Concursos Públicos

Indicadores de Liquidez em Empresas

Olá pessoal! No artigo de hoje iremos abordar um assunto importante em Contabilidade e muito cobrado em concursos públicos: os indicadores de liquidez em empresas. 

Indicadores de Liquidez em Empresas

Vamos passar basicamente pelos seguintes tópicos: 

  • Relembrar o conceito e importância dos indicadores de liquidez em empresas;
  • Conhecer os principais indicadores de liquidez;
  • Entender como calcular cada um deles.

Negócios Empresariais

As perspectivas financeiras são cruciais na definição de qual caminho efetivamente será percorrido por um empreendimento, pois projetar estabilidade e crescimento são condições básicas para que um negócio se mantenha viável e atrativo no mundo empresarial. 

Nesse sentido, empresas devem ter como um de seus principais objetivos elevar consistentemente o seu valor de mercado, impactando, assim, positivamente na riqueza gerada pelo negócio, de maneira constante. 

Essa geração de valor deve ser medida, acompanhada. Esse controle se dá por meio de análise de métricas empresariais, entre os quais se destacam os indicadores de liquidez, onde são utilizados dados de demonstrações contábeis para a sua apuração. 

Liquidez é, grosso modo, a capacidade de se transformar um direito ou uma obrigação em dinheiro, em entrada ou saída de valor efetivamente, o que significa, portanto, que quanto maior a liquidez da empresa, mais capacidade de pagamento ela possui. 

Os Indicadores de Liquidez apontam a situação da empresa quanto a sua capacidade de pagamento, de honrar seus compromissos a curto, médio ou longo prazo. Justamente por isso possuem denominação de liquidez, pois dizem respeito aos grupos de maior agilidade em movimentação de recursos, especialmente em se tratando de Caixas e Bancos. 

E são sobre esses relevantes indicadores empresariais que iremos nos aprofundar um pouco mais a partir de agora. 

Indicadores de Liquidez nas Empresas

Existem diversos tipos de Índices de Liquidez para empresas, sendo que todos eles utilizam o Balanço Patrimonial (BP) destas companhias como base para os cálculos. Aqui vamos focar em três: o Índice de Liquidez Corrente, o Índice de Liquidez Seca, e o Índice de Liquidez Geral. 

Índice de Liquidez Corrente (ILC) em Empresas

O Índice de Liquidez Corrente (ILC) calcula a relação entre o Ativo Circulante e o Passivo Circulante da empresa. Com base no BP, pega-se o saldo do Ativo Circulante (AC) e divide-o pelo saldo do Passivo Circulante (PC), sendo que, para que esse indicador seja satisfatório, ele deve ser maior que 1. Se for maior que 1, significa dizer que o Ativo Circulante é capaz de arcar com o Passivo Circulante da firma, mas, se for inferior a 1, a instituição não será capaz de honrar o seu PC apenas com o seu AC. 

Essa gestão desse indicador de liquidez em empresas é importantíssima, pois ela garante o cumprimento dos compromissos assumidos, já antevendo, caso seja preciso, a necessidade de se pegar possíveis empréstimos, nos casos em que o AC se apresente menor que o PC. 

Encontra-se o Índice de Liquidez Corrente em empresas pela seguinte fórmula: 

ILC = AC / PC 

Onde: 

AC = Ativo Circulante 

PC = Passivo Circulante 

Índice de Liquidez Seca (ILS) em Empresas

Já para a apuração do Índice de Liquidez Seca (ILS) em empresas, limita-se a liquidez dos grupos envolvidos ainda mais, retirando, nesse caso, os Estoques, que fazem parte do AC, mas na prática possuem uma maior dificuldade em se transformar em dinheiro, pois precisam ser vendidos primeiramente para gerar valor monetário propriamente dito. Por conta disso, os Estoques possuem liquidez menor que o valor constante nas contas bancárias, por exemplo. 

Com essa adaptação, esse indicador de liquidez em empressas considera o Ativo Circulante menos os estoques, e então o valor encontrado é dividido pelo Passivo Circulante. Observe que no ILS o valor do numerador é então menor que no cálculo anterior, o que dificulta ainda mais a gestão da liquidez da firma, e que torna o trabalho ainda mais exigente. 

Também para o ILS se espera um valor maior que 1 para que seja satisfatório. A fórmula a ser utilizada para se obter o Índice de liquidez Seca é: 

ILS = (AC – Estoques) / PC 

Sendo: 

AC = Ativo Circulante 

PC = Passivo Circulante 

Índice de Liquidez Geral (ILG) em Empresas

Por fim, o último indicador de liquidez em empresas a ser estudado será o Índice de Liquidez Geral, o ILG. Neste caso, são utilizados Ativo Circulante e Ativo Não Circulante, assim como Passivo Circulante e Passivo Não Circulante. São retirados do cálculo apenas o Imobilizado, os Investimentos e o Intangível, que fazem parte do ANC. Com isso, está se apurando se a empresa possui liquidez de forma que seja capaz de honrar com suas obrigações no curto prazo e no longo prazo. 

Para isso, são somados os AC e ANC (diminuindo aqui o Imobilizado, Investimentos e Intangível, como citado acima), ao mesmo tempo em que são somados também os PC e PNC. Após isso basta dividir a primeira pela segunda soma, para se encontrar o ILG. Espera-se também um valor final maior que 1, o que representará saldo suficiente para pagar as contas de curto de longo prazo. 

Se calcula o ILG por meio da seguinte fórmula: 

ILG = (AC + ANC – IMOB – INV – INT) / (PC + PNC) 

Sendo: 

AC = Ativo Circulante 

ANC = Ativo Não Circulante 

IMOB = Imobilizado 

INV = Investimentos 

INT = Intangível 

PC = Passivo Circulante 

PNC = Passivo Não Circulante 

Ressaltando que é relevante manter controle sobre os três Índices de Liquidez em empresas estudados, pois cada um traz um estágio de liquidez diferente da instituição. Apurando constantemente os três índices, é possível tomar medidas com antecedência caso se perceba que a liquidez não será suficiente para se arcar com determinados compromissos, seja no curto, no médio ou no longo prazo. 

Passamos, portanto, pelos principais e mais cobrados indicadores de liquidez em empresas, que são de grande valia para a contabilidade e a administração organizacional 

Considerações Finais

Chegamos ao final do nosso breve artigo sobre os indicadores de liquidez em empresas, e esperamos que seja muito útil para a sua preparação. 

Lembre-se que é essencial a leitura dos PDF’s e a revisão frequente dos conteúdos, para que assim os seus estudos fiquem cada vez mais avançados.  

Um grande abraço e até mais! 

Quer saber quais serão os próximos concursos? 

Confira nossos artigos! 

Concursos abertos 

Concursos 2024 

Fábio Prado dos Santos Santana

Posts recentes

Inscrições do concurso ADEMA SE prorrogadas até 31/05!

Atenção, corujas: as inscrições do primeiro concurso ADEMA SE (Administração Estadual do Meio Ambiente de…

2 horas atrás

Concurso ADEMA SE: inscreva-se para 55 vagas!

Vagas para Analista e Técnico! O Governo do Sergipe lançou o edital do primeiro concurso…

3 horas atrás

Edital ADEMA SE: inscreva-se para 55 vagas; até R$ 4,9 mil

Está na praça o edital do primeiro concurso público da Administração Estadual do Meio Ambiente…

3 horas atrás

Categoria ambiental em greve; é exigido reajuste salarial!

A categoria ambiental do quadro federal ainda segue em greve, e é exigido diversas mudanças,…

5 horas atrás

Concurso Badesul: validade é prorrogada por mais dois anos!

Foi publicado a prorrogação da validade do oncurso Badesul (Desenvolvimento S.A. - Agência de Fomento/RS)…

5 horas atrás

Concurso Bacen: quando sairá a nova data das provas?

São 100 vagas com salário inicial de R$ 20,9 mil! Os candidatos inscritos no concurso…

5 horas atrás