A TÉCNICA DOS MNEMÔNICOS [MEMORIZAÇÃO DE CONTEÚDO]
Marcel Santos

A TÉCNICA DOS MNEMÔNICOS [MEMORIZAÇÃO DE CONTEÚDO]

Olá, pessoal!

Hoje vamos falar sobre um artifício bastante utilizado pelos concurseiros mais experientes para memorização de conteúdos. Primeiramente, vamos ao conceito básico do termo, dentro, claro, do nosso contexto de estudos para concursos.

O QUE É UM MNEMÔNICO?

Mnemônico consiste na elaboração de suportes como esquemas, gráficos, símbolos, fórmulas, palavras ou frases relacionadas com o assunto que se pretende memorizar. Recorrer a esses suportes promove uma rápida associação e permite uma melhor assimilação do conteúdo.

EFICÁCIA DA TÉCNICA

Muito se discute sobre o alcance dos resultados ao utilizar essa técnica. Alguns professores são taxativamente contra seu emprego porque o aluno ficaria engessado em apenas uma forma de memorizar tal assunto, sem, necessariamente, tê-lo compreendido. Ousamos discordar, respeitosamente, dessa corrente por dois motivos. Primeiro: a quantidade de conhecimento expressa nos conteúdos programáticos dos editais está cada vez mais robusta, exigindo do candidato o domínio de uma quantidade muito significativa de informações.  Segundo: a banca examinadora apenas irá conferir se a ‘bolinha preta’ foi marcada no lugar correspondente à alternativa correta, independentemente do conhecimento teórico por trás disso. E, convenhamos, é isso que vai fazer você ser aprovado ou não!

Dadas as explicações, vamos ao que interessa!

COMO MONTAR OS MNEMÔNICOS?

Abaixo, vou demonstrar e explicar alguns exemplos dessa técnica. Garanto que se algum deles for objeto de cobrança na sua prova, já pode comemorar seu ponto!

Atenção para os termos em negrito, pois são eles que configurarão os mnemônicos.

EXEMPLO 1 – OBJETIVOS DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

Para decorarmos os objetivos fundamentais da RFB, determinados nos incisos de I a IV do artigo 3º da nossa Constituição, devemos lembrar-nos de um menino chamado CONGA, que está estudando muito para não ERRAr nada na PROva. O famoso:

CONGA ERRA PRO!

‘Art. 3º, CF/88 – Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

 I – CONstruir uma sociedade livre, justa e solidária;

II – GArantir o desenvolvimento nacional;

III – ERRAdicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

IV – PROmover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.’

EXEMPLO 2 – ELEMENTOS DO ATO ADMINISTRATIVO

Como eu fiz para decorar os cinco elementos do ato administrativo sem confundir com os seus atributos? Mole! Eu tenho duas tatuagens: nas costas, um OM (um mantra da tradição indiana) e no braço um FFC (Fluminense Football Club). Repararam nas suas iniciais?

F orma

F inalidade

C ompetência

O bjeto

M otivo

FFC – OM

E tem mais; quando tatuei meu OM, fiquei bastante na dúvida entre esse símbolo e outros dois desenhos. Já quando fiz o FFC, não restou dúvida alguma (seria insano tatuar o símbolo do Vasco, correto? hahaha) . Ou seja, eleger o OM foi um ato discricionário (Objeto e Motivo são os elementos discricionários do ato), mas tatuar o FFC foi um ato totalmente vinculado (Forma, Finalidade e Competência são os elementos vinculados do ato).

EXEMPLO 3 – HIPÓTESES DE VACÂNCIA DO CARGO PÚBLICO

Como não cair em pegadinhas das bancas que tentam confundir / inventar hipóteses de vacância dos cargos públicos previstas no artigo 33 da Lei 8.112/90?

Nesse caso, vamos nos imaginar em um término de relacionamento traumático que pode levar a consequências extremas.

APÓS EX, PODE READAPTAR-SE OU PROMOVER O FALECIMENTO.

‘Art. 33.  A vacância do cargo público decorrerá de:

I – exoneração; (EX)

II – demissão; (DE)

III – promoção; (PROMOver)

VI – readaptação; (READAPTAr-se)

VII – aposentadoria; (APÓS)

VIII – posse em outro cargo inacumulável; (POsse)

IX – falecimento. (FALECIMENTO)’

EXEMPLO 4 – CRIMES HEDIONDOS

Esse é nível HARD! Hahaha

Olhem, agora, o que eu inventei para recordar cada hipótese de crime considerado hediondo pelo artigo 1º da Lei 8.072/90:

GENOCÍDIO, UM HOMEM INTEGRANTE DE GRUPO DE EXTERMÍNIO, QUALIFICADO, PORÉM GRAVEMENTE LESADO E QUE LATE, MATOU, PORTANDO ILEGALMENTE UMA ARMA DE FOGO, UMA EX; ESTUPROU OUTRA EX, MENOR, APÓS SEQUESTRÁ-LA E ADULTERAR SEUS REMÉDIOS, FAVORECENDO SUA PROSTITUIÇÃO E CAUSANDO EPIDEMIA COM MORTE.

É a história de um delinquente chamado Genocídio que cometeu os mais bárbaros crimes em sequência, numa macabra empreitada delituosa.

‘Art. 1o São considerados hediondos os seguintes crimes, todos tipificados no  Código Penal, consumados ou tentados:

I – homicídio, quando praticado em atividade típica de grupo de extermínio, ainda que cometido por um só agente, e homicídio qualificado; (um HOMem integrante de GRUPO DE EXTERMÍNIO, QUALIFICADO)

I-A – lesão corporal dolosa de natureza gravíssima e lesão corporal seguida de morte, quando praticadas contra autoridade ou agente descrito nos arts. 142 e 144 da Constituição Federal, integrantes do sistema prisional e da Força Nacional de Segurança Pública, no exercício da função ou em decorrência dela, ou contra seu cônjuge, companheiro ou parente consanguíneo até terceiro grau, em razão dessa condição; (GRAVEMENTE LESADO)

II – latrocínio; (que LATe)

III – extorsão qualificada pela morte; (MATOU, portando ilegalmente uma arma de fogo, uma EX)

IV – extorsão mediante sequestro e na forma qualificada; (estuprou outra EX, menor, após SEQUESTRÁ-LA)

V – estupro; (ESTUPROU outra ex)

VI – estupro de vulnerável; (ESTUPROU outra ex, MENOR)

VII – epidemia com resultado morte; (CAUSANDO EPIDEMIA COM MORTE)

VII-B – falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais; (após sequestrá-la e ADULTERAR SEUS REMÉDIOS)

VIII – favorecimento da prostituição ou de outra forma de exploração sexual de criança ou adolescente ou de vulnerável; (estuprou outra ex, MENOR, após sequestrá-la e adulterar seus remédios, FAVORECENDO SUA PROSTITUIÇÃO)

Parágrafo único.  Consideram-se também hediondos o crime de genocídio e o de posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, todos tentados ou consumados.’ (GENOCÍDIO, um homem integrante de grupo de extermínio, qualificado, porém gravemente lesado e que late, matou, PORTANDO ILEGALMENTE UMA ARMA DE FOGO)

EXEMPLO 5 –NÚMERO DE MEMBROS DE ÓRGÃOS

STF – SOMOS UM TIME DE FUTEBOL

Quantos jogadores possui um time de futebol? ONZE

‘Art. 101, CF/88 – O Supremo Tribunal Federal compõe-se de onze Ministros, escolhidos dentre cidadãos com mais de trinta e cinco e menos de sessenta e cinco anos de idade, de notável saber jurídico e reputação ilibada.’

STJ – SOMOS TODOS JESUS

Com quantos anos Jesus morreu? TRINTA E TRÊS

‘Art. 104, CF/88 – O Superior Tribunal de Justiça compõe-se de, no mínimo, trinta e três Ministros.’

CNJ – COROA NA JOVEM

Pense em uma adolescente comemorando seus QUINZE anos.

‘Art. 103-B, CF/88 – O Conselho Nacional de Justiça compõe-se de 15 (quinze) membros com mandato de 2 (dois) anos…’

TST – TRINTA COM SUPRESSÃO DE TRÊS

Subtraia 3 de 30, temos VINTE E SETE

‘Art. 111-A, CF/88 – O Tribunal Superior do Trabalho compor-se-á de vinte e sete Ministros..’

TSETem SEte

Sem maiores segredos.

‘Art. 119, CF/88 – O Tribunal Superior Eleitoral compor-se-á, no mínimo, de sete membros..’

Reparem que as frases / esquemas / fórmulas que compõem, de fato, o mnemônico, ao serem lidos de forma avulsa por qualquer pessoa, soam estranhos. Por isso, imagine uma situação que faça sentido para que VOCÊ se lembre na hora da prova. Mas atenção, sugerimos não abusar na quantidade de mnemônicos durante a preparação, pois você terá que fazer muitas associações e poderá se confundir. Seja sempre razoável e terá uma poderosa ferramenta nas mãos que irá ajudar muito na aprovação.

Sigam o meu Instagram:

@engenheiro_concurseiro

Quer saber mais sobre como o programa de Coaching do Estratégia pode te ajudar a entrar para o seleto grupo de aprovados? Acesse o link abaixo:

https://www.estrategiaconcursos.com.br/cursosPorConcurso/coaching-382/

Um forte abraço e bons estudos!

Posts Relacionados

Compartilhe:

Marcel Santos

Marcel Santos

Engenheiro Eletricista graduado na Universidade Católica de Petrópolis (UCP), especialista em Engenharia de Produção, atuou como Fiscal de Contratos e Engenheiro de Operações em unidades offshore da PETROBRAS por cinco anos. Aprovado em 21º lugar para o cargo de Técnico de Controle Interno da Prefeitura de Maricá/RJ (2018), em 3º lugar no concurso do IBGE (2017) para o cargo de Agente Censitário Supervisor e em 1º lugar para o cargo de Analista de Planejamento e Gestão do IPHAN / MS (2018). 

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x