Concurso Receita Federal: Curso de Formação em pauta (NOVIDADES)
Coordenação

Concurso Receita Federal: portaria destina 100 vagas à reversão de inativos

Concurso Receita Federal (RFB) – Informações Atualizadas

Nesta notícia você fica por dentro das informações sobre o próximo Concurso Receita Federal. Salve-a nos favoritos do seu navegador e retorne de tempos em tempos para saber dos últimos acontecimentos sobre o tão esperado certame da RFB.

100 VAGAS PARA REVERSÃO DE INATIVOS

Foi publicada em 25/01/2018, no Diário Oficial da União, a Portaria RFB 97/2018. Este instrumento destinou 100 vagas à reversão de inativos, sendo 50 vagas para Auditor-Fiscal e 50 vagas para Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil. Vale lembrar que a reversão é o retorno à atividade do servidor aposentado. Este retorno pode ocorrer no interesse da administração, como prevê o art. 25, II, da Lei 8.112/1991.

Veja a seguir a íntegra da Portaria publicada pela Receita Federal:

concurso receita federal

REGULAMENTAÇÃO DA INDENIZAÇÃO DE FRONTEIRA PARA A RECEITA FEDERAL

O presidente Michel Temer assinou um decreto regulamentando a indenização diária a servidores da Receita Federal que trabalham em locais de fronteiras do Brasil e mais outras quatro carreiras: Policial Federal, Policia Rodoviária Federal, Auditores do Trabalho e Auditores Fiscais Agropecuários.

Em 20 de dezembro foram publicadas portarias definindo os Municípios considerados localidades estratégicas para fins da Lei nº 12.855, de 2 de setembro de 2013 (que institui a indenização), no âmbito de cada órgão.

Esta indenização diária está para ser regulamentada desde 2013  com o intuito de estimular os servidores a trabalharem nessas áreas de fronteira, regiões consideradas inóspitas.

O adicional de fronteira será de R$ 91,00 por dia trabalhado durante a semana –  não serão contabilizados os fins de semana –  podendo chegar a um acréscimo de R$ 2 mil reais líquidos à remuneração ao final de 22 dias trabalhados.

Após a regulamentação, o valor deverá ser depositado a partir de janeiro de 2018.

Confira abaixo a portaria que define os Municípios considerados para o órgão da Receita Federal:

Revisões para o Concurso Receita Federal –  Saiba como fazer

O Estratégia Concursos realizou no dia 5 de dezembro, uma Aula Gratuita com um tema que pode te ajudar muito na sua preparação para o Concurso Receita Federal. Como fazer revisões para a RFB?

 

Pesquisa busca melhorias no Curso de Formação da Receita Federal 

A Receita Federal do Brasil realizou  uma pesquisa interna entre os servidores do órgão fiscal na tentativa de buscar melhorias ao Curso de Formação, etapa que passou a ser obrigatória no Concurso Receita Federal.

Vale lembrar que, segundo um acordo assinado ainda este ano, o Curso de Formação da Receita Federal voltará a ser uma etapa obrigatória, de caráter eliminatório, na realização do próximo concurso da Receita Federal.

Embora sejam apenas indícios, esta informação denota que o órgão está se movimentando para organizar o próximo concurso público da Receita Federal.

 

Como funciona o curso de formação da RFB?

Até o concurso Receita Federal, edição de 2009, o curso de formação era uma etapa do concurso público, além das provas objetivas e discursivas. Segundo o professor Arthur Lima, aprovado para o cargo de Auditor-Fiscal da Receita Federal na época, embora seja eliminatório, “o curso de formação é relativamente tranquilo”.

Confira abaixo o depoimento dele:

“Se você conseguiu passar nas provas da primeira etapa, o nível das provas do curso de formação nem se compara… por outro lado, o curso de formação é uma excelente oportunidade para você conhecer a sua turma, fazer amigos, conhecer bem a instituição na qual você está entrando. No meu ano esse curso tomou cerca de 40 dias, e durante este período recebemos uma “bolsa” que corresponde a metade do salário inicial do cargo. Ninguém foi reprovado. O único “stress” do curso de formação é o fato de não haver segunda chamada de prova, ou seja, você precisa comparecer em todas as provas no dia correto (afinal, é uma etapa do concurso). Nada de ficar doente, perder o horário, passar mal etc. E há também um controle de faltas que é levado bastante a sério. Eu gosto muito de pedalar, e havia trazido minha bicicleta para Brasília para andar por aqui durante o curso de formação. Quando eu vi essas questões, deixei a bicicleta bem guardada, para não correr o risco de me acidentar e colocar tudo a perder :)”

Em 2012 e 2014 o curso de formação deixou de ser etapa do concurso. Como parte da última negociação salarial, a realização do curso de formação voltou a ser obrigatória, como uma etapa eliminatória do concurso público. O que isto muda no seu planejamento de estudos? NADA.

Nova MP pode adiar reajuste salarial para 2019

Anteriormente, em junho, a MP 765 foi aprovada pelo Senado e após ter passado pela Câmara dos Deputados, foi convertida em lei. Em de julho, esta lei foi sancionada e publicada no DOU, passando a valer a partir daquele momento!

Esta lei elevou a tabela salarial e reduziu o número de níveis necessários para se atingir o teto remuneratório da carreira. Além disso, criou o bônus de eficiência, que se trata de uma remuneração variável. Na redação original da MP, este bônus seria composto pela distribuição dos valores arrecadados pelas multas e leilões de mercadorias apreendidas pela Receita Federal.

Na Lei aprovada pelo Congresso, entretanto, o bônus não foi vinculado a esta arrecadação, ficando pendente de futura regulamentação. Enquanto não for regulamentado, os Auditores-Fiscais devem ganhar um bônus de R$3.000,00 por mês e os Analistas-Tributários receberão R$1.800,00 mensais.

Com o aumento salarial aprovado no Congresso, o teto da carreira de Auditor-Fiscal seria, em 2019, de R$ 27.303,62 (que, somado aos 3.000 reais de bônus, ultrapassa R$ 30.000,00). E o teto da carreira de Analista-Tributário seria de R$ 16,276,05 em 2019 (que, somado aos 1.800 reais de bônus, chega a quase R$ 18.200,00).

Entretanto, em outubro, foi publicada a Medida Provisória 805 pelo presidente Michel Temer. O texto, que já entrou em vigor e será analisado pelo Congresso Nacional, aumenta a alíquota da contribuição previdenciária de 11% para 14%, para valores acima de R$ 5.531,31. Ou seja, se o servidor ganha R$ 6,5 mil, a nova tributação incidirá apenas sobre R$ 1 mil.

O texto explica que a alíquota de 14% não se aplica a quem tiver ingressado no serviço público até a data da publicação do ato de instituição do regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de cargo efetivo e que opte por aderir ao regime de previdência complementar.

Outro problema é que a Medida Provisória adia de 2018 para 2019 os reajustes salariais de servidores públicos da União. De acordo com o MPOG, a suspensão do repasse de reajuste atingirá as categorias mais bem remuneradas, que anteriormente haviam acordado os aumentos para um período de 04 anos.

Entre as carreiras que podem ficar sem revisão do contracheque estão os diplomatas, policiais federais e funcionários DA RECEITA FEDERAL.

Veja abaixo a nova remuneração RFB após a MP 805:
Além destes cargos, a lei altera a remuneração dos demais servidores federais como: Carreiras diplomáticas, Auditor Fiscal do Trabalho, Peritos Previdenciários, Médicos da Suframa, Cargos do DNIT, entre outros que você pode conferir clicando aqui! 

Estude com Estratégia para o Concurso RFB

Conforme prometido no aulão de análise avançada das matérias da RFB, o professor Túlio Lages disponibilizou gratuitamente o eBOOK com um levantamento estatístico de todas as matérias, em relação a tudo que a ESAF cobrou nos últimos 5 anos. Classificamos cada uma das questões por assunto, dentro de cada matéria.

Se você não assistiu ao aulão, é interessante que dê uma conferida, para entender como utilizar as informações do eBOOK. A reprise do aulão pode ser acessada ao final desta matéria. Baixe os eBOOKS e estude com estratégia!

Ebook Gratuito-RFB-Estatisticas

Quando sai o edital do Concurso Receita Federal? Qual a atual situação do concurso? O edital está demorando muito para sair: vale a pena continuar estudando para a Receita? O que mudou desde a última seleção? Preciso de dicas: como posso continuar os meus estudos?

São muitas dúvidas e nossos professores estão focados em responder a todos os seus questionamentos. Confira a como foi a Semana Especial RFB.

    • Semana RFB – Como vencer a procrastinação?

Resumos, Revisões, Marcações e Mapas Mentais

Todas essas dicas você vai poder conferir nesta Aula Gratuita com o Coach para Concursos Públicos, o professor Luís Eduardo.

 

Vale a pena continuar estudando?

Foi a essa pergunta que os professores do Estratégia Concursos responderam durante uma Aula Ao Vivo e Gratuita. Apesar de todos os rumores em volta do próximo concurso Receita Federal, sabemos que uma hora ou outra o edital será publicado, e quando essa hora chegar, você deve estar preparado!

Então, decidimos fazer uma Análise Completa do concurso e você não pode perder isso. Depois de termos alcançado o melhor resultado do país no último concurso da RFB (62% dos Auditores e 70% dos Analistas nomeados), estamos cada vez mais ansiosos para um novo edital.

Por isso, não mediremos esforços para ajudar você a alcançar o sonho de ser um servidor da Receita. Por isso, decidimos fazer um Raio-X do concurso da RFB, em que nossos especialistas da área irão analisar o andamento do certame e tudo o que você precisa saber para garantir sua vaga quando o edital for publicado.

Vale a pena continuar estudando? Saiba a resposta no vídeo abaixo!

Raio-X Receita Federal em PDF

Raio-X – RFB – Baixe Aqui!

Pedido de novo Concurso

Já era sabido que há no Ministério do Planejamento (MPOG) um pedido de concurso feito pelo Ministério da Fazenda, como pode ser visto na imagem do protocolo (abaixo). O próprio Ministério do Planejamento já havia confirmado ao Estratégia que, neste pedido, estão contempladas vagas para Auditor-Fiscal e Analista-Tributário da Receita Federal. O pedido foi protocolado no dia 25 de maio, no MPOG. O documento já chegou à Divisão de Concursos Públicos do órgão e está sob análise.

Agora se sabe que, neste pedido, foram solicitadas:

  • ​ 630 vagas para Auditor-Fiscal da Receita Federal;
  • 1453 vagas para Analista-Tributário da Receita Federal;
  • várias vagas para outras carreiras do Ministério da Fazenda (quadro próprio do Ministério, CVM, SUSEP e PREVIC).

Como tem se repetido em concursos anteriores, é improvável que o MPOG autorize a contratação de um volume tão elevado de Auditores e Analistas, e sim uma quantidade inferior. De qualquer forma, o fato é que há grande chance de ocorrência de um concurso em 2018 para os quadros da Receita Federal do Brasil. Vale lembrar que os vencimentos iniciais do Analista e de Auditor, atualizados depois que a MP-765 que foi convertida em lei, são de R$11.132,21 e R$19.669,01, respectivamente.

concurso Receita Federal

Reciclagem para a Receita Federal

Você confere a seguir, os vídeos das aulas gratuitas dos Professores do Estratégia Concursos na Reciclagem Geral da Receita Federal:

Último concurso Receita Federal

O último concurso para o cargo de Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil (AFRFB) foi realizado em 2014 e ofereceu 278 vagas. Para Analista-Tributário o certame foi em 2012, e teve 750 vagas, sendo 700 para a área geral e 50 destinadas à área de informática. Além das vagas iniciais, foram chamados mais 100% de excedentes, dobrando o número de convocações.  A banca organizadora dos concursos da RFB é a Escola de Administração Fazendária (Esaf).

Concurso Receita Federal – Informações que você precisa saber:

Como foi o último concurso Receita Federal?

O último concurso para o cargo de Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil (AFRFB) ocorreu em 2014 e ofereceu 278 vagas. Veja na imagem abaixo quais foram os últimos certames e as vagas oferecidas para o cargo de Auditor-Fiscal:

vagas-concurso-rfb

É interessante saber que, desde o concurso de 2009, a Receita Federal tem nomeado sempre uma quantidade superior ao número de vagas inicial. São os chamados “excedentes” do concurso. Em 2009, além dos 450 nomeados inicialmente, foram chamados mais 50%, de modo que o total de nomeados chegou perto de 700.

Em 2012 o número de excedentes foi pequeno, pois apenas 252 pessoas conseguiram fazer todas as notas mínimas para não serem excluídas do certame. Essas 252 pessoas acabaram sendo todas nomeadas de uma vez. Já em 2014, além dos 278 AFRFBs nomeados inicialmente, foram chamados mais 100%, ou seja, dobrou-se o número de vagas.

O último concurso para o cargo de Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil (ATRFB) ocorreu em 2012, e teve 750 vagas, sendo 700 para a área geral e 50 destinadas à área de informática. Além das vagas iniciais, foram chamados mais 100% de excedentes, dobrando o número de convocações.

Qual é a nota de corte para ser aprovado no concurso RFB?

Como você deve imaginar, a nota de corte varia bastante de um concurso para outro. Afinal de contas, o nível de dificuldade da prova varia também. Veja no gráfico abaixo a evolução das notas dos aprovados nos 3 últimos concursos Auditor-Fiscal.

Neste gráfico você tem a nota do 1º colocado de cada concurso, além dos classificados nas posições 50, 150 e 250. Além disso, é apresentada a nota de corte para ser aprovado dentro das vagas originais, e a nota de corte para ser aprovado dentro do grupo de excedentes:

Concurso Receita Federal Notas

Como se observa, o concurso de 2012 foi aquele que apresentou menor nota de corte (65%), enquanto o de 2009 foi o que teve maior nota (81%). Segundo o prof. Arthur Lima, que analisou estes concursos, dois fatores puxaram a nota de corte de 2009 para cima: as provas objetivas não foram tão difíceis e, principalmente, a prova discursiva teve um peso muito elevado na nota final (36%).

Como as notas da prova discursiva tendem a ser mais altas, isto naturalmente eleva o corte do concurso. Já em 2012, a prova objetiva foi muito pesada, em particular em algumas disciplinas. Desta forma, muitos candidatos foram eliminados, pois no concurso Receita Federal cada uma das disciplinas exige uma nota mínima. Quem conseguiu fazer a nota mínima em todas as provas foi aprovado e nomeado. 

Como é a concorrência do Concurso Receita Federal?

Analisando os 3 últimos concursos para Auditor-Fiscal da Receita Federal, nota-se que a concorrência é sempre superior a 100 candidatos por vaga: foram 115 por vaga em 2009, 104 em 2012 e 125 em 2014. Ocorre que essa concorrência cai bastante quando se analisa mais a fundo. Em 2014, por exemplo, menos da metade dos 68.540 candidatos inscritos no concurso Receita Federal compareceram para fazer a prova: apenas 31.943 estavam presentes.

Assim, a concorrência de 125 candidatos por vaga caiu para 58 candidatos por vaga. Destas pessoas que compareceram, a grande maioria foi eliminada por não ter conseguido a nota mínima em alguma das provas. Apenas 804 candidatos fizeram o mínimo em todas as disciplinas! Isto fez com que a concorrência despencasse para apenas 1,4 candidato por vaga. Acompanhe esta evolução no gráfico abaixo:

concurso Receita Federal candidatos

Segundo o prof. Arthur Lima, esta análise demonstra que, na prática, o candidato concorre apenas consigo mesmo. Caso ele realize uma preparação adequada, cobrindo bem todas as matérias para evitar ser eliminado pelo critério de nota mínima por disciplina, as chances de ser aprovado e nomeado crescem significativamente.

Quais são as disciplinas cobradas no edital RFB?

No quadro abaixo você pode visualizar a comparação entre as disciplinas exigidas para os cargos de Auditor-Fiscal e Analista-Tributário da Receita Federal. Veja em vermelho as disciplinas cobradas somente para o cargo de Auditor:

concurso receita federal

Vale ressaltar que esta é uma abordagem simplificada. Dentro de cada matéria podem existir algumas pequenas diferenças entre os dois cargos. Por exemplo, na disciplina Raciocínio Lógico-Quantitativo, os tópicos de Estatística Inferencial são cobrados apenas para o cargo de Auditor-Fiscal.

De qualquer forma, a comparação acima pode servir como um guia para os estudos daquelas pessoas que pretendem se preparar para os dois cargos. É recomendado iniciar os estudos pelas disciplinas comuns aos dois cargos, deixando aquelas que caem somente para o cargo de Auditor para uma fase mais avançada do estudo.

Quais são as notas mínimas para não ser eliminado no concurso Receita Federal?

Em cada uma das disciplinas do concurso Receita Federal é preciso acertar, pelo menos, 40% das questões. Assim, nas disciplinas com 10 questões, é preciso acertar pelo menos 4. Naquelas com 15 questões, é preciso acertar 6, e naquelas com 20 questões, é preciso acertar 8. Esta é a característica do concurso Receita Federal que mais reprova candidatos bem preparados.

Muitas vezes o candidato está bem na maioria das disciplinas, e consegue uma nota geral muito boa, que o colocaria entre os primeiros do concurso. Entretanto, se ele falhar em uma única disciplina, não atingindo o mínimo previsto, a eliminação do concurso é inevitável.

O prof. Arthur Lima ressalta que esta característica precisa ser levada em consideração no planejamento dos estudos para a Receita Federal. Ele exemplifica com a sua disciplina: “embora Raciocínio Lógico tenha um peso muito pequeno na nota final, menos de 5%, esta disciplina é responsável pela eliminação de muitos candidatos. Muitos candidatos são aprovados no limite, isto é, tendo feito apenas o mínimo.”

Veja na tabela abaixo que, dos aprovados no concurso de 2014, 172 fizeram a nota mínima em Legislação Tributária, 125 fizeram o mínimo em Direito Administrativo, e 61 ficaram no limite em Raciocínio Lógico:

concurso receita federal

Análise Avançada – Saiba o que cai nas provas da Receita!

Qual a importância da prova discursiva no concurso Receita Federal?

A prova discursiva é responsável por grandes alterações no resultado final do certame. Isto ocorre porque, em regra, os candidatos bem preparados ficam com notas muito próximas nas provas objetivas. Assim, como nas provas discursivas as notas tendem a variar mais, elas acabam sendo responsáveis por fazer alguns candidatos subirem muitas posições, e outros perderem muitas posições.

Na tabela abaixo, veja o desempenho de dois candidatos aprovados no concurso de 2014. Ambos tiveram a mesma nota na prova objetiva (151 pontos). Entretanto, um deles foi mal na prova objetiva (candidato A), e saiu fora das vagas originais do concurso, ficando na posição 461 (excedente). Por outro lado, o que foi bem na prova discursiva conseguiu ficar na posição 72, dentro das vagas originais. São quase 400 posições de diferença entre os dois!

concurso receita federal

Sobre o cargo de Auditor-Fiscal e remuneração:

Acesse aqui matéria completa feita pelo Professor Arthur Lima destinada ao cargo de Auditor Fiscal e entenda como funciona essa carreira, remuneração, atribuições e como se praparar para este concurso!

Tão logo surjam novidades a respeito da tramitação deste projeto de lei, informaremos neste artigo. Assim, salve o link nos seus favoritos, caso pretenda acompanhar essas notícias em primeira mão.

♦Informações do Concurso Anterior
►Ano: 2012 e 2014
►Edital: Auditor Fiscal   // Analista Tributário // Assistente-Técnico Administrativo// Analista Administrativo
►Banca: Escola de Administração Fazendária (www.esaf.fazenda.gov.br)

♦Informações do Próximo Concurso
►Data prevista: 2017 ou 2018
►Lotações:Diversos Estados do Brasil
►Remuneração inicial:  Assistente-Técnico Administrativo: R$ 3.756,82 /  Analista Administrativo: R$ 4.969,02/  Analista Tributário: R$ 11.181,24 (jan/2018, sem bônus) / Auditor Fiscal: R$ 20.123,53 (jan/2018, sem bônus).
►Banca: ESAF
►Edital: a ser publicado
►Escolaridade: Ensino médio e Ensino Superior
►Análise de edital: EDITAL RECEITA FEDERAL: HISTÓRICO E ANÁLISE

 Simulado RFB

Se você não participou, que tal baixar gratuitamente as duas provas, resolver as questões e assistir as correções? 

O Simulado RFB, foi um evento teste para quem se prepara para o concurso Receita Federal. Se você não foi bem, ainda dá tempo para corrigir falhas e aprimorar suas habilidades até a aplicação da prova.

São 80 questões de Conhecimentos Gerais, e 80 questões de Conhecimentos Específicos.

Na prova de Conhecimentos Gerais, Foram cobrados conhecimentos nas áreas de Português, Língua Estrangeira, Raciocínio Lógico, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Administração Geral e Administração Pública.

Já a prova de Conhecimentos Específicos, continha questões de Direito Tributário, Direito Previdenciário, Contabilidade Geral, Auditoria, Comércio Internacional e Legislação Aduaneira.

Contabilidade  / Contabilidade / Auditoria

Português  / Inglês  / Espanhol

Direito Constitucional / Direito Administrativo / Direito Tributário / Direito Previdenciário

Administração Geral e Pública / Administração Pública / Legislação Tributária

Raciocínio Lógico  / Legislação Aduaneira / Comércio Internacional


Como iniciar os estudos para o concurso Receita Federal?

Para iniciar os seus estudos, o Estratégia Concursos preparou alguns materiais gratuitos para a Receita Federal. Em primeiro lugar, conheça o nosso projeto 200 dicas Receita Federal. Como o nome diz, são 200 vídeos com dicas gratuitas de todas as disciplinas do concurso RFB. O primeiro vídeo da série é este:

Os demais podem ser acessados clicando aqui.

Você tem dificuldade com Raciocínio Lógico e Matemática? Veja neste vídeo como fazer para estudar esta disciplina para a Receita Federal e evitar ser eliminado pelo critério de nota mínima:

O Estratégia Concursos já lançou cursos completos para o próximo concurso Receita Federal. Para conhecê-los, acesse:

CURSO PARA CONCURSO RECEITA FEDERAL – AUDITOR-FISCAL

CURSO PARA CONCURSO RECEITA FEDERAL – ANALISTA-TRIBUTÁRIO

Conheça ainda o Raio-X da Receita Federal, material gratuito elaborado pelos professores do Estratégia com uma análise estatística de cada uma das disciplinas, mostrando o que é mais cobrado e o que é menos exigido nas provas da Receita Federal:

raioX-RFB

Quer mais material gratuito? Veja a nossa Apostila 5000 questões ESAF:

apostila receita federal

Onde encontro mais informações sobre o concurso Receita Federal?

Nós disponibilizamos aqui no Estratégia mais dois artigos muito interessantes para quem pretende se preparar para o próximo concurso da RFB. Neste aqui o prof. Arthur Lima, que é Auditor-Fiscal da Receita Federal, conta sobre como é a carreira, dando detalhes sobre como é o dia-a-dia de trabalho:

AUDITOR-FISCAL DA RECEITA FEDERAL: CONHEÇA MINHA CARREIRA

Neste artigo abaixo o prof. Ali Jaha, que também é Auditor da Receita, apresenta informações adicionais sobre o próximo edital:

EDITAL RECEITA FEDERAL: HISTÓRICO E ANÁLISE

Bons estudos para o concurso Receita Federal!

Assessoria de Comunicação – Estratégia Concursos

[email protected]

Compartilhe:

Artigos Relacionados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Vídeos Relacionados
Depoimentos dos Aprovados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.