Concurso Público – 5 Técnicas de Estudo para Estudar Mais e Melhor
Área Fiscal

Concurso Público – 5 Técnicas de Estudo para Estudar Mais e Melhor

Nunca é demais conferir as novidades, conhecer novas técnicas de estudo entre aqueles que desejam ser aprovados em um Concurso Público. Selecionei a seguir 5 dicas de estratégias para estudar mais e melhor e ter mais produtividade na sua preparação. Confira!

1) Estudar o conteúdo original das disciplinas – Como fazer?

Antes de você partir para os exercícios, resumos e revisões, e conhecer técnicas de estudo mais aprofundadas, é preciso compreender amplamente o conteúdo da disciplina e solucionar as suas dúvidas. É muito comum que o concurseiro faça uma leitura prévia e outra mais aprofundada com a intenção de compreender e reter estas informações.

Não dá para negligenciar esta sua primeira fase de estudos. É possível, quando há muita demanda para ler, adotar técnicas de leitura dinâmica, e há várias delas. Veja nesta matéria algumas dicas para você usar bem o seu tempo de leitura.

E sobre os conteúdos das disciplinas: é melhor imprimir ou estudar pelo computador? Esta é uma dúvida clássica entre os concurseiros. Respondi neste vídeo. Dê uma olhada e se inscreva no canal do Youtube para receber todas as semanas novas dicas:

2) Marcação de texto

A velha marcação de texto, que você provavelmente usava na escola, é uma ferramenta simples, mas muito eficaz, de estudo. É uma das técnicas de estudo mais básicas. Ela serve para destacar os pontos centrais do conteúdo, servindo ainda como base para leituras posteriores, confecção de resumos e até mesmo na revisão. Há várias maneiras e esquemas de marcação de texto e você mesmo pode criar uma lógica no seu material. É mais um recurso para lidar com o conteúdo escrito.

– Lembre-se que o importante não é apenas colorir com caneta marcadora as partes que você mais gostou, mas as que serão mais relevantes para o seu entendimento.

– Você pode usar diferentes cores para diferentes funções. Por exemplo, amarelo para as partes principais e definições de assuntos; verde para os desdobramentos destas definições; e azul para destaques e assuntos periféricos.

3) Organização de resumos

Não importa se você escreve os seus resumos à mão ou os digitaliza, a minha dica é que você mesmo faça os seus resumos – já que o resumo é um recurso de compreensão e memorização – e quer tenha sempre impresso para consultar quando for preciso. Se preferir manter apenas a versão digital, é uma questão de gosto. Mas acho importante ter o resumo juntamente com os demais materiais.

Há duas formas de armazenar os seus resumos. É importante saber que você terá muitos resumos em poucos meses e é necessário ter organização e fazer a gestão destas informações.

1) Manter os resumos justamente com o material de cada assunto. Por exemplo, se você tem uma apostila de Direito Constitucional, mantenha os resumos, revisões, simulados e exercícios juntos com este material.

2) Fazer a junção de todos os resumos, separando-os por módulos, disciplinas e assuntos. Neste caso, você pode inclusive encadernar os resumos e organizá-los, indicando as páginas de origem destas informações. Se fizer resumos por fichas é só adquirir um fichário e organizá-las.

4) Gestão do tempo

Ao adotar uma metodologia de estudo, isso já implica em gerir o seu tempo útil ao longo do dia – de estudo e das suas atividades cotidianas. Mas talvez seja preciso ser mais enfático na divisão do tempo para cada disciplina. Uma técnica que sugiro que você teste pelo menos uma vez na vida é a Técnica Pomodoro.

A Técnica Pomodoro foi criada no fim da década de 1980, e se baseia na ideia de que fluxos de trabalho ou estudo podem ser divididos em blocos para melhorar a agilidade do cérebro e estimular o foco. Tem este nome por causa de um famoso timer de cozinha no formato de tomate (em italiano, Pomodoro). Cada bloco de estudo tem um período contínuo de 25 minutos como sendo o tempo ideal.

Neste período, você imerge na disciplina: faz a sua leitura, tira dúvidas, faz resumos, etc. Um concurseiro pode usar blocos de 25 minutos para cada matéria e, com o tempo, pode até diminuir esta margem de tempo. É uma técnica de foco total, com intervalos de 5 minutos de descanso. Isso dará disciplina aos seus estudos e apresentará mais resultados em pouco tempo. A dica é dedicar-se sempre a um conteúdo por vez. Se a matéria for grande ou complexa, divida o assunto por mais de um ciclo Pomodoro.

5) Revisar, revisar e revisar

Sem a revisão, você não chega à aprovação. É preciso organizar este processo e saber quais as técnicas de estudo que funcionam mais. Produzi um vído sobre isso. Confira a seguir:

Outras dicas de técnicas de estudo

Entre em contato por e-mail e solicite gratuitamente o e-book Manual do Concurseiro Inteligente. Lá você terá várias dicas de ferramentas e metodologia de estudos, dicas sobre mensuração da eficiência e um pouco sobre como iniciar seus estudos de forma assertiva. Aproveite!

Um abraço e bom estudos!!!

YOUTUBEhttps://www.youtube.com/channel/UCh-km30_BE0F0fuIaZW3Gjw

FACEBOOKhttps://www.facebook.com/coach.thiagocabral

INSTAGRAMhttps://www.instagram.com/coach.thiagocabral/

Quer ser meu coachee ou conhecer uma pouco mais a carreira de Auditor Fiscal? É só avisar a equipe do Estratégia quando fizer a matrícula! :)

Posts Relacionados

Thiago Cabral

Thiago Cabral

AUDITOR FISCAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA (ICMS-SC), aprovado no concurso de 2010. Bacharel em Direito pela Universidade Sociedade Educacional de Santa Catarina – UNISOCIESC. Pós-graduado em Direito Tributário.  Atua como coach profissionalmente na preparação de concursando desde 2015. Ex-oficial da Marinha graduado pela Escola Naval/RJ. Começou sua carreira de “concurseiro“ em 1997 quando foi aprovado no Concurso para o Colégio Naval AOS 15 ANOS DE IDADE! Aprovado também no concurso para o cargo de Analista da Secretaria de Fazenda do Estado de São Paulo (2009). É comum ouvirmos que estudar para concursos públicos é uma tarefa árdua e cansativa e que muitos acabam desistindo. Que é preciso muito anos de estudo, além de diversos cursinhos. Em regra, é um caminho bem difícil a ser trilhado. Para seguir firme no propósito até o final, é indispensável ser DETERMINADO e manter-se MOTIVADO. Gostaria de compartilhar o que aprendi durante os meus anos de estudo, pois um projeto de aprovação em concurso público requer muita determinação, motivação e persistência. No Coaching do Estratégia, tenho como missão pessoal transmitir o máximo da minha experiência em concursos para meus coachees, dando dicas para aperfeiçoar seus estudos e te fazer sair na frente de muitos concorrentes. Conte comigo!!! Bons estudos!!!  

Veja os comentários:

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados