Plexo Braquial: Tema Recorrente nos Concursos Fisioterapia
Área da Saúde

Tema Recorrente nos Concursos de Fisioterapia

Olá, concurseiros fisioterapeutas! Hoje estou aqui para falar sobre um tema recorrente nos concursos de Fisioterapia = PLEXO BRAQUIAL. Sabendo a formação do plexo braquial e as inervações motoras, te ajudará a entender muitas patologias (alterações encontradas em casos de compressão neural, por exemplo). Essas patologias também são muito cobradas em provas.

Vamos entender um pouco sobre os nervos espinhais, para posteriormente entender sobre o plexo braquial. Os nervos espinhais fazem conexão com a medula espinhal e saem da coluna vertebral através dos forames intervertebrais. Eles inervam o tronco, os membros e parte da cabeça.

        Só é considerado nervo espinhal após a fusão das raízes dorsal e ventral da medula espinhal. Sendo que a raiz dorsal possui fibras sensitivas (aferentes) e a ventral possui fibras motoras (eferentes). Reparem na figura abaixo onde se localizam os corpos celulares das fibras motora e sensitiva.

Plexo Braquial

        Possuímos nervos unissegmentares e plurissegmentares. As fibras dos nervos unissegmentares surgem de apenas um segmento medular. Já os nervos plurissegmentares possuem fibras originadas em mais de um segmento medular. Os nervos plurissegmentares formam os plexos. Desses plexos emergem nervos terminais.

         Podemos encontrar quatro plexos: cervical (C1 a C4), braquial (C5 a C8, T1), lombar (T12, L1 a L5) e sacrococcígea (L4 a S5). Alguns autores consideram plexo lombossacral. Agora sim vamos falar do plexo braquial!.

Plexo Braquial em provas de fisioterapia      

       Vamos entender melhor. Acompanhem pela figura para entender mais facilmente.

  • A raiz de C5 se anastomosa com a raiz de C6 formando o tronco superior;
  • A raiz de C7 forma o tronco médio;
  • A raiz de C8 e T1 forma o tronco inferior.

Em cada tronco podemos observar a formação de dois ramos: anterior (R.A.) e posterior (R.P). Nesses ramos também teremos anastomoses:

  • Ramo anterior do tronco superior se anastomosa com o ramo anterior do tronco médio, formando então o fascículo lateral, que dará origem ao nervo musculocutâneo e a raiz lateral para o nervo mediano.
  • O ramo anterior do tronco inferior formará o fascículo medial, que dará origem ao nervo ulnar (cubital) e a raiz medial para o nervo mediano.
  • Os 3 ramos posteriores dos 3 troncos vão formar o fascículo posterior, que dará origem aos nervos axilar e radial.

Agora sim a parte que temos que saber! A inervação motora e sensitiva.

Cada nervo inerva alguns músculos (inervação motora):

 

  • Nervo axilar – músculos deltóide e redondo menor;
  • Nervo radial – músculos posteriores do braço, antebraço e mão. Músculos principais = tríceps braquial, supinador, braquiorradial, extensor radial longo e curto do carpo.
  • Nervo ulnar (C8-T1) – músculos ântero-mediais do antebraço e hipotênar. Músculos: flexor ulnar do carpo, flexor profundo dos dedos (parte ulnar – medial), adutor do polegar, flexor curto do polegar (profundo), interósseos palmares e dorsais, terceiro e quarto lumbricais.
  • Nervo mediano (C5-T1) – Não inerva nenhum músculo do braço! Inerva todos os músculos da região anterior do antebraço, com exceção do músculo flexor ulnar do carpo (nervo ulnar) e porção medial do flexor profundo dos dedos (nervo ulnar); músculos tênares (polegar – exceto o m. adutor do polegar), 1º e 2º lumbricais.
  • Nervo musculocutâneo (C5, C6-C7) – bíceps braquial, coracobraquial e braquial anterior.

 

Assim como cada nervo tem sua distribuição sensorial (inervação cutânea):

 

ATENÇÃO! NÃO CONFUNDAM COM DERMÁTOMOS! Os dermátomos são regiões da pele inervada por um único par de raízes sensitivas. De acordo com os níveis neurológicos, os dermátomos são distribuídos da seguinte forma nos membros superiores:

De acordo com a inervação motora e sensitiva saberemos quais alterações podem estar presentes em compressões neurais. Além disso, temos que estudar MUITO a anatomia dos músculos (origem, ação, inserção), pois isso também irá te auxiliar em todas as questões referente à compressões neurais. Vamos ver algumas alterações da compressão/lesão dos principais nervos mais recorrentes (ao nível do cotovelo):

Abaixo vamos resolver três questões da AOCP, para verem que pode ser cobrado tudo sobre esse assunto e de maneiras diferentes. Coloquei questões mais antigas, pois estão mais completas sobre todo o assunto.

 

1. AOCP – EBSERH/MEAC e HUWC-UFC – 2014

Paresia no músculo deltoide e redondo menor, além de alteração de sensibilidade na face lateral e superior do braço, são características de lesão do nervo:

(A) radial.

(B) mediano.

(C) axilar.

(D) ulnar.

(E) hipoglosso

 

Comentários: Vamos pensar:

  • Que nervo inerva os músculos redondo menor e deltoide? É o nervo axilar.
  • A lesão nesse nervo pode causar a alteração da sensibilidade onde? Na face lateral e superior do braço.

        Resposta da questão: letra C – Nervo Axilar.

 

2. AOCP –EBSERH/HU-UFJF – 2015

Assinale a alternativa INCORRETA.

(A) O plexo braquial é formado pelo entrelaçamento dos ramos ventrais dos quatro últimos nervos cervicais, juntamente com o primeiro nervo torácico.

(B) Os troncos do plexo braquial são divididos em superior (C5 e C6), médio (C7) e inferior (C8 e T1).

(C) O nervo musculocutâneo inerva os músculos bíceps e coracobraquial. As lesões deste nervo causam paresia ou paralisia dos flexores do cotovelo e dos supinadores, hipoestesia em face lateral do antebraço e o reflexo biciptal pode estar diminuído ou abolido.

(D) O nervo ulnar inerva a musculatura responsável pela abdução e rotação externa do ombro e se origina na corda posterior de C5 e C6.

(E) Os testes de Tinel e Phalen auxiliam na avaliação do paciente com provável síndrome do túnel do carpo.

 

Comentários: Vejamos as assertivas:

(A) O plexo braquial é formado pelo entrelaçamento dos ramos ventrais dos quatro últimos nervos cervicais, juntamente com o primeiro nervo torácico. Item correto. Como vimos anteriormente.

(B) Os troncos do plexo braquial são divididos em superior (C5 e C6), médio (C7) e inferior (C8 e T1). Item correto. Como vimos anteriormente.

(C) O nervo musculocutâneo inerva os músculos bíceps e coracobraquial. As lesões deste nervo causam paresia ou paralisia dos flexores do cotovelo e dos supinadores, hipoestesia em face lateral do antebraço e o reflexo biciptal pode estar diminuído ou abolido. Item correto. Vimos na aula que o nervo musculocutâneo inerva os músculos bíceps braquial e coracobraquial. Essa alteração do reflexo pode ocorrer (outro assunto importante para as provas).

(D) O nervo ulnar inerva a musculatura responsável pela abdução e rotação externa do ombro e se origina na corda posterior de C5 e C6. Item errado. O nervo ulnar se origina na raiz de C8 e T1. A raiz de C8 e a raiz de T1 se anastomosam e formam o tronco inferior. O ramo anterior do tronco inferior formará o fascículo medial, que dará origem ao nervo ulnar (cubital). O nervo ulnar inerva os músculos ântero-mediais do antebraço e hipotênares.

(E) Os testes de Tinel e Phalen auxiliam na avaliação do paciente com provável síndrome do túnel do carpo. Item correto. São dois testes para avaliar a STC.

Gabarito: D.

 

3. AOCP – EBSERH/HDT-UFT – 2015

Paciente, sexo masculino, 55 anos, sofreu queda com trauma em membro superior esquerdo, gerando como consequência uma lesão do nervo mediano. Assinale a alternativa correta referente ao caso clínico.

(A) O nervo mediano origina-se na corda posterior de C5 e C6, faz inervação do músculo deltoide (abdução) e redondo menor (rotação externa).

(B) O nervo mediano origina-se na corda lateral do plexo braquial, inerva o bíceps e coracobraquial (flexores de cotovelo).

(C) O nervo mediano é o maior ramo da corda medial do plexo braquial (C8 – T1), inerva os flexores dos dedos e realiza desvio ulnar.

(D) O nervo mediano origina-se na extensão do cordão posterior (C5, C6, C7 e C8) e geralmente é lesionado por compressão a nível de axila por muletas, fratura de úmero ou esforço muscular exagerado.

(E) O nervo mediano origina-se na corda lateral e medial do plexo braquial e é responsável pelos músculos flexores do antebraço, exceto flexor ulnar do carpo e metade medial do flexor profundo dos dedos.

 

Comentários: Vejamos as assertivas:

(A) O nervo mediano origina-se na corda posterior de C5 e C6, faz inervação do músculo deltoide (abdução) e redondo menor (rotação externa). Item errado. O nervo axilar inerva os músculos deltoide e redondo menor.

(B) O nervo mediano origina-se na corda lateral do plexo braquial, inerva o bíceps e coracobraquial (flexores de cotovelo). Item errado. O nervo musculocutâneo inerva esses músculos.

(C) O nervo mediano é o maior ramo da corda medial do plexo braquial (C8 – T1), inerva os flexores dos dedos e realiza desvio ulnar. Item errado. O nervo mediano inerva quase todos os músculos flexores do antebraço, exceto os que o nervo ulnar é responsável (m. flexor ulnar do carpo e porção medial do m. flexor profundo dos dedos). Inerva também os músculos pronadores redondo e quadrado, e quase toda a face palmar cutânea das mãos. Na mão também é responsável pela inervação dos músculos da região tenar, exceto o m. adutor do polegar.

(D) O nervo mediano origina-se na extensão do cordão posterior (C5, C6, C7 e C8) e geralmente é lesionado por compressão a nível de axila por muletas, fratura de úmero ou esforço muscular exagerado. Item errado. Geralmente é lesionado por compressão do túnel do carpo (Síndrome do Túnel do Carpo).

(E) O nervo mediano origina-se na corda lateral e medial do plexo braquial e é responsável pelos músculos flexores do antebraço, exceto flexor ulnar do carpo e metade medial do flexor profundo dos dedos. Item correto. O nervo mediano se origina da corda (fascículo) lateral e medial do plexo braquial.

Gabarito: E.

__________________________________________________________________________________________________

Geralmente, em qualquer concurso, tem alguma questão relacionada a isso, então muita atenção e estude MUITO, mas MUITO mesmo a anatomia humana! É a base de praticamente tudo. Fica a dica para a sua aprovação.

Abraços, pessoal!

 

Para conhecer nossas cursos regulares com materias gratuitos, basta acessar: https://www.estrategiaconcursos.com.br/curso/pacote-completo-p-concursos-de-fisioterapia-cursos-regulares-2017/

 

 

 

Posts Relacionados

Gislaine dos Santos Holler

Gislaine dos Santos Holler

Graduada em Fisioterapia pelo Centro Universitário Metodista de Porto Alegre (2013), pós-graduanda em Fisioterapia Traumato-ortopédica. Realizou diversos cursos na área de Fisioterapia Dermatofuncional, Fisioterapia Traumato-ortopédica e Pilates. Trabalhou na área de Pilates de 2012 até 2014. Em 2014, iniciou sua vida de concurseira com o concurso da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, no qual logrou êxito. Foi aprovada em outros concursos na área da Fisioterapia: Prefeitura Municipal de Bela Vista do Toldo – SC, Prefeitura Municipal de Canoinhas – SC, Marinha do Brasil.

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados