Aula GRATUITA sobre o Novo Relatório do Auditor (NRA)
Concursos Públicos

Aula GRATUITA sobre o Novo Relatório do Auditor (NRA)

As normas de auditoria estão mudando. Agora temos um Novo Relatório do Auditor (NRA).

Pessoal, no final de 2009, já tivemos uma série de alterações referentes à convergência para as normas internacionais, e agora estamos vivenciando processo similar.

Para nós que estudamos auditoria para concursos, é sempre um desafio manter nosso material atualizado, por isso vou ajudá-los nesta tarefa.

Em 04/07/16, foram publicadas novas normas do CFC que promoveram alterações no Relatório do Auditor Independente.

cfc-contabilidade-logo-20092013

Segundo o site do CFC (www.cfc.org.br), o Novo Relatório do Auditor (NRA) é constituído por normas convergidas das International Standards on Auditing (ISAs), emitidas pela Federação Internacional de Contabilidade (IFAC, na sigla em inglês).

SEGUEM COMENTÁRIOS SOBRE

NOVO RELATÓRIO DO AUDITOR (NRA)

Aula GRATUITA sobre Novo Relatório do Auditor (NRA)

O trabalho do auditor consiste, em linhas gerais, na aplicação de procedimentos de auditoria sobre o objeto auditado, a fim de obter evidências que sirvam de base para sua conclusão e consequente emissão de uma opinião sobre o tema.

Essa opinião será materializada num documento denominado Relatório do Auditor Independente, que até 2009 denominávamos “parecer”.

Trata-se de manifestação por escrito de sua opinião sobre as demonstrações contábeis, com base na avaliação das evidências de auditoria obtidas.

Assim, o relatório (parecer) constitui-se na forma pela qual os resultados dos trabalhos são levados ao conhecimento dos usuários com a finalidade de apontar possibilidades de correção de falhas, fornecer dados para a tomada de decisão e atender interesses específicos.

As seguintes normas alteradas em 04/07/16 são relevantes no estudo dos relatórios do auditor independente, porque tratam de como a forma e o conteúdo do relatório de auditoria independente são afetados quando o auditor expressa uma opinião modificada ou inclui um parágrafo de ênfase ou de outros assuntos no seu relatório de auditoria:

NBC TA 700 – formação da opinião e emissão do relatório do auditor independente sobre as demonstrações contábeis;

NBC TA 701 – comunicação dos principais assuntos de auditoria no relatório do auditor independente;

NBC TA 705 – Modificações na opinião do auditor independente, e

NBC TA 706 – Parágrafos de ênfase e parágrafos de outros assuntos no relatório do auditor independente.

Como sempre, permaneço à disposição para quaisquer dúvidas adicionais pelo email [email protected] ou podem me enviar uma mensagem:

(61) 98104-2123
Quer receba dicas de estudo e conteúdo gratuito de Auditoria em seu email ?

Cadastre-se na nossa lista exclusiva, no link a seguir

http://eepurl.com/caW9Pj

Abraços e bons estudos.

Claudenir

Posts Relacionados

Claudenir Brito

Claudenir Brito

Auditor Federal de Finanças e Controle do Ministério da Transparência e da Controladoria-Geral da União - CGU. Atualmente exerce o cargo de Secretário Executivo Adjunto no Ministério da Justiça, e é o Presidente do Conselho Nacional de Combate à Pirataria - CNCP. Aprovado em 15º lugar no concurso da CGU de 2008, promovido pela ESAF. Graduado em Direito (UNIP) e em Ciências Militares (AMAN). Oficial da reserva do Exército Brasileiro, pós-graduado em operações militares. Professor de Auditoria desde 2010 em cursos preparatórios para concursos e cursos corporativos em Brasília, no Rio de Janeiro e em Salvador, e professor do site Estratégia Concursos. Foi Auditor-Chefe da Auditoria Interna do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes - DNIT, membro da Comissão de Coordenação de Controle Interno do Poder Executivo Federal - CCCI - e Diretor de Riscos, Controles e Conformidade da Secretaria do Tesouro Nacional – STN. Foi membro do Conselho Fiscal do Serviço Federal de Processamento de Dados - SERPRO; da empresa FURNAS Centrais Elétricas S.A; e da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal - TERRACAP. Autor da obra Auditoria Privada e Governamental - teoria de forma objetiva e mais de 500 questões comentadas (Ed. Impetus, 3ª edição), em co-autoria. Possui duas certificações internacionais: Certified Government Auditing Professional (CGAP) e Certification in Control Self-Assessment (CCSA), emitidas pelo IIA (The Institute of Internal Auditors), instituição da qual é membro efetivo. Na CGU, atuou durante muitos anos na área de Operações Especiais da Secretaria Federal de Controle Interno – SFC, participando do planejamento e da execução de trabalhos em conjunto com órgãos como a Polícia Federal, o Ministério Público e a Receita Federal.

Veja os comentários:

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados