Artigo

Gabarito Extraoficial SEFAZ-AL – Língua Portuguesa

Olá, pessoal!

Para quem não me conhece , meu nome é Patrícia Manzato e sou Professora e Coach aqui no Estratégia Concursos, fazendo parte do Time de Português.

Inicialmente, convido você a me seguir no INSTAGRAM: Instagram da Profª. Patrícia Manzato

Neste artigo, vamos comentar as questões de Língua Portuguesa que foram cobradas pela Banca CESPE/CEBRASPE no concurso da SEFAZ-AL, que aconteceu no dia 23/10/2021.

O Time de Português, em especial a Professora Adriana Figueiredo e eu, fizemos a análise e correção da prova e vamos passar a você nossas percepções.

Em geral, a prova foi tranquila, com questões mais simples de gramática e de compreensão e interpretação de texto, ainda que composta de apenas 5 itens.

E agora, vamos aos comentários das questões:

01.

Gabarito: ERRADO

Comentário: Item traz exatamente o oposto apresentado no texto: Matias não é um exímio conhecedor, mas um “Falso Entendido”. Portanto, o item está errado.

02.

Gabarito: CERTO

Comentário: Quando “Matias” responde com “Nem tanto, nem tanto”, ele, de fato, mostra uma falsa modéstia, no sentido de que estava gostando do que ouvia, do que as pessoas o chamavam. Portanto, o item está certo.

03.

Gabarito: ERRADO

Comentário: O texto é essencialmente narrativo, com traços de expositivo. Contudo, o item se torna mais errado no final ao trazer que o autor se posiciona “contra o jargão técnico”. Não é possível afirmar um posicionamento do autor, muito menos sobre o jargão técnico. Portanto, o item está errado.

04.

Gabarito: ERRADO

Comentário: “Insólito significa algo que não é costume, algo singular, ou ainda que causa estranheza, ou seja, algo fora do normal. Assim, não é possível afirmar que “insólito”, no contexto tenho o sentido de firme, inabalável – esse, de acordo com o texto, parece ser o desejo do “falso que interpreta”. Portanto, o item está errado.

05.

Gabarito: CERTO

Comentário: Muito cuidado com esta questão! O enunciado já deixa claro que precisamos olhar para a correção gramatical, mesmo que haja alteração de sentido.
Ao desenvolver a oração reduzida de gerúndio, ao uso de “que invoca” altera o referente e, consequentemente, o sentido. Contudo, gramaticalmente a oração mantém-se correta: “e passa a interpretar os motivos de quem o questiona, que invoca a Igreja medieval (…)”. Portanto, o item está certo.

Você pode também dar uma olhada na correção em vídeo feita pela Professora Adriana Figueiredo. É só acompanhar:

Se você quer conhecer mais do trabalho do Time de Português do Estratégia Concursos, clique aqui e tenha acesso às aulas demonstrativas dos cursos de Língua Portuguesa.

É isso, pessoal!

Grande abraço!

Profª. Patrícia Manzato

E-mail: [email protected]

Facebook da Profª Patrícia Manzato

Instagram da Profª Patrícia Manzato

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja os comentários
  • Nenhum comentário enviado.