0

Concurso do Banco do Brasil: Dicas Finais de Língua Portuguesa

Olá, futuro Escriturário!

Para quem não me conhece , meu nome é Patrícia Manzato e sou Professora e Coach aqui no Estratégia Concursos, fazendo parte do Time de Português.

Inicialmente, convido você a me seguir no INSTAGRAM: Instagram da Profª. Patrícia Manzato

Neste artigo, vou comentar 3 assuntos mais cobrados nas últimas provas da CESGRANRIO e que têm grande chance de estar na sua prova domingo.

E é claro que você, aluno e aluna CORUJA, não vai ser pego de surpresa, não é mesmo?!

Vamos a eles:

Crase

Um dos assuntos que mais derruba os candidatos, mas que pode ser resolvido com estas 5 Dicas que separei para você:

1. Utiliza-se crase apenas diante de palavras femininas:

Vou à confraternização x Vou ao encontro

2. Antes de hora, sempre há crase:

Espero você às 15h
Nossa aula inicia às 9h

3. Com locuções adverbiais femininas que expressam ideia de tempo, lugar e modo, há crase:

Às vezes, preciso revisar as regras de colocação pronominal.
Ele saiu às pressas.
A educação à distância tem mudado a vida de muitos brasileiros.

4. Antes de palavra masculina, inclusive em expressões, em geral, não há crase:

Fizemos muitas compras a prazo.
Aquela loja prepara o prato a gosto do cliente.
Sou sustentável, vou a pé para o trabalho.

Exceção: quando expressar “à moda de”: ele fez gol à Pele

5. É opcional a crase antes de:

(i) pronomes possessivos: vou à sua casa ou vou a sua casa;

(ii) substantivo próprio feminino: refiro-me à Mariana ou refiro-me a Marina.

Uso dos “porquês”

Ah, os “porquês”. São apenas 4, mas que na prova viram dezenas. Separei as principais diferenças entre eles para você não errar mais!

Por que

Utilizado em frases interrogativas (perguntas) e no sentido de “pelo qual”, “pelos quais”.

Por que não me acompanha?

Por quê

Aparece sozinho ou ao final das frases. Significa “por qual motivo”, “por qual razão”.

Você não terminou os afazeres, por quê?

Porque

Ele tem valor explicativo ou causal. Pode ser substituído por “pois”, “uma vez que”.

Não o vi ontem porque sai mais cedo da aula

Porquê

É substantivo e vem acompanhado do artigo masculino “o”.

Não sei lhe dizer o porquê de seu estado

Colocação Pronominal

O único tópico que despenca nas provas da CESGRANRIO e causa muitas dúvidas nos candidatos é o emprego dos pronomes átonos.

As posições nas quais o pronome oblíquo átono aparece recebem nomes determinados:

Pronome antes do verbo: Próclise (Hoje me escondi na mata)
Pronome depois do verbo: Ênclise (Escondi-me na mata)
Pronome no meio dos verbos: Mesóclise (Esconder-me-ia na mata)

Agora, para não errar mais, você tem que lembrar da REGRA 3 – 2 – 1

3 Proibições:

NÃO pode começar frase com pronome:

Me empresta (O correto é “Empresta-me“)

NÃO se usa o pronome depois do verbo no Futuro:

Emprestarei-te; (O correto é “Emprestar-te-ei”

NÃO se usa o pronome depois do particípio:

Tinha emprestado-te (O correto é “Tinha te emprestado”)

2 exceções:

Com Verbo no infinitivo e Conjunções coordenativas, usa-se Próclise OU Ênclise:

Estou esperando ele me responder OU Estou esperando ele responder-me

1 regra:

Palavras INVARIÁVEIS são ATRATIVAS, ou seja, usamos a PRÓCLISE (pronome antes do verbo)

São palavras invariáveis: Advérbios, conjunções subordinativas, pronomes indefinidos, pronomes relativos, preposições.

                Não me diga o que fazer!

Pessoal, é isso!

Desejo a todos uma excelente prova!

Grande abraço,

Profª Patrícia Manzato

Deixe seu comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *