Como estudar Direito da Criança e do Adolescente para o Exame da OAB
Ricardo Torques

Como estudar Direito da Criança e do Adolescente para o Exame de Ordem

Neste artigo vamos tratar de forma detalhada e didática como você deve encarar o estudo do Direito da Criança e do Adolescente no Exame de Ordem.

A partir da experiência de quem trabalha há anos com a OAB, bem como pela análise meticulosa das provas anteriores, temos como identificar a melhor técnica para que você tire o máximo da prova.

Antes de iniciarmos, gostaria de pedir licença para me apresentar. Meu nome é Ricardo Strapasson Torques, sou graduado em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e pós-graduado em Direito Processual.

Estou envolvido com concursos públicos e exame de ordem há 09 anos, aproximadamente, quando ainda na faculdade.

Fui aprovado no II Exame da OAB, contudo não exerço a advocacia. Dediquei-me aos concursos públicos, fui servidor em vários órgãos (TJ-RS, TJ-PR e TRT da 9ª Região).

Hoje, já exonerado dos cargos públicos que ocupei, dedico-me exclusivamente ao Exame de Ordem e a concursos públicos, pelo Estratégia Concursos. Sou professor por paixão!

Deixarei abaixo meus contatos para quaisquer dúvidas ou sugestões. Será um prazer orientá-los da melhor forma possível nesta caminhada.

E-mail | Instagram | Facebook

Vamos lá!

Introdução | Direito da Criança e do Adolescente na OAB

O Exame da OAB é composto por duas provas. A 1ª fase é composta por 80 questões objetivas de múltipla escolha, com quatro alternativas (A, B, C, D), das mais variadas disciplinas jurídicas estudadas na graduação.

Atualmente, essas questões estão distribuídas entre as seguintes matérias:

♦ Direito Constitucional;
♦ Direito Administrativo;
♦ Direito do Trabalho;
♦ Direito Penal;
♦ Direito Civil;
♦ Direito Empresarial;
♦ Direito do Trabalho;
♦ Direito Internacional Público;
 Direito Processual Civil;
♦ Direito Processual Penal;
♦ Direito Processual do Trabalho;
♦ Direitos Humanos;
♦ Código do Consumidor;
♦ Estatuto da Criança e do Adolescente;
♦ Direito Ambiental, Direito Internacional;
♦ Filosofia do Direito;
♦ Estatuto da Advocacia;
♦ Código de Ética e Disciplina da OAB.

Em meio a esse emaranhado, a disciplina do Direito da Criança e do Adolescente foi uma constante nos exames anteriores. Em regra, são exigidas sempre duas questões na prova objetiva, que corresponde a 2,5% do total de pontos dessa prova.

Nossa pretensão é orientá-lo para que você acertar essas duas questões.

O ECA, todavia, é um diploma extenso, com mais de 250 artigos. Além disso, temos alguns conceitos doutrinários e noções constitucionais que são fundamentais para o estudo da matéria.

Assim, como estudar 2,5% da prova sem perder de vista as demais disciplinas? Vale a pena dedicar-se ao estudo do ECA?

Vale a pena sim! Desde que façamos um estudo com foco nos assuntos mais cobrados em prova.

Ao analisar as provas anteriores, identificamos alguns temas que são exigidos com frequência nas provas, tais como direito à convivência familiar e comunitária, direito infracional, acesso à justiça e prevenção.

Com tal análise, temos uma delimitação clara do que o examinador provavelmente exigirá na prova vindoura.

Desse modo, de forma objetiva, com esquemas gráficos e resumos, faremos um preparo otimizado e que, certamente, contribuirá para o sucesso na primeira fase.

Nos exames anteriores, a FGV cobrou pelos seguintes assuntos:

direito da criança e do adolescente oab

Podemos ou não identificar assuntos que serão estudados?

Quer continuar lendo? Clique aqui!

Um forte abraço e bons estudos a todos!

Ricardo Torques

E-mail | Instagram | Facebook

Conheça nossos Cursos preparatórios para o Exame da OAB.

Compartilhe:

Ricardo Torques

Ricardo Torques

  Ricardo Torques é natural de Colombo/PR, formado em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) em 2009, pós-graduado em processo civil pela Faculdade Assis Gurgacz (FAG), em 2012. Em 2009 foi aprovado no concurso de Assistente Técnico Administrativo do Ministério da Fazendo, onde exercer o cargo de chefe substituto da Agência da Receita de Paranaguá/PR. Atualmente é assessor jurídico de magistrado no Tribunal de Justiça do Estado do Paraná. Foi aprovado em concursos de técnico e analista judiciário de Tribunais Regionais do Trabalho. Foi coordenador de materiais do Focus Concursos. Foi professor de Legislação no Focus Concursos e de Direitos Humanos no C24H. É professor de Direitos Humanos no Estratégia Concursos.

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Artigos Relacionados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Vídeos Relacionados
Depoimentos dos Aprovados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.