0

Gestão de Projetos para a SEFAZ-CE (cargos 1 e 2)

Olá, pessoal! Tudo bem? Dando seguimento às nossas análises dos conteúdos relacionados à Administração Geral e Pública para a SEFAZ-CE, neste artigo, faremos a análise da parte de Gestão de Projetos para a SEFAZ-CE.

Confira a página do concurso aqui no Estratégia Concursos, onde estão registradas as principais informações sobre todos os cargos.         

Confira, também, a análise do edital feita pelo Estratégia Concursos.

Não deixe de acessar, por fim, o edital do concurso.

Sobre a disciplina de Gestão de Projetos, ela está inserida na parte de Administração Geral do edital, para os cargos 1 e 2 (AUDITOR FISCAL DA RECEITA ESTADUAL e AUDITOR FISCAL CONTÁBIL-FINANCEIRO DA RECEITA ESTADUAL, respectivamente). O conteúdo programático da disciplina é o seguinte:

5 Gestão de projetos. 5.1 Elaboração, análise e avaliação de projetos. 5.2 Principais características dos modelos de gestão de projetos. 5.3 Projetos e suas etapas.

No próximo artigo, trabalharemos gestão de processos.

Como fizemos nos nossos artigos anteriores, de outros tópicos de Administração Geral, traremos os principais temas da disciplina para a Cebraspe, buscando trabalhar pontos que tenham boas possibilidades de serem cobrados na prova da SEFAZ-CE.

Antes de entrar na análise dos tópicos mais importantes para a sua prova, gostaríamos de sugerir a leitura do nosso Guia Definitivo de Gestão de Projetos para concursos para um resumo mais completo sobre o tema.

A partir de agora, analisaremos os principais tópicos de Gestão de Projetos para a SEFAZ-CE.

Elaboração, análise e avaliação de projetos – CPM

Iniciando a análise dos principais tópicos de Gestão de Projetos para a SEFAZ-CE, falaremos sobre o método do caminho crítico, também conhecido como “CPM” (Critical Path Method).

O CPM consiste em determinar a duração de cada atividade do projeto, utilizando prazos de forma determinística. Assim, calcula o caminho crítico do projeto, por meio da sequência mais longa de atividades.

Vejamos mais detalhes na questão abaixo:

SLU-DF (2019)

“Julgue o próximo item, acerca de elaboração, análise e avaliação de projetos.

O método do caminho crítico, utilizado na elaboração do cronograma de projetos, consiste em uma sequência de atividades que descreve o caminho mais longo de um projeto e que determina a menor duração possível desse projeto.”

Afirmativa correta. Como vimos, o caminho crítico é o caminho mais longo de um projeto. Paralelo ao cálculo do caminho crítico, o CPM também permite calcular qual a sequência mais curta de atividades.

A ferramenta CPM costuma ser cobrada em conjunto com o diagrama PERT (Program Evaluation and Review Technique). Caso a banca cobre a diferença entre ambos, é importante levar que o CPM trabalha com prazos determinísticos, enquanto o PERT utiliza prazos probabilísticos, trabalhando em três possibilidades: otimista, pessimista e mais provável, realizando uma média ponderada das três para se chegar ao resultado.

Veja a questão abaixo, correta, que corrobora o que falamos:

ABIN (2010)

“Na aplicação do CPM, consideram-se tempos determinísticos; na da PERT, trabalha-se com tempos probabilísticos, com o emprego de três estimativas de tempo: otimista, pessimista e mais provável.”

Grave:

Gestão de Projetos para a SEFAZ-CE - PERT X CPM
PERT X CPM (Alvarenga, 2021)

Principais características

Neste tópico de Gestão de Projetos para a SEFAZ-CE, trabalharemos algumas características dos modelos de Gestão de Projetos.

Optamos por falar da Estrutura Analítica do Projeto, parte importantíssima do PMBOK e que a Cebraspe gosta bastante de cobrar.

A Estrutura Analítica do Projeto (EAP), segundo o PMBOK (p.193), é “uma decomposição hierárquica orientada à entrega do trabalho a ser executado pela equipe do projeto para atingir os objetivos do projeto e criar as entregas necessárias. Ela organiza e define o escopo total do projeto.”

Assim, a EAP consiste em subdividir e estruturar as entregas do projeto em partes menores, gerando mais facilidade no seu gerenciamento. Um dos grandes problemas em gerir um projeto é identificar o que realmente faz parte do seu escopo ou não. Nesse sentido, a EAP se apresenta como uma excelente ferramenta para auxiliar no gerenciamento do escopo.

Vejamos um exemplo de cobrança da banca:

SLU-DF (2018)

“Com base no PMBOK (Project Management Body of Knowledge), julgue o item que se segue.

Na estrutura analítica do projeto (EAP), a equipe de gerenciamento de projetos deve fazer o detalhamento do escopo total do trabalho previsto no projeto, de forma a permitir a visualização das entregas ou dos produtos e a facilitar o gerenciamento do projeto.”

Afirmativa correta. A EAP faz parte do gerenciamento do escopo do projeto. Perceba que a EAP trabalha justamente para facilitar a visualização das entregas do projeto, facilitando o seu gerenciamento.

Perceba, por fim, que a EAP não se presta a detalhar todas as atividades do projeto, mas se refere aos trabalhos, que são o resultado dessas atividades, e não às atividades propriamente ditas. Segundo o PMBOK, “no contexto da EAP, o trabalho se refere a produtos de trabalho ou entregas que são o resultado da atividade e não a atividade propriamente dita.”

Etapas – ciclo de vida do projeto

Trataremos, agora, sobre o ciclo de vida do projeto, tema basilar de Gestão de Projetos para a SEFAZ-CE.

O ciclo de vida do projeto, como o nome sugere, representa as fases pelas quais o processo passa, desde o seu início, até a sua conclusão. É necessário que este ciclo de vida seja flexível, para dar conta das inúmeras variáveis com as quais lida o projeto.

O ciclo de vida do projeto é gerenciado por meio dos processos de gerenciamento do projeto. Veremos mais detalhes na questão a seguir.

MPC-PA (2019)

“Conforme o guia PMBOK, acompanhar o desempenho dos membros da equipe do projeto e fornecer feedback faz parte do grupo de processos

A) monitoramento e controle.

B) execução.

C) gerenciamento de recursos.

D) planejamento.

E) gerenciamento do escopo.”

O gabarito é a letra B. Os grupos de gerenciamento de processos, conforme o PMBOK, são:

  • Iniciação – buscam definir um novo projeto ou uma nova fase de um projeto existente, através da obtenção de autorização para iniciar o projeto ou fase.
  • Planejamento – buscam definir o escopo do projeto, refinar os objetivos e definir a linha de ação necessária para alcançar os objetivos para os quais o projeto foi criado.
  • Execução – utilizados para concluir o trabalho definido no plano de gerenciamento do projeto para satisfazer os requisitos do projeto.
  • Monitoramento e Controle – são processos exigidos para acompanhar, analisar e controlar o progresso e desempenho do projeto, identificar quaisquer áreas nas quais serão necessárias mudanças no plano, e iniciar as mudanças correspondentes.
  • Encerramento – São realizados para concluir ou fechar formalmente um projeto, fase ou contrato.

O detalhe da questão é o seguinte: acompanhar o desempenho dos membros da equipe do projeto e dar feedback faz parte do processo “Gerenciar a equipe”, que faz parte dos grupos de processos de execução.

Gerenciamento de custos do projeto

Neste último tópico do nosso resumo de Gestão de Projetos para a SEFAZ-CE, falaremos sobre o gerenciamento dos custos do projeto. Trata-se de tema recorrente na Cebraspe.

O PMBOK traz 10 áreas de conhecimento em gerenciamento de projetos: integração; escopo; cronograma; custos; qualidade; recursos; comunicações; riscos; aquisições; e partes interessadas (stakeholders).

Destas, a mais cobrada pela Cebraspe é a de gerenciamento de custos, que se encarrega de trabalhar para que o projeto termine dentro do orçamento aprovado.

Vejamos como a banca cobra o tema:

SEFAZ-AL (2020)

“Enquanto o processo estimar os custos define os recursos monetários necessários para executar o trabalho do projeto, o processo determinar o orçamento agrega os custos estimados de pacotes de trabalho para estabelecer uma linha de base dos custos autorizada.”

Afirmativa correta. Conforme o PMBOK, os processos de Gerenciamento dos Custos do Projeto são:

  • Planejar o Gerenciamento dos Custos – O processo de definir como os custos do projeto serão estimados, orçados, gerenciados, monitorados e controlados.
  • Estimar os Custos – O processo de desenvolver uma aproximação dos recursos monetários necessários para terminar o trabalho do projeto.
  • Determinar o Orçamento – Processo que agrega os custos estimados de atividades individuais ou pacotes de trabalho para estabelecer uma linha de base dos custos autorizada.
  • Controlar os Custos – O processo de monitoramento do status do projeto para atualizar custos e gerenciar mudanças da linha de base dos custos.

Veja como esta cobrança se repete:

ME (2020)

“A respeito de gerenciamento de projetos, julgue os itens a seguir, com base no PMBOK 6.a edição.

O gerenciamento de custos do projeto é dividido nas fases de planejamento, estimativa, determinação do orçamento e controle.”

Correta, conforme vimos na questão anterior.

Conclusão

Chegamos ao fim do nosso resumo sobre Gestão de Projetos para a SEFAZ-CE. Como sempre frisamos, nossos resumos trabalham em conjunto com o material teórico e a resolução de muitas questões sobre o tema.

Além disso, vale, também, se familiarizar com os principais tópicos do PMBOK, além de ler o nosso Guia Definitivo de Gestão de Projetos para concursos (apresentado na introdução deste artigo).

Abraços e bons estudos!

Paulo Alvarenga

https://www.instagram.com/profpauloalvarenga/

Referências:

PMI – Project Management Institute. Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK®) – Sexta Edição. Project Management Institute, 2013

Cursos e Assinaturas

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país!

Assinatura de Concursos

Assinatura de 1 ano ou 2 anos

Sistema de Questões

Assinatura de 1 ano ou 2 anos

Concursos Abertos

mais de 15 mil vagas

Concursos 2021

mais de 17 mil vagas

Posts Relacionados

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *