Artigo

Recurso contra dissertativas da Vunesp

Caros alunos, tenho recebido inúmeros pedidos de ajuda em recurso contra a correção das discursivas da Vunesp.

A procura foi tamanha que não consigo atender a todos, mesmo porque não é política do Estratégia realizar recurso cobrando de nossos alunos.
Fiz análises em alguns textos e o que percebemos é uma ilegalidade na política da banca, haja vista que o candidato recebe a nota, mas não fica sabendo em que foi penalizado.
Como o candidato terá o direito de resposta?
Como o candidato poderá contestar a nota se ele não foi cientificado sobre o seu erro.
Moçada, cabe acionar a justiça para reaver seus direitos.
O concurso do MAPA, por exemplo, realizado pela Consulplan, teve o período de interposição de recursos adiado, após acionamento na justiça. Isso porque ela simplesmente não havia apresentado ao candidato o espelho de correção.
Após o devido acionamento, a banca disponilizou o espelho de correção, dando ao candidato a devida clareza sobre as penalizações.

Para falarmos um pouco mais sobre isso, estarei hoje às 18:00h no Periscope  para tirarmos as dúvidas.

Além disso, apresentarei algumas formas de argumentação de recurso.
Assim, mesmo que você não entre na justiça requerendo seus direitos, consegue fazer seu recurso sozinho, sem precisar pagar a ninguém por isso.

Periscope: Décio Terror Filho (@d3c10t3rr0r)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja os comentários
  • Oi professor. Você tem toda razão! Realmente quem faz o concurso não tem como saber e reconhecer o erro na prova dissertativa, mesmo porque cada candidato tem e pode dar a sua opinião sobre o tema da prova em questão. A banca examinadora possui os próprios critérios na forma de avaliar. Também não concordo com a forma de avaliação de forma geral, a respeito dos pontos obtidos na prova objetiva e dissertativa. Porque temos que "engolir" a nota que nos é atribuída através dos pontos obtidos da maioria dos candidatos? Essa tal de curva e tudo mais;acho desnecessário e injusto com quem estuda e passa horas numa sala fazendo a prova. Fiz a prova para professor de educação infantil (este último), Acertei 37 questões de 60; minha nota foi 59,27 e na dissertativa 59,17. Não entendi o critério de avaliação. Então, me deixaram fora do certame sem prévio aviso. Abraços. Jacqueline
    Jacqueline em 12/02/16 às 22:26
  • Professor, isso aconteceu comigo na prova do ISS-S.J. Rio Preto e o que é pior, teve gente tirando 10 com erro de português na discursiva (troquei discursivas com outros candidatos). Tirei 8 e até hoje não sei bem ao certo o que errei. Eu e todas as pessoas que recorreram tivemos indeferido o pedido de recurso. Um absurdo!
    Renata em 03/01/16 às 18:53
  • Professor, a Vunesp tem tradição de acatar poucos recursos. Você já viu casos onde a banca Vunesp reduziu a nota do candidato após recurso? Estou com receio de entrar com recurso mesmo estando com uma nota elevada e a banca reduzir minha nota. O que você acha?
    Fernando em 03/01/16 às 12:10