Artigo

A importância da preparação mental

Olá, pessoal! Espero que estejam bem e que estejam tendo um dia de estudos produtivo! Hoje, quero falar sobre algo que afeta muitos concurseiros: o equilíbrio emocional. Por mais racional e emocionalmente estável que uma pessoa seja, é bem fácil deixar que a insegurança durante os estudos e na hora da prova se tornem um problema. Por isso, vou falar um pouco sobre a minha preparação mental durante a minha trajetória. Espero que ajude!

Há alguns dias, li um comentário que me inspirou a escrever este artigo. A pessoa escreveu que acreditava que eu tive um pouco de sorte para ser aprovada para o ICMS SC 2018, pois outras pessoas poderiam saber mais do que eu, mas não tiveram a sorte de cair na prova o que essas pessoas dominavam mais ou de “ter o preparo emocional para enfrentar o concurso, movidos por ansiedade, pressão psicológica em passar logo, entre outros fatores”. Eu não me ofendi, porque isso é a mais pura verdade! Porém, é exatamente o desenvolvimento desse preparo emocional que permite que aproveitemos os momentos de sorte, e impede que a pressão psicológica atrapalhe nosso desempenho.

Durante toda a minha jornada, eu também sofri com ansiedade e pressão psicológica em passar logo. No começo, o “sofrimento” era só pela insegurança, por não saber se eu seria capaz de aprender tanta coisa. Depois, outras coisas começaram a se tornar problemas. Meu trabalho instável impedia qualquer planejamento, tanto da rotina quanto das finanças. Minha avó ficou doente – um câncer de pulmão com metástase na coluna fez com que ela ficasse acamada por quase 1 ano, gritando de dor dia e noite. Minhas noites sem dormir por ela passar a noite gritando não foram nada perto do que ela sentia, mas vê-la sofrendo daquele jeito acabava comigo e com a minha família. Estávamos todos com os nervos à flor da pele. E durante todo esse tempo, aquela pergunta, que todo mundo que estuda para concursos se faz, martelava na minha cabeça: E SE EU NÃO PASSAR?

 Não sou psicóloga, e não tenho como dizer a você o que você DEVE fazer para se preparar mentalmente. Apenas posso dizer que é possível desenvolver resistência emocional e que não é de um dia para o outro. E posso compartilhar o que fez com que eu aprendesse a controlar minha mente e manter o equilíbrio diante das incertezas e dificuldades, e como RESILIÊNCIA se tornou a minha palavra favorita.

1. NADA DE DESCULPAS!

Em primeiro lugar, eu decidi que não daria desculpas para mim mesma. Decidi que aceitaria caso tivesse tido um dia ruim, que perdoaria a mim mesma por ocasionais metas não cumpridas, mas que não permitiria que isso se tornasse um motivo para não estudar no dia seguinte ou para me conformar com um mau desempenho em um simulado. O que nos leva ao segundo assunto…

2. TODOS TÊM PROBLEMAS

Todo mundo tem problema. No meu caso, o maior foi a saúde da minha avó, mas para outras pessoas, pode ser relacionamentos, trabalho, a própria saúde. O fato é que todos lidam com situações difíceis, imprevisíveis, e ninguém consegue planejar perfeitamente tudo que vem pela frente. Ter consciência disso é fundamental, pois nos permite não entrar em desespero quando nossa vida não está perfeita, já que a de ninguém está perfeita, e faz com que a gente entenda que é justamente continuar estudando quando tudo está desabando ao nosso redor que vai nos fazer conquistar a aprovação.

A constância e a insistência permitem que a gente passe por tudo. A tempestade não dura pra sempre. Assim, se você ao menos não parar de caminhar quando tudo parece estar contra você, você será capaz de voar quando tudo finalmente estiver a favor. E se por acaso as coisas nunca ficarem a favor, você estará acostumado a dias difíceis.

3. MENSURAÇÃO OBJETIVA DE RESULTADOS

Eu media meus resultados. Porém, a quantidade de acertos não era suficiente para mim. Durante a minha preparação, muitas vezes eu acertava uma questão, mas havia ficado em dúvida entre uma alternativa ou outra. Essa questão ganhava uma atenção especial para que essa dúvida fosse eliminada. Eu ia realmente a fundo em todo assunto que sentia que poderia se tornar um ponto fraco no futuro. E de tanto solucionar minhas dúvidas e resolver questões, conseguia analisar friamente quais eram meus pontos fortes e fracos, e isso me ajudou a eliminar minha insegurança, já que eu tentava consertar as falhas assim que as identificava.

4. ELIMINAÇÃO DO FATOR SUPRESA

Essa mensuração de resultados e a resolução de muitas questões me ajudou a diminuir o risco de surpresas. Depois de ver tantas formas diferentes que um assunto poderia ser cobrado em prova, comecei a perceber que dificilmente algo que eu dominava me surpreenderia, e o que eu não dominava obviamente não pareceria familiar. Ir para a prova com isso em mente evitou sustos. Eu estava consciente de que não dominava tudo e estava preparada para não me abalar (ou ao menos me recuperar o mais rápido possível, afinal, eu também sou gente… ?) ao me deparar com questões sobre assuntos que eu não sabia.

CONCLUSÃO

Ao longo dos estudos, os editais enormes, com provas longas em pouco tempo e os aumentos do nível das provas e da preparação dos outros candidatos me fizeram perceber que o segredo de quem é aprovado é conseguir lidar com adversidades. É estar preparado pra tudo. É aproveitar uma porta fechada pra aprender uma coisa nova e chegar ao outro lado por outro caminho, com ainda mais bagagem. Eu brincava, dizendo que era uma força da natureza (rs). Mas era exatamente isso que eu sentia. Mentalmente, eu era uma leoa. Era inquebrável. Cada dia de choro e angústia só me deixava ainda mais determinada.

E é isso é o que eu sugiro para todos. Sejam determinados. Se hoje não foi bom, amanhã é outro dia. Não tem problema. A gente começa de novo. A gente levanta de novo. Se cansar, é só descansar e continuar. Se a vida bater na gente, é só fazer um curativo. Ela está batendo nos outros também. No final, vai sobrar quem não tem medo de sentir um pouco de dor… ainda que seja dor emocional. A única coisa que ela faz é te deixar mais forte.

Quer conhecer minha trajetória? Leia aqui!

Meu Instagram: @dani.auditora

Programa de Coaching do Estratégia: Se quiser ser meu coachee, inscreva-se no programa de coaching do Estratégia e avise que quer que eu seja sua coach. ?

Bons estudos a todos!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja os comentários
  • Nossa, esse foi um dos melhores posts motivacionais que já li. Muito obrigado! Parabéns pela sua vitória! Foi muito merecido!
    Jean em 23/05/19 às 10:37
  • Daniela, parabéns por sua vitória! Você foi aprovada porque se preparou, se esforçou. Portanto, foi por mérito! Acredito que não há isso de sorte. Se a pessoa estiver muito bem preparada, com equilíbrio emocional e se for um bom "fazedor" de prova, o êxito é certo.
    Waldemar Caetano em 05/04/19 às 14:37
  • Daniela, parabéns por sua vitória! Você foi aprovada porque se preparou, se esforçou. Portanto, foi por mérito! Acredito que não há isso de sorte. Se a pessoa estiver muito bem preparada, com equilíbrio emocional e se for um bom "fazedor" de prova, o êxito é certo.
    Waldemar Caetano em 05/04/19 às 14:25
  • Daniela ,maravilhoso seu artigo e parabéns pela sua vitoria ,sua fala nos inspirar a lutar com sabedoria.. Gratidão,abraço.
    Neirilene Pereira da luz em 03/04/19 às 17:54
  • O artigo certo, na hora certa. Não tem preço! Meus parabéns!
    Marcelo Santana em 03/04/19 às 17:34
  • Obrigada pelo seu depoimento e palavra de incentivo. :)
    MAGDA M M Moura em 03/04/19 às 16:22
  • Esse foi o melhor e mais realista texto que já li em relação ao emocional do concurseiro. Muito pé no chão e direto ao ponto. Vida de concurseiro não é fácil. E quem disser que é está mentindo.
    Taiane em 03/04/19 às 16:18
  • Ótimo texto! Era tudo que eu estava precisando ler hoje. Obrigada!
    Deise em 03/04/19 às 15:15
  • Oi Dani! Vi alguns vídeos seus falando sobre sua trajetória e também te sigo no insta! Amei o seu artigo! Me surpreendi ao ver que foi escrito por você! Vou imprimir e seguir suas dicas! Ainda estou formando a minha "bagagem de conhecimento" mas logo também terei meu nome do Diário Oficial! Obrigada por compartilhar sua experiência!
    Mariane Scherer em 03/04/19 às 14:13
  • muito obrigada.me ajudou bastante.
    POLIANA CRISTINA DA SILVA CASTRO em 03/04/19 às 13:54
  • Parabéns, Daniela. Bonita história de superação e superação de obstáculos!! Muito legal enxergar um pouco do que está por trás da história de um aprovado!!
    Mari em 03/04/19 às 13:52