3

Cargos da Prefeitura do Recife: conheça os cargos oferecidos no concurso de 2018

Cargos da Prefeitura do Recife

Cargos da Prefeitura do Recife

Está estudando para o concurso da Prefeitura do Recife ou pensando em fazer esse concurso? É importantíssimo conhecer os cargos que serão preenchidos no certame. Vamos ver agora em detalhes quais são os cargos da Prefeitura do Recife!

Meu nome é Paulo Guimarães, sou professor de Legislação Específica e de mais algumas matérias aqui no Estratégia, e pernambucano com muito orgulho. Morei 7 anos em Brasília, mas no início de 2018 retornei ao Recife (Ricife, para os mais íntimos…!), e desde então tenho sido procurado por vários candidatos para tirar dúvidas sobre o concurso da Prefeitura do Recife, que teve o edital publicado há alguns dias, especialmente sobre os cargos que são oferecidos no certame.

 

QUAIS SÃO OS CARGOS DA PREFEITURA DO RECIFE?

Os cargos da Prefeitura do Recife de nível superior oferecidos no nosso edital são os seguintes, com os requisitos de formação e quantitativos de vagas.

CARGOESCOLARIDADEVAGAS DE AMPLA CONCORRÊNCIAVAGAS PARA CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIATOTAL DE VAGAS
Analista de Gestão AdministrativaNível superior completo, em curso reconhecido pelo MEC, em qualquer área de formação.090110
Analista de Gestão ContábilNível superior completo em Ciências Contábeis, em curso reconhecido pelo MEC, e registro no Conselho de Classe.040105
Analista de Planejamento, Orçamento e GestãoNível superior completo, em curso reconhecido pelo MEC, em qualquer área de formação.0401 05

 

HISTÓRICO DE CONCURSOS EM PERNAMBUCO

Este é o primeiro concurso para esses cargos da Prefeitura do Recife de nível superior. Esse movimento de valorização dos cargos ligados à gestão começou na gestão do Estado de Pernambuco (o Estado e o Município são governados pelo mesmo partido há vários anos).

Os primeiros concursos estaduais para a área foram promovidos ainda em 2009 (para a Secretaria de Administração), e pouco tempo depois tivermos concursos na área de controle interno (para a então recém criada Controladoria-Geral do Estado). Ao longo dos anos seguintes, a remuneração para esses cargos foi reajustada. Para você ter uma ideia, a remuneração constava no edital de 2009 era de R$2.380,00, e hoje a remuneração inicial dos cargos de nível superior ligados às atividades de gestão e controle interno gira em torno dos R$11.000,00 para quem tem especialização (pós-graduação lato sensu).

 

A CRIAÇÃO DOS CARGOS DA PREFEITURA DO RECIFE

Mas por que estou falando dos cargos estaduais? Veja bem, alguns anos depois disso tudo, o Município do Recife criou “cargos espelho” aos estaduais, nas áreas de gestão e controle interno. O concurso para a área de controle interno saiu relativamente rápido, tendo o edital publicado ainda em 2014. Na época a remuneração divulgada era de R$2.800,00, bem semelhante à remuneração dos cargos estaduais em 2009, não é mesmo!?

A Lei Municipal n. 18.186/2015 reorganizou os cargos da Prefeitura do Recife nas áreas de gestão e controle interno, criando os cargos de Analista de Gestão Administrativa; Analista de Planejamento, Orçamento e Gestão; e Analista de Gestão Contábil, estabelecendo as atribuições específicas de cada um, além de uma nova tabela remuneratória.

Vamos começar pelo vencimento-base desses cargos, que consta na seguinte tabela, por referência:

REFERÊNCIAVENCIMENTO-BASE
13.087,00
23.241,35
33.403,42
43.573,59
53.752,27
63.939,88
74.136,88
84.343,72
94.560,91
104.788,95
115.028,39
125.279,82
135.543,81
145.821,00
156.112,05

 

Além do vencimento-base, temos ainda a Gratificação de Exercício de Atividade e o Adicional de Capacitação Profissional, que são mencionados pelos art. 15 e 16 da Lei n. 18.186/2015.

Art. 15 Fica instituída a Gratificação de Exercício de Atividade das Carreiras de que trata o art. 2º desta Lei, atribuída aos ocupantes dos cargos de Analista de Gestão Administrativa; Analista de Planejamento, Orçamento e Gestão; Analista de Gestão Contábil e Analista de Controle Interno, no percentual de 50% (cinquenta por cento) incidente sobre o vencimento base do servidor.

Art. 16 Fica instituído o Adicional de Capacitação Profissional – ACP devido aos ocupantes dos cargos de trata o art. 2º desta Lei, atribuído na forma definida no art. 17, no percentual de 50% (cinquenta por cento) incidente sobre o vencimento base do servidor.

Cada uma dessas verbas é calculada na base de 50% sobre o vencimento-base, não é mesmo? Isso significa que um servidor dessas carreiras que esteja na referência 1 fará jus à remuneração de R$6.174,00, e na referência 15 fará jus à remuneração de R$12.224,10.

Mas não é só isso!

A Lei Municipal n. 18.504/2018 instituiu ainda a Gratificação de Planejamento e Gestão Administrativa, Contábil e Orçamentária.

Art. 21 Fica instituída a Gratificação de Planejamento e Gestão Administrativa, Contábil e Orçamentária, a ser atribuída no valor de R$ 1.200,00 (mil e duzentos reais) aos ocupantes dos cargos previstos nos incisos I, II e IV do art. 2º, da Lei nº 18.186, de 7 de dezembro de 2015, desde que em efetivo exercício no âmbito do Município do Recife.

Considerando essa gratificação, que tem valor fixo de R$1.200,00, temos um servidor de referência 1 ganhando R$7.374,00 e um servidor de referência 15 ganhando R$13.424,10. Nada mal, não é mesmo!?

Com base em todas essas informações, construí a tabela remuneratória completa.

REFERÊNCIAVENCIMENTO-BASEGRATIFICAÇÃO DE EXERCÍCIO DE ATIVIDADEADICIONAL DE CAPACITAÇÃO PROFISSIONALGRATIFICAÇÃO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO ADMINISTRATIVA, CONTÁBIL E ORÇAMENTÁRIATOTAL
13.087,001.543,51.543,51.200,007.374,00
23.241,351.620,681.620,68 1.200,007.682,70
33.403,421.701,711.701,711.200,008.006,84
43.573,591.786,801.786,80 1.200,008.347,18
53.752,271.876,141.876,14 1.200,008.704,54
63.939,881.969,941.969,94 1.200,009.079,76
74.136,882.068,442.068,44 1.200,009.473,76
84.343,722.171,862.171,86 1.200,009.887,44
94.560,912.280,462.280,46 1.200,0010.321,82
104.788,952.394,482.394,48 1.200,0010.777,90
115.028,392.514,202.514,20 1.200,0011.256,78
125.279,822.639,912.639,91 1.200,0011.759,64
135.543,812.771,912.771,91 1.200,0012.287,62
145.821,002.910,502.910,50 1.200,0012.842,00
156.112,053.056,033.056,03 1.200,0013.424,10

 

QUANTIDADE DE VAGAS

“Ah, professor! São poucas vagas!”

Eu posso dizer a você o que sempre ouvi quando reclamei da quantidade de vagas de um concurso: VOCÊ SÓ PRECISA DE UMA VAGA! Eu sei que ninguém acha que pode passar em um concurso nos primeiros lugares, mas os primeiros lugares de concursos difíceis são seres humanos como você.

Quando fiz o concurso da Controladoria-Geral da União, em 2012, tive uma escolha difícil a fazer: eu poderia fazer o concurso para a área de auditoria, que tinha mais de 100 vagas, ou para a área de prevenção da corrupção e ouvidoria, que tinha apenas 28 vagas, mas cobrava matérias com as quais eu tinha mais afinidade. Terminei fazendo a escolha que parecia mais difícil, e quando foi divulgado o número de inscritos terminei me arrependendo, pois na área de prevenção da corrupção e ouvidoria a concorrência era 10 vezes maior!

Mesmo assim não desanimei, fiz o meu melhor e, quando o resultado saiu, fui surpreendido com o segundo lugar!

Além disso, não temos como dizer de forma definitiva, mas acredito que, pelo fato de a Prefeitura do Recife nunca ter feito concursos para esses cargos, a tendência é a chamada de aprovados muito além dessas vagas. Lembre-se de que o concurso é válido por 2 anos, prorrogáveis por mais 2.

 

O QUE O FUTURO NOS RESERVA?

A tabela que compartilhei com você corresponde à remuneração prevista no nosso edital, mas, como a história dos cargos estaduais nas áreas de gestão e controle interno tende a se repetir, acredito que nos próximos anos teremos remunerações ainda mais interessantes para os cargos da Prefeitura do Recife.

Aposto fortemente que o concurso da Prefeitura do Recife é uma das melhores oportunidades no glorioso estado de Pernambuco nos últimos tempos. Esses novos servidores serão os primeiros especialistas em gestão do município, e aposto que terão muitas oportunidades de exercer funções estratégicas de chefia e assessoramento, além de desempenhar essas nobres funções de gestão.

“Ah, professor! Eu não sou de Pernambuco! Será que vale à pena tentar conquistar um dos cargos da Prefeitura do Recife?”

Claro que vale! Se você tiver perguntas sobre como é morar em Recife ou sobre os cargos oferecidos no concurso da Prefeitura do Recife, por favor deixe nos comentários aqui embaixo, ou me mande lá no instagram. Nos próximos dias escreverei um artigo sobre como é morar nessa cidade caótica que tanto amamos.

Grande abraço e bons estudos!

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *