Artigo

Gabarito Preliminar TRE BA -Português TJAA

Fala, pessoal!!!!!

Professor Felipe na área! Domingo é dia de “Game of Thrones” e gabarito preliminar aqui no Estratégia Concursos!

Como vocês foram na prova? Tudo tranquilo?

A prova de técnico veio no padrão clássico das últimas provas do Cespe. Conforme comentamos na nossa revisão de véspera, a banca vinha cobrando reiteradamente certos assuntos (conectivos, coesão, sentido dos verbos, voz passiva…). Não foi diferente nessa prova!

Fiz um comentário breve e objetivo sobre as questões, vejamos:

1- (CESPE / TRE-BA Técnico/ 2017)

  1. A) O alargamento da concepção de cidadania nos dias de hoje constitui uma conquista da sociedade atual
  2. B) A conquista do direito à liberdade individual e à propriedade é objetivo maior de uma sociedade democrática.
  3. C) A participação direta da população na gestão da vida pública constitui prática recente na sociedade brasileira
  4. D) A democracia é uma condição para a existência da cidadania.
  5. E) Os direitos civis e políticos merecem destaque entre os direitos dos cidadão.

Gabarito Preliminar Letra D:

Linha 7: “Não há cidadania sem democracia.” (Sem uma, não há a outra; logo, uma é condição da outra)

 

2- (CESPE / TRE-BA Técnico/ 2017)

O termo “que”, empregado na linha 22, remete a…

  1. A) nível
  2. B) poder local
  3. C) discussão
  4. D) orçamento
  5. E) prática

Gabarito Preliminar Letra E:

O pronome relativo “que” retoma “uma prática”, pois é a “prática” que tem ajudado na construção de uma democracia participativa.

Linha 21-22: Esta tem sido uma prática, sobretudo no nível do poder local, que tem ajudado na construção de uma democracia participativa… (uma prática tem ajudado…)

 

3– (CESPE / TRE-BA Técnico/ 2017)

A correção gramatical, a coerência e o sentido do texto seriam mantidos caso a forma ‘tem ajudado” (l.22) fosse substituída por

  1. A) ajudaria
  2. B) vinha ajudando
  3. C) pode ajudar
  4. D) vem ajudando
  5. E) ajudou

Gabarito Preliminar Letra D:

“tem ajudado” é forma do “pretérito perfeito composto do indicativo”, que indica ação que começa no passado e perdura no presente, no sentido de algo contínuo, ainda em curso. Portanto, esse sentido de algo ainda em andamento é mantido na locução “vem ajudando”, pois o auxiliar no presente mantém a ideia de atualidade da ação, ao passo que o gerúndio alimenta a ideia de continuidade. No nosso material, há uma questão do Cespe de 2016 IDÊNTICA!

Linha 21-22: Esta tem sido uma prática, sobretudo no nível do poder local, que tem ajudado na construção de uma democracia participativa… (uma prática vem ajudando…)

 

4- (CESPE / TRE-BA Técnico/ 2017)

Acerca do papel das conjunções na organização do texto, julgue os itens…

I- A conjunção “porque” combina duas orações que mantêm entre si uma relação de causalidade.

II- A conjunção “como” indica uma comparação entre as afirmações das orações por ela conectadas.

III- A conjunção “logo” introduz um período que explica o raciocínio apresentado em períodos anteriores.

IV- A conjunção “entretanto” estabelece relação de contraposição entre os conteúdos das orações por ela combinadas.

Essa estava inteirinha na nossa revisão de véspera!

Gabarito Preliminar Letra B (Estão certos apenas os itens I e IV):

I-Correta! A conjunção “porque” combina duas orações que mantêm entre si uma relação de causalidade.

“São considerados estéreis, porque não produzem frutos”

Porque é a mais clássica conjunção causal. Ora, a causa de serem chamados de ‘estéreis’ é justamente ‘não dar frutos!”, temos sim sentido de causalidade!

II- Errada. A conjunção “como” indica relação de CONFORMIDADE.

“Compõem os votos estéreis, inválidos ou, CONFORME/SEGUNDO denominou o TSE, votos apolíticos.

III- Errada. A conjunção “logo” introduz oração que CONCLUI o raciocínio apresentado em períodos anteriores. “Logo” é conjunção ‘conclusiva’, não explicativa.

IV- Correta. A conjunção “entretanto” estabelece relação de contraposição (oposição) entre os conteúdos das orações por ela combinadas.

“… É evidente que não se sabe ao certo a razão x não há dúvida quanto à invalidade do voto…”

Entretanto é também uma clássica conjunção adversativa, indicativa de contraposição, adversidade, contraste… Temos oposição entre algo que não sabe e algo sobre o qual não há dúvida.

Gabarito Preliminar Letra B (Estão certos apenas os itens I e IV):

5- (CESPE / TRE-BA Técnico/ 2017)

No segundo parágrafo, a forma verbal “fazê-lo” remete a

  1. A) “o resultado final”
  2. B) “embasar tanto a postura dos que votam em branco quanto a dos que votam nulo”
  3. C) “voto em branco ou nulo”
  4. D) “apresentar voto em branco ou nulo”
  5. E) “comparecer às urnas no dia das eleições”

Quem leu nossa aula de verbo, fez lá uma questão cobrada na prova do ISS Teresina que cobrava exatamente este ponto: o verbo vicário, um verbo que retoma outra ação, para evitar repetição de um mesmo verbo. Fazê-lo retoma uma ação anterior, a ação de apresentar voto em branco ou nulo.

Linha 10: “…o eleitor que apresentar voto em branco ou nulo pode fazê-lo por diversas razões.”

Gabarito Preliminar Letra D:

 

6– (CESPE / TRE-BA Técnico/ 2017)

Assinale a opção que apresenta termo que desempenha a mesma função sintática que “a razão”

Linha 17: “…não se sabe, ao certo, a razão…”

  1. A) “dúvida”
  2. B) “resultado”
  3. C) “o mesmo”
  4. D) “votos estéreis”
  5. E) “o Tribunal Superior Eleitoral”

Gabarito Preliminar Letra E:

Linha 17: “…não se sabe, ao certo, a razão…”

Ora pessoa, “se sabe” é estrutura sintática de voz passiva sintética VTD + SE, logo temos sujeito paciente: a razão não se sabe (a razão não é sabida). Temos que procurar outra alternativa em que o termo destacado seja SUJEITO.

  1. A) “dúvida”

“… não há dúvida…”

Comentamos também a estrutura de voz passiva e o verbo haver na nossa revisão!

Pegadinha! O verbo haver não tem sujeito, então “dúvida” é apenas objeto direto.

  1. B) “resultado”

“… não produzem resultado…”

Resultado é apenas objeto direto de ‘produzem’

  1. C) “o mesmo”

“… O resultado final é o mesmo…”

“o mesmo” é predicativo do sujeito “o resultado final”; observe que temos um verbo de ligação: “é”.

  1. D) “votos estéreis”

“… compõem a categoria dos votos estéreis…”

O termo “dos votos estéreis” é um determinante do substantivo “categoria”, é mero adjunto adnominal.

  1. E) “o Tribunal Superior Eleitoral”

“… como denominou o Tribunal Superior Eleitoral…”

Organizando, temos: o Tribunal Superior Eleitoral denominou. 

Temos aqui o sujeito do verbo ‘denominar’, aqui está nosso gabarito!

 

Prova tranquila pessoal, espero que tenham ido muito bem!

Estou aqui na correria da correção ao vivo, peço que perdoem eventuais errinhos de digitação!

Grande abraço!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja os comentários
  • A revisão de ontem foi bem produtiva. ..me ajudou e muito!! Obrigado Professor,....Valeu Estratégia!!!
    Givanildo Amorim em 20/08/17 às 22:07
  • Mestre, obrigada pela contribuição na minha evolução nos concursos, gabaritei português TRE BA!!!!!!!! Fez muita diferença seus PDF´S e aulão de véspera, sucinto e produtivo. Por favor, aulão FCC.
    Leka Campos em 20/08/17 às 20:40
  • tranquila mesmo, podia ser assim no tj-mg.
    jane em 20/08/17 às 19:50