ENTREVISTA: Vitor Vieira Tenorio - Aprovado no concurso TRT SP no cargo de Técnico Judiciário (TJAA)

Entrevista:

ENTREVISTA: Vitor Vieira Tenorio – Aprovado no concurso TRT SP no cargo de Técnico Judiciário (TJAA)

“Você pode tudo o que você quiser, basta se dedicar. Há o tempo de plantar e o tempo de colher e, com dedicação, esforço e paciência uma hora você vai chegar lá também e vai poder colher os frutos tão merecidos! Aconselho a ter um propósito de vida bem claro, escolher os materiais certos, priorizar sempre os estudos, se organizar e manter a constância no objetivo até alcançá-lo. O estudo está mudando a minha vida e pode mudar a sua também”

Confira nossa entrevista com Vitor Vieira Tenorio, aprovado no concurso do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, 17º lugar,  no cargo de Técnico Judiciário Área Administrativa (TJAA):

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nossos leitores possam te conhecer melhor. Você é formado em que área? Qual sua idade? De onde você é?

Vitor Vieira Tenorio: Tenho 27 anos e sou natural de Recife/PE, onde moro atualmente. Sou formado em Engenharia Mecânica, tendo atuado por 2 anos na indústria do setor privado. No último ano de graduação foi então que decidi estudar para concursos e realizar o sonho de ser servidor público.

Estratégia: O que te levou a tomar a decisão de começar a estudar para concursos?

Vitor: Estava insatisfeito com a minha profissão e com o mercado de trabalho, queria trilhar outros caminhos. Quando minha namorada me mostrou as oportunidades do serviço público e descobri as formas que havia para ajudar a melhorar o país de alguma forma com o meu trabalho, sabia que era aquilo que queria fazer para a minha vida. Sempre gostei de ler muito e acreditei que o conhecimento pode mudar vidas.

Estratégia: Durante sua caminhada como concurseiro, você trabalhava e estudava (como conciliava trabalho e estudos?), ou se dedicava inteiramente aos estudos para concurso?

Vitor: Optei por me dedicar exclusivamente aos estudos e com isso tentar encurtar um pouco o caminho da aprovação. Consegui me planejar financeiramente e também tinha ajuda de familiares, ainda assim foi um período de muitas renúncias e dificuldades. rs

Estratégia: Quantos e em quais concursos já foi aprovado? Qual o último? Em qual cargo e em que colocação?

Vitor: Comecei a estudar para concursos públicos há exatos 1 ano e 9 meses. Nesse tempo consegui ser aprovado em 3 concursos: Escrevente Técnico – TJ-SP, Analista Judiciário-Área Administrativa TJPE ( 23º) e Técnico Judiciário-Área Administrativa TRT-SP (17º)

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver seu nome na lista dos aprovados/classificados?

Vitor: Foi uma sensação maravilhosa! Alívio e ao mesmo tempo uma confirmação de que estou no caminho certo, estudando pelos melhores materiais  e com as técnicas certas. Cada renúncia valeu a pena! Posso dizer que faria tudo novamente se preciso fosse.

Estratégia: Como era sua vida social durante a preparação para concursos? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social?

Vitor: Olha, no começo, por querer encurtar minha aprovação, adotei uma postura um pouco mais radical. Abdiquei de saídas que antes eram usuais. Costumava apenas sair com minha namorada aos domingos(ela reclamou bastante no início rs) ou ver algum filme . Não abria mão, porém, de praticar exercícios físicos regularmente após um dia de 8,9 horas de estudos. Eram 50 minutos no dia de alívio do estresse e renovação de energias. Acredito que seja fundamental para a saúde mental e para aguentar essa maratona de estudos no longo prazo.

Estratégia: Você é casado? Tem filhos? Namora? Mora com seus pais? Sua família entendeu e apoiou sua caminhada como concurseiro? Se sim, de que forma?

Vitor: Tenho uma namorada que me ajudou/ajuda demais! Ela que me incentivou a começar a estudar para concursos públicos, pois ela também era concurseira. Moro ainda com os meus pais. Na minha família não temos nenhum servidor, por isso, no começo eles não me apoiavam, pois acreditavam ser muito difícil passar, apesar de sempre confiarem em mim. Com o passar do tempo, foram entendendo como funciona realmente e viram que os resultados estavam chegando.

Estratégia: Você acha que vale a pena fazer outros concursos, com foco diferente daquele concurso que é realmente seu objetivo maior? 

Vitor: Se você tem condições, acredito que o melhor a se fazer é ter um foco no cargo que você quer e só ficar nessa área até chegar lá. Mas no meu caso, eu queria trabalhar logo, então comecei a fazer provas para tribunais, pois as matérias da área administrativa são parecidas, a quantidade de vagas é relativamente grande e a remuneração daria para me manter, além de ter tempo livre para continuar estudando. Pretendo ser Auditor Fiscal e vou continuar estudando aqui pelo Estratégia até conseguir a aprovação nesse cargo dos meus sonhos!

Estratégia: Você estudou por quanto tempo direcionado ao concurso que foi aprovado?

Vitor: Para o TRT-SP, especificamente, estudei durante 6 meses. Já tinha conhecimento por outros concursos da maioria das matérias, apenas dei maior atenção às disciplinas que eram novas para mim.

Estratégia: Chegou a estudar sem ter edital na praça? Durante esse tempo, como você fazia para manter a disciplina nos estudos?

Vitor: Assim que comecei a estudar, o meu foco era o TJ-PE. Havia rumores na época que o concurso iria sair em breve, mas acabou atrasando uns 6 meses. Nesse tempo estudei pelo edital do concurso anterior. É preciso ter muita disciplina e planejamento bem feito para se manter motivado a estudar sem ter um edital aberto. Acredito que ter estudado antes de o edital sair foi fundamental para as aprovações, pois você consegue sair na frente das outras pessoas e depois conseguir fazer revisões com mais qualidade.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o concurso? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Vitor: No começo, como não sou formado em Direito e não havia tido nenhum contato com essas matérias, assistia as vídeo aulas e ia fazendo meus resumos das aulas, no meu ritmo. Conforme o estudo foi avançando, priorizei apenas os PDFs do Estratégia juntamente com a resolução de milhares de questões. Acredito que as vantagens da vídeo aula+PDF sejam gigantescas! O material é completo, tem tudo o que precisamos para chegar preparados e confiantes na hora da prova. Além disso utilizei a área do aluno para sanar eventuais dúvidas que iam aparecendo durante o curso.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Vitor: Essa história é engraçada (rsrs). Estudo em uma biblioteca e logo no começo, nos primeiros dias, passava pelas bancadas e via na tela do computador de vários estudantes um material em PDF com uma corujinha azul. Isso me chamou muito a atenção e a partir daí fui pesquisar sobre o curso, através de aulas no youtube, li vários depoimentos aqui no site, perguntei a amigos e resolvi comprar o pacote. Foi a melhor escolha que poderia ter feito.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o concursando é a quantidade de assuntos que deve ser memorizada. Como você fez para estudar todo o conteúdo do concurso? Falando de modo mais específico: você estudava várias matérias ao mesmo tempo? Quantas? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos? Quantas horas por dia costumava estudar?

Vitor: Montei uma planilha simples mesmo e dividia o meu horário em blocos de 2 horas de estudo para cada disciplina. Portanto, como estudava 8 horas por dia, era um ciclo de 4 matérias por dia. Sempre sendo uma quantidade maior naquelas em que estava mais fraco ou que tinha um peso maior na prova.

É fundamental ter um planejamento bem feito, pois no momento em que vamos para a mesa de estudos, já saber o que e o quanto vamos estudar é uma grande vantagem, pois ganha-se tempo e também consegue-se manter uma constância nas matérias, sem deixar de estudar nenhuma delas.

Sempre utilizo mapas mentais, resumos escritos e claro, resolução de milhares de questões.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Vitor: Acho que por ser da área de exatas, tive mais dificuldade em Português e em Redação (rs). Não tem outra saída, é insistir, persistir e acreditar que é possível aprender qualquer matéria. Eu consegui produzir textos bons, depois de muito esforço e dedicação. Provei para mim mesmo que é possível. Uma dica muito importante também é conhecer a forma como a banca organizadora do seu certame cobra os assuntos. Por isso, em português, por exemplo, imprimi umas 50 provas passadas e fui resolvendo todas elas, até saber como era o padrão de cobrança da minha banca, no caso.

Em redação, vai um agradecimento especial para a minha namorada que corrigia meus textos e me dava broncas (rsrs).

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como foi sua rotina de estudos na semana que antecedeu a prova? E véspera de prova: foi dia de descanso ou dia de estudo?

Vitor: Gosto de estudar sempre até o último minuto antes da prova, se for possível (haha). No dia anterior, costumo assistir à revisão de véspera do Estratégia, pois consigo ficar menos ansioso e mais confiante, . Continuo no mesmo ritmo de sempre na semana antes. Apenas faço alguns ajustes, como priorizar mais a resolução de questões e ler mais os resumos e anotações feitos nos próprios PDFs. 

Estratégia: No seu concurso, tivemos, além das provas objetivas, as provas discursivas. Como foi seu estudo para esta importante parte do certame? O que você aconselha?

Vitor: Aconselho ler bastante sobre assuntos gerais (livros, revistas, jornais), pois o aumenta o vocabulário  e também enriquece o conteúdo utilizado para argumentação no texto dissertativo. Além disso é praticar muito, corrigir os erros, procurar aprender com quem tirou notas altas nas discursivas e priorizá-la como qualquer outra matéria. Cada dia mais as discursivas têm tido um peso maior nos concursos, então é inquestionável a importância delas!

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Vitor: Um grande erro meu foi achar que iria passar rápido. A conquista de um cargo público tem que ser encarada como um projeto de vida de médio/longo prazo e a aprovação vai vir quando você estiver preparado o suficiente para aquele cargo. Claro que existem algumas exceções, mas a grande maioria das pessoas precisa passar por algumas reprovações e por alguns bons meses ou anos até chegar a aprender, de fato, como lograr êxito nos concursos.

Outro erro meu foi, no começo, não resolver tantas questões. Se fosse começar hoje, aumentaria a quantidade de questões feitas. Somente resolvendo centenas ou milhares delas é que saberemos como estamos evoluindo, conseguiremos ter mais confiança na hora da prova e, o mais importante, compreendemos a maneira como a banca cobra os assuntos de cada matéria.

Posso dizer que um acerto foi ter entendido logo a importância de se fazer um planejamento de estudos adequado, utilizando planilhas de horários, ciclos de estudos e mantendo uma constância no aprendizado.

Ter acreditado sempre em mim também foi fundamental para que eu continuasse apesar de todas as dificuldades. Ter pessoas positivas ao meu lado e incentivadoras também. No fundo eu tinha um senso de certeza que iria dar certo, se eu estivesse disposto a pagar o preço.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? Chegou a pensar, por algum momento, em desistir? Se sim, como fez para seguir em frente?

Vitor: Acredito que vamos passar por momentos difíceis nessa longa caminhada. Seja por problemas familiares, financeiros ou mesmo de confiança, mas  ter a consciência de que os problemas são passageiros, nos dá força para continuar em frente e vencer todos eles.

No meu caso, boatos sobre a não abertura de concursos mexia comigo. Por conta disso, pensei em desistir várias vezes, mas resolvi ignorar e me manter firme nos estudos. Esse tipo de comentário vai sempre existir, mas não vamos perder a esperança, pois o serviço público vai precisar sempre de servidores para continuar funcionando e a nossa vaga vai estar lá nos esperando!

Por fim, sempre temos aquela desconfiança de que concursos é para gênios ou para pessoas neds haha. Mas sou prova viva de que, com muito esforço e dedicação, qualquer um pode ser aprovado no concurso que desejar.

Estratégia: Qual foi sua principal motivação?

Vitor: Foi dar uma vida melhor para a minha família, poder casar, ter filhos e dar a eles uma educação de qualidade. Dar orgulho aos meus pais e retribuir tudo o que eles fizeram por mim ao longo da vida.

Minha motivação é também poder contribuir com o meu trabalho para um país melhor, mais rico e honesto. Acredito que se cada um de nós entrar com essa vontade, o serviço público no Brasil vai poder oferecer uma melhor qualidade de vida para as próximas gerações.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para concurso. Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Vitor: Você pode tudo o que você quiser, basta se dedicar. Há o tempo de plantar e o tempo de colher e, com dedicação, esforço e paciência uma hora você vai chegar lá também e vai poder colher os frutos tão merecidos!

Deixo essa mensagem para vocês e aconselho a ter um propósito de vida bem claro, escolher os materiais certos, priorizar sempre os estudos, se organizar e manter a constância no objetivo até alcançá-lo.

O estudo está mudando a minha vida e pode mudar a sua também.

Obrigado a todos do Estratégia!

Bate-papo com aprovados

Outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados
Cursos Online para Concursos

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Resultados:

  • TRF 4a Região - 2019 14 alunos do Estratégia ficaram em 1º lugar, em suas respectivas regiões
  • Tribunal de Justiça-PR 2019 Dos 10 primeiros colocados, 7 foram nossos alunos
  • Agente da Polícia Federal 2018 Dos 180 aprovados, 113 foram nossos alunos
  • Concurso PGE - SP Procurador do Estado Dos 208 aprovados, 134 são nossos alunos
  • Concurso CLDF Procurador Legislativo Dos 31 aprovados, 24 são nossos alunos

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x