ISS Uberlândia - Atualidades - Possibilidade de Recurso
Concursos Públicos

ISS Uberlândia – Atualidades – Possibilidade de Recurso

Olá pessoal,

Seguem os meus comentários das questões de Atualidades Gerais da prova de Auditor Fiscal Tributário da Prefeitura Municipal de Uberlândia. Comento as questões de números 21, 23, 24 e 25.

Há uma possibilidade de recurso na questão 24. Nas outras questões não verifiquei possibilidades de recursos e preliminarmente concordo com o gabarito da banca.

TMJ!

Leandro Signori

QUESTÃO 21

O sarampo voltou a assombrar o Brasil no último ano. Em 2018, mais de 10 mil casos foram confirmados no país e, neste ano, os números não param de crescer. O estado de São Paulo, por exemplo, registrou um aumento de 303% (de 51 para 206) nos casos da doença entre junho e julho, de acordo com boletim divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde.

[…]

Embora o sarampo seja conhecido como uma doença infantil, segundo o boletim da Secretaria, os jovens e adultos representam 47% dos casos atuais em São Paulo. A explicação para o novo foco da doença ser essa faixa etária está justamente no histórico da condição no país.

Disponível em: <https://vivabem.uol.com.br/noticias/redacao/2019/07/11/por-que-agora-a-vacina-do-sarampo-edirecionada-a-jovens-de-15-a-29-anos.htm>. Acesso em: 18 jul. 2019.

O estado de São Paulo tem intensificado o movimento de vacinação contra o sarampo de sua população, priorizando o grupo formado por jovens e adultos entre 15 e 29 anos de idade. Essa faixa etária tem sido priorizada porque,

A) nela, estão os maiores usuários de redes sociais, sendo, por isso, afetados pelo movimento antivacinação e receptivos a ele, deixando de ser vacinados quando crianças.

B) no momento em que esse grupo priorizado nasceu, o Brasil foi certificado pela OPAS pela erradicação do sarampo, o que levou os pais a não vacinarem seus filhos.

C) quando esse grupo era criança, a vacina era aplicada em apenas uma dose e a segunda, que protege contra o sarampo, começou a ser aplicada a partir do ano 2000.

D) sendo essa doença altamente contagiosa, pessoas entre 15 e 29 anos de idade devem ser priorizadas na vacinação, uma vez que é nessa faixa que predominam grandes eventos sociais.

COMENTÁRIOS:

A razão pela qual as pessoas entre 15 e 29 anos de idade estão sendo priorizadas na vacinação do sarampo é devido ao fato de, quando esse grupo era criança, a vacina era aplicada em apenas uma dose. Somente a partir do ano 2000 o Ministério da Saúde estabeleceu uma segunda dose da vacina contra o sarampo e a tornou parte do Calendário Nacional de Vacinação.

Essa segunda dose aumenta significativamente as chances de proteção ao sarampo, chegando em torno de 97% de proteção. Muitas pessoas que hoje tem entre 15 a 29 anos deixaram de tomar a segunda dose, por desconhecimento, ou por julgarem não ser necessário, haja visto que na década de 2000 o Brasil registrou poucos casos de sarampo devido à boa cobertura vacinal do país feita na década de 90.

Atualmente, a vacinação do sarampo ocorre em duas doses.  A primeira dose é feita em crianças que completarem 1 ano. A segunda dose é aplicada aos 15 meses de idade, sendo essa a última dose por toda a vida.

Vejamos o erro das demais alternativas:

a) Incorreto. O movimento antivacinação no Brasil e no mundo é um fenômeno bastante recente, tendo se difundido e virado um assunto de maior amplitude por volta dos últimos dez anos. Nas décadas de 90 e 2000, era um movimento muito pouco conhecido ainda. Sendo assim, as pessoas que hoje estão na faixa dos 15 a 29 anos, quando eram crianças, não deixariam de terem sido vacinadas por causa desse movimento. Além disso, naquelas décadas a internet não tinha todo o desenvolvimento e amplitude que possui atualmente, era bem menos difundida. As redes sociais também, não tinham todo o alcance que possuem na atualidade.

b) Incorreto. O Brasil foi certificado pela OPAS pela erradicação do sarampo no ano de 2016. Os recentes surtos de sarampo no país fizeram com que o país perdesse essa certificação em 2019.

d) Incorreto. O sarampo só é uma doença altamente contagiosa em pessoas que não estão vacinadas. Em pessoas vacinadas, as chances de contágio são muito baixas.

Gabarito: C

QUESTÃO 23

Analise os textos a seguir.

Disponível em: <https://electronicalminds.wordpress.com/ charges/>. Acesso em: 14 jul. 2019.

TEXTO II

“Um relatório apresentado pelas Organizações das Nações Unidas (ONU) mostra que o Brasil é o maior produtor de lixo eletrônico (e-lixo) da América Latina, e, se contar todo o continente americano, fica atrás apenas dos Estados Unidos.”

Disponível em: <https://diariodeuberlandia.com.br/ noticia/21647/uberlandia-conta-com-opcoes-para-destinacaocorreta-de-lixo-eletronico>. Acesso em: 14 jul. 2019.

Sobre a destinação do lixo eletrônico no Brasil, é correto afirmar que a(o)

A) indústria de eletrônicos recolhe seus produtos após o uso de forma compulsória.

B) maior parte do lixo eletrônico brasileiro é destinada à reciclagem e ao reuso.

C) e-lixo pode ser reciclado e seus componentes podem ser selecionados para destinação correta.

D) lixo eletrônico, devido a sua composição tóxica, deve ser descartado isoladamente.

COMENTÁRIOS:

A questão trabalha com a problemática do lixo eletrônico, questionando a respeito de fatos e estatísticas sobre o tema. Entretanto, não era necessário ser um grande expert no assunto para distinguir as alternativas corretas das incorretas. O mínimo conhecimento a respeito da realidade brasileira, marcada pela carência e ineficiência de vários serviços básicos, como os da educação, segurança, saneamento básico, meio ambiente e também a questão do lixo já eram suficientes para acertar a questão. Vejamos:

a) Incorreto. A maioria do lixo eletrônico no Brasil é descartada de maneira não apropriada. São poucas as empresas que realizam a coleta adequada de seus produtos após o uso. A destinação de lixo eletrônico em aterros sanitários, incineradores ou a sua reutilização sem o tratamento adequado apresenta riscos, expondo as pessoas e o meio ambiente à perigosos produtos químicos.

b) Incorreto. Sétimo maior produtor de lixo eletrônico no mundo, estima-se que somente 3% desse lixo no Brasil seja coletado de forma adequada.

c) Correto. “E-lixo”, ou o lixo eletrônico, pode ser reciclado e seus componentes podem ser selecionados para destinação correta. O reaproveitamento desse material descartado pode inclusive render bons lucros, podendo ser reutilizado como matéria-prima.

d) Incorreto. Apesar de apresentar compostos potencialmente tóxicos, como mercúrio e chumbo, nem todo tipo de lixo eletrônico precisa ser descartado isoladamente. Muitos podem ser descartados no lixo seco normal, mas devem ser devidamente processados nas coletas seletivas, sem misturá-los com compostos orgânicos.

Gabarito: C

QUESTÃO 24

Uma parcela de 7% dos brasileiros acredita que o formato da Terra é plano, aponta uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha no início deste mês. O levantamento contou com 2 086 entrevistados maiores de 16 anos de idade em 103 cidades pelo país e foi o primeiro a estimar quantos no país duvidam que o planeta seja esférico – cerca de 11 milhões de pessoas.

Disponível em: <https://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2019/07/7-dos-brasileiros-afirmam-que-terra-e-planamostra-pesquisa.shtml>. Acesso em: 2 ago. 2019.

Sobre o crescimento do terraplanismo no Brasil, é correto afirmar:

A) A adoção do terraplanismo tem sido, para seus adeptos, a oportunidade de ganhar visibilidade, dado que o movimento é disseminado por redes sociais.

B) A população brasileira é marcadamente idosa, pois é nesse seguimento que se concentram as pessoas que seguem as teorias terraplanistas.

C) O grande dano que ideias como o terraplanismo podem causar para os brasileiros, assim como para outros povos, é o de afastar a população da ciência.

D) O índice de baixa escolaridade no país é muito grande, pois as pessoas que adotam o terraplanismo têm o Ensino Fundamental como grau máximo concluído.

COMENTÁRIOS:

a) Incorreto. A difusão do pensamento terraplanista ocorre principalmente pelas redes sociais. Quem divulga esse pensamento são os seus adeptos. Ou seja, é uma oportunidade de os adeptos ganharem visibilidade.

Se entendermos que a afirmativa quis dizer que a adoção do terraplanismo é uma oportunidade para que os seus adeptos ganhem visibilidade, ganhem maior visibilidade nas redes sociais, ela está correta. Assim, teríamos duas afirmativas corretas “a)” e “c)”. Cabe RECURSO. Os candidatos podem entrar com recurso solicitando a ANULAÇÃO da questão por ter duas alternativas corretas. Sugiro que façam uma pesquisa na internet, algum texto, notícia, artigo, sobre o terraplanismo que mostre isso ou que mostre pessoas que passaram a ter muitos seguidores e ganharam visibilidade nas redes sociais para utilizarem como referência no argumento. É um recurso de difícil provimento pela banca recursal, mas não custa tentar, tem que tentar.

b) Incorreto. A população brasileira é marcadamente jovem, com destaque para a faixa etária dos 25 até os 29 anos, que é o grupo etário com maior representatividade no conjunto da população brasileira. Apesar disso, a segunda parte da alternativa está correta. Segundo a pesquisa feita pelo Datafolha, o terraplanismo é mais popular entre aqueles acima dos 60 anos: 11% adotam a crença.

c) Correto. A Terra é esférica, não é plana. Isso não é uma crença, é um fato que foi repetidamente comprovado por mais de dois milênios. A crença no terraplanismo é, no fundo, uma crítica à ciência e ao método científico. As ideias terraplanistas podem ter como consequência o afastamento da população da ciência.

d) Incorreto. O índice de baixa escolaridade no Brasil é, de fato, muito elevado. Segundo dados da PNAD Contínua 2016, 51% da população adulta possuía, no máximo, ensino fundamental completo.

Segundo a pesquisa, a crença de que a Terra é plana apresenta uma relação inversamente proporcional à escolaridade. Enquanto 10% das pessoas que possuem apenas ensino fundamental defendem o terraplanismo, a parcela diminui entre os que possuem ensino médio completo (6%) ou superior (3%). Assim, a maioria das pessoas que adotam o terraplanismo têm o ensino fundamental como grau máximo concluído.

Apesar disso, da maneira que está redigida, a questão justifica o baixo grau de escolaridade no Brasil com o fato de que as pessoas que adotam o terraplanismo têm o ensino fundamental como grau máximo concluído. Isso está errado. O baixo grau de escolaridade no Brasil não possui relação com o terraplanismo. Possui relação com o baixo investimento na educação, entre outros fatores.

Gabarito: C

QUESTÃO 25

A mobilidade urbana é um problema que afeta as grandes cidades na atualidade do Brasil e do mundo. Por isso, em várias cidades, verifica-se iniciativas que buscam oferecer soluções para esse problema.

O sistema alternativo que atende às demandas ambientais e econômicas para a mobilidade urbana é

A) compartilhamento de bicicletas e patinetes.

B) sistema de táxis-lotação, com itinerário semelhante ao dos ônibus.

C) sistema de trens metropolitanos movidos por eletricidade.

D) transporte automotivo por aplicativo.

COMENTÁRIOS:

Dentre as opções, o compartilhamento de bicicletas e patinetes é apresentado como a única alternativa correta. Por não emitirem gases intensificadores do efeito estufa na atmosfera, atendem às demandas ambientais. Por serem de baixo custo, atendem às demandas econômicas de um país muito desigual e com bastante pobreza, como o Brasil.

Táxis-lotação e transportes automotivos não atendem às demandas ambientais, uma vez que utilizam petróleo e seus derivados, emitindo, na atmosfera, gases intensificadores do efeito estufa. Também é questionável o seu atendimento às demandas econômicas, uma vez que boa parcela da população encontra dificuldades para utilizar tais meios de transportes.

Por fim, o sistema de trens metropolitanos movidos a eletricidade atende a demandas ambientais, uma vez que não utiliza petróleo e seus derivados para se locomover, não emitindo, assim, gases intensificadores do efeito estufa na atmosfera. Entretanto, seu atendimento às questões econômicas é questionável, uma vez que a implementação desse tipo de serviço demandaria um grande investimento de recursos, possivelmente afetando no preço de seu bilhete. O custo de transportes movidos à eletricidade já é naturalmente caro, devido a todo trabalho complexo, tecnologia e conhecimento agregados em sua composição. Encarecer-se-ia ainda mais no Brasil, pelo fato de muitos dos componentes não serem produzidos no país, necessitando importa-los.

Gabarito: A

Leandro Signori

Leandro Signori

Licenciado em Geografia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Bacharel em Geografia pela Uniceub (Brasília). Como servidor público, foi funcionário da Prefeitura de São Leopoldo (RS), Prefeitura de Porto Alegre (RS), Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) e do Ministério da Integração Nacional. Leciona as disciplinas de Atualidades, Conhecimentos Gerais, Geografia, Realidade Brasileira e História, em cursos on line e presenciais preparatórios para concursos públicos.

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados