclusivamente através da leitura, e haverá um maior conteúdo prático, de modo que o estudo se torne mais dinâmico e menos monótono.

Técnicas de estudo – O “Ciclo de Estudos”

2 – Testes Práticos

Essa é outra técnica de estudo fundamental para a aprovação nos concursos públicos! Com base nela, devemos resolver o maior número de questões possíveis.

Procurem sempre realizar simulados. Eles são fundamentais não somente para a verificação do grau de retenção do conteúdo estudado, mas para também para o concurseiro se acostumar com situações alheias ao estudo, como o nervosismo, ansiedade, distribuição de tempo de questões, tempo de preenchimento de gabarito, dentre outras.

O aluno deve manter sempre contato prático com a matéria estudada. Uma dica aqui é a realização de provas anteriores, seja da banca que realizará seu concurso ou seja de concursos anteriores da mesma área para a qual você estuda.

Além disso, este método ajudará a indicar ao concurseiro se, de fato ele absorveu o conteúdo que fora estudado, servindo também como revisão. Outra dica importante em relação a este tema é que o aluno deve sempre refazer as questões que errou e anotar as dificuldades que teve com a questão para aprofundar o seu conhecimento no conteúdo e não errar novamente.

Técnicas de estudo – Testes práticos

3 – A prática distribuída

A partir dessa técnica de estudos, o aluno deve evitar estudar a mesma matéria por um tempo muito longo. Em geral, não recomendamos que esse período ultrapasse 2 horas.

Veja um exemplo:

Técnicas de estudo - prática distribuída
Técnicas de estudo – Prática distribuída

A prática distribuída também deixa clara a importância das revisões. Se você vê um determinado conteúdo várias vezes ao longo do tempo, há uma chance grande de que ele seja armazenado em sua memória de longo prazo.

4 – Autoexplicação

Essa é mais uma técnica de estudo com grande eficiência para absorção da matéria estudada. A partir deste método, o aluno deve estudar o conteúdo e, simultaneamente, tentar explicá-lo, com suas próprias palavras, para si próprio. Essa prática ajudará (e muito!) na memorização do conteúdo.

Conforme o aluno avançar nos estudos, ele deve procurar explicar aquilo que está sendo visto para tentar sanar eventuais dúvidas que surjam no decorrer do seu aprendizado, além de aprimorar o desenvolvimento do seu próprio raciocínio lógico.

Um ponto interessante a respeito dessa técnica de estudo é que ela pode muito bem ser aplicada conjuntamente com a técnica que será apresentada no tópico a seguir.

5- Interrogação Elaborativa

A partir dessa técnica de estudo, o aluno deve, durante seu estudo, elaborar perguntas como as seguintes:

  • O quê?
  • Quem?
  • Quando?
  • Onde?
  • Como?

Esse método mostrou-se eficiente pelo fato de exigir um esforço maior do nosso cérebro. Por meio de questionamentos, buscaremos compreender quais são as causas de um determinado fato com o qual nos deparamos ao estudar.

Com o desenvolvimento dessa técnica de estudo, o aluno poderá perceber uma evolução na sua capacidade de responder questões discursivas, o que por si só já é uma grande vantagem em provas de concursos públicos.

6- Recomendações finais quanto às técnicas de estudo

Por fim, gostaríamos de lembrá-los de que nenhuma dessas técnicas de estudo deve ser aplicada isoladamente. É a harmonização de diferentes técnicas que irá alavancar o estudo do concurseiro rumo à sua aprovação.

….

Abraços,

Nádia Carolina

Como Passar em Concurso Público

Como estudar para concurso público

Cursos para concursos

Posts Relacionados

Compartilhe:

Nádia Carolina

Nádia Carolina

Nádia Carolina foi aprovada no concurso de Auditor-Fiscal da Receita Federal de 2009, em 14º lugar. Exerceu o cargo até o ano de 2015, quando passou a se dedicar exclusivamente à docência. É professora de Direito Constitucional do Estratégia. 

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x