Notícia

Concurso SME SP: 3.155 nomeados em 2021! Novo edital autorizado!

Serão ofertadas 3.250 vagas

De acordo com uma notícia disponibilizada no portal da Prefeitura de São Paulo, somente em 2021, o Município já autorizou a nomeação de 3.155 profissionais só para a área da Educação, aprovados no último concurso SME SP. Além disso, o Executivo pretende investir mais de R$ 1 bilhão com essas inovações somente em 2022 (não incluídos os gastos com os cargos da educação infantil).

Em 7 de dezembro, o prefeito Ricardo Nunes autorizou a nomeação de 1927 candidatos aprovados, sendo: 491 para o cargo de Auxiliar Técnico de Educação; 154 para Coordenador Pedagógico; 1200 para Professor de Educação Infantil; 113 para Diretor de Escola; 7 para Supervisor Escolar e mais 62 para cargos técnico-administrativos de nível superior.

Foi publicada, em novembro deste ano, no Diário Oficial do Município, a autorização assinado pelo Prefeito Ricardo Nunes, para a abertura de dois editais do concurso SME SP.

  • Concurso SME SPProfessor
  • Status: autorizado
  • Banca: a definir
  • Vagas: 1.270 + 1.980
  • Salário inicial: R$ 2.379,56 a R$ 2.874,48
  • Último EditalEdital Professor 2016

Serão ofertadas 3.250 vagas, sendo 1.270 professores para atuação na educação infantil e ensino fundamental I com salário inicial de R$ 2.379,56. O segundo deverá nomear 1.980 docentes para atuarem no ensino fundamental II e no ensino médio, com salário inicial de R$ 2.874,48.

Em setembro deste ano, a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, homologou o resultado final do concurso SME SP para o cargo de Auxiliar Técnico de Educação. O edital do concurso público da Secretaria Municipal de Educação ofertou 1.737 vagas para cargos de nível médio e superior. As remunerações variaram entre R$ 1.553,40 e R$ 5.228,52.

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país.

Neste artigo você encontrará todas as informações sobre o edital do concurso, funcionamento das provas, remuneração, benefícios e progressão na carreira. Confira:

Concurso SME SP: situação atual

Em toda sua gestão, o prefeito Ricardo Nunes nomeou 3.651 profissionais para a área de Educação na Secretaria Municipal, sendo 674 para Professor Educação Infantil; 202 para Diretor de Escola; 47 para Supervisor Escolar; 1.164 para Coordenador Pedagógico) e 1.564 para Auxiliar Técnico de Educação.

As medidas fazem parte da modernização da gestão pública e valorização do servidor, possibilitadas pela aprovação de seis projetos na Câmara Municipal. O PL n.º 650/2021 prevê a reestruturação das carreiras de Níveis Básico e Médio, e o PL n.º 652/2021 dispõe sobre valorização de benefícios e mudanças nas gratificações de difícil acesso, após discussões em audiências públicas com a participação de vereadores e entidades representativas dos servidores.

As novas leis permitirão a reestruturação das carreiras de níveis básico e médio, e a valorização de benefícios e mudanças nas gratificações de difícil acesso. Somente neste ano, outras propostas já haviam sido aprovadas que reestruturaram os cargos em comissão, criaram os programas de Residência Jurídica e de Gestão, atualizaram a legislação sobre concursos públicos e criaram 1.068 cargos de Educação Infantil.

Autorização

Foi autorizada a realização de dois novos concursos para professor da Secretaria Municipal de São Paulo. Ao todo, serão ofertadas 3.250 vagas divididas na educação infantil, no ensino fundamental I e II e no ensino médio, com remunerações que variam entre R$ 2.379,56 e R$ 2.874,48 para uma jornada de 30 horas/aula por semana.

Certame em andamento

Encontra-se vigente o maior concurso público na área da Educação de São Paulo, segundo os dados divulgados pela Secretaria da Educação. Foram 118 mil inscritos somente para o cargo de Auxiliar Técnico: uma concorrência de 106 candidatos por vaga. A aplicação das provas de ambos os cargos estava prevista para o dia 1º de setembro de 2019, às 13 horas, na cidade de São Paulo (SP), mas a prova para Auxiliar foi cancelada e remarcada para 20 de outubro.

Para o cargo de Coordenador Pedagógico foram 20,9 mil inscritos e concorrência de 33 candidatos por vaga. No dia 28 de maio, foram publicados, no Diário Oficial da Cidade de São Paulo, os editais dos concursos da Secretaria Municipal de Educação.

A oferta do certame é de 1.109 vagas para o cargo de Auxiliar Técnico de Educação, de Nível Médio e 628 vagas para o cargo de Coordenador Pedagógico, que exige Nível Superior e experiência de três anos no magistério.

Concurso SME SP: carreira

Cargos, vagas e remunerações do próximo concurso

Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I

Cargos VagasSalários
Professor de Educação Infantil
Professor de Ensino Fundamental I
1.270 R$ 2.379,56

Professor de Ensino Fundamental II e Ensino Médio

Cargos VagasSalários
Professor de Ensino Fundamental I
Professor de Ensino Médio
1.980 R$ 2.874,48

Cargos, vagas e requisitos do certame em andamento

Auxiliar Técnico de Educação

Para o cargo de Auxiliar Técnico de Educação é necessário ter concluído o Ensino Médio ou equivalente.

Vagas

TotalACPcDNegros
1.10983156222

Coordenador Pedagógico

Já para concorrer à carreira de Coordenador Pedagógico é necessário possuir licenciatura plena em Pedagogia, pós-graduação stricto sensu em Educação ou pós-graduação lato sensu em Educação, de no mínimo 800 horas. Além disso, exige-se a comprovação de experiência de três anos no exercício do Magistério.

Vagas

TotalACPcDNegros
62847032126

Salários e benefícios

Auxiliar Técnico de Educação

Confira abaixo a tabela de remuneração do cargo. O piso da categoria é R$ 1.553,40  de acordo com o último reajuste.

Quando o vencimento básico for inferior ao piso, como é o caso dos níveis iniciais, os servidores receberão uma complementação do piso:

estrutura remuneratória auxiliar técnico

Coordenador Pedagógico

O piso da categoria é R$ 5.228,52 de acordo com o último reajuste. Quando o vencimento básico for inferior ao piso, como é o caso dos níveis iniciais, os servidores receberão uma complementação do piso:

Estrutura remuneratória coordenador pedagógico

Etapas de provas concurso SME SP

  1. Prova objetiva (eliminatória e classificatória);
  2. Prova discursiva (eliminatória e classificatória);
  3. Prova de Títulos (classificatória).

Provas objetiva e discursiva

As Provas Objetivas e Dissertativa foram aplicadas conjuntamente, no período total de 5 horas. A Prova Objetiva contou com 60 questões de múltipla escolha. O tempo de permanência mínima nas salas de provas foi de 3 horas e 45 minutos.

A prova discursiva teve variações de acordo com o cargo pretendido: para Auxiliar Técnico de Educação, esta etapa consistiu em um estudo de caso.

Já para Coordenador Pedagógico a prova discursiva consistiu na resolução de três questões dissertativas.

Abaixo você confere a distribuição de questões por disciplina nas provas objetivas do concurso SME SP:

Auxiliar Técnico de Educação – 20 de outubro

  • Português: 15 questões;
  • Matemática: 15 questões;
  • Noções de Informática: 10 questões:
  • Publicações Institucionais e Legislação: 20 questões.

Coordenador Pedagógico – já aplicada em 1ª de setembro

  • Conhecimentos Gerais: 30 questões;
  • Conhecimentos Específicos: 30 questões.

Critérios de avaliação

Foram considerados habilitados na prova objetiva os candidatos que obtivessem a nota padronizada mínima de 50 pontos. Para ter sua prova discursiva corrigida, o candidato deveria se classificar:

  • Dentro do número de 5 vezes o número de vagas para o cargo de Auxiliar Técnico de Educação;
  • Dentreo do número de 3 vezes o número de vagas para o cargo de Coordenador Pedagógico.

Para ser aprovado na prova discursiva, o candidato deveria alcançar o aproveitamento mínimo de 50% do total de pontos (100).

Prova de Títulos

Auxiliar Técnico de Educação

tabela de títulos Auxiliar Técnico  sme sp

Coordenador Pedagógico

tabela títulos - concurso SME sp
Ú

Últimos concursos

Auxiliar Técnico em Educação

O último concurso Educação SP ocorreu em 2013, com organização do Cetro Concursos e 493 vagas para Auxiliar. Contou com duas provas, aplicadas conjuntamente: uma objetiva e outra dissertativa. O tempo máximo de duração das provas foi de 4h.

A prova objetiva foi composta por 60 questões objetivas de múltipla escolha com 5 alternativas, ao passo que a prova dissertativa consistiu na resolução de três situações-problema. 

As provas objetiva e discursiva valiam, cada uma, 100 pontos. Para ser habilitado nas provas era necessário atingir um aproveitamento mínimo de 50% por prova.

Os candidatos habilitados nas provas objetiva e dissertativa foram então convocados a apresentar a documentação da última fase do concurso, a de títulos.

Foram convocados os 8.000 melhores colocados na lista de ampla concorrência e os 400 melhores colocados na lista de pessoas com deficiência para participar desta etapa.

Professor

O último concurso SME SP para professor foi realizado em 2016, com oferta de 2.472 vagas para docentes de ensino fundamental II e médio. A seleção foi organizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). As inscrições foram fixadas no valor de R$ 46,00.

Etapas de provas

Os candidatos foram avaliados por meio de:

  • Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Avaliação de títulos, de caráter classificatório.

Prova Objetiva

A prova objetiva contou com 60 questões de múltipla escolha, sendo 30 de Conhecimentos Pedagógicos e 30 de Conhecimentos Específicos. Na sua avaliação foi utilizado o escore padronizado com média igual a 50 em cada um dos módulos e desvio padrão igual a 10, sendo:

a) contado o total de acertos de cada candidato em cada módulo;
b) calculadas a média e o desvio padrão dos acertos de todos os candidatos em cada módulo;
c) transformado o total de acertos de cada candidato em nota padronizada (NP). Para isso, calculou-se a diferença entre o total de acertos do candidato em cada módulo (A) e a média de acertos do grupo em cada módulo ( X̅ ), dividiu-se essa diferença pelo desvio padrão (s) do grupo em cada módulo e multiplicou-se o resultado por 10 e, por sim, somou-se 50.

Foi considerado habilitado na Prova Objetiva o candidato que obtiver nota padronizada igual ou superior a 50 em cada um dos módulos e somatório maior ou igual a 100 no total.

Prova Discursiva

Foram corrigidas as provas discursivas de até 4 vezes o número total de vagas do cargo/disciplina, respeitados os empatados na última colocação. Em relação aos candidatos que tiveram sua inscrição deferida na condição de pessoas portadoras de deficiência, negros, negras ou afrodescendentes, foram corrigidas todas as provas dos habilitados na Prova Objetiva.

A Prova Discursiva valeu 100 pontos e foi constituída por 2 questões discursivas, sobre o módulo de conhecimentos pedagógicos, com número máximo de 30 linhas. Foi considerado aprovado na Prova Discursiva o candidato que obtivesse nota igual ou superior a 60, numa escala de 0 a 100.

Avaliação de Títulos

A Avaliação de Títulos foi aplicada para todos os candidatos do Professor de Ensino Fundamental e Médio, aprovados na Prova Discursiva. Ela valeu, no máximo, 10 pontos, ainda que a soma dos valores dos títulos apresentados pudesse superar esse valor.

TítulosValor unitárioQuantidade Máxima
Título de Doutor em área
relacionada à Educação,
obtido até 31/12/2015.
6,01
Título de Mestre em área
relacionada à Educação
(desde que não fosse
pontuado o título de
Doutorado), obtido até
31/12/2015.
4,01
Tempo de efetivo exercício na Administração Direta da
PMSP em cargos e/ou funções docentes do magistério até 31/12/2015.
0,1 por mês40 meses
Tempo de efetivo exercício em Órgãos Federais, Estaduais, Municipais ou particulares
devidamente autorizados, em cargos e/ou funções docentes do magistério até 31/12/2015, não
concomitante com o item anterior.
0,1 por mês 40 meses

A Pontuação Máxima dos Títulos Acadêmicos (Doutorado e Mestrado) não poderia ultrapassar 6,0 pontos no total. Já a Pontuação Máxima dos Títulos de Experiência não poderia ultrapassar 4,0 pontos no total.

Quer saber tudo sobre concursos previstos?
Confira nossos artigos!

Quer estudar para o concurso SME SP?

Gostou desta oportunidade e deseja se preparar? Então, confira abaixo nosso curso exclusivo para este concurso e inicie seus estudos agora mesmo:

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país.

Concursos Abertos

Confira os editais publicados

Concursos 2021

Confira as oportunidades previstas

Informações dos concursos

Auxiliar Técnico e Coordenador Pedagógico

Datas: 2019
Vagas: 1.109 + 628
Cargos: Auxiliar Técnico de Educação e Coordenador Pedagógico
Lotações: São Paulo (SP)
Banca: Vunesp
Escolaridade: Nível Médio e Superior
Edital 1Edital Auxiliar Técnico de Educação
Edital 2Edital Coordenador Pedagógico
Resultados:

Professor

Datas: 2016
Vagas: 2.472
Cargos: Professor de Ensino Fundamental II e Médio
Lotações: São Paulo (SP)
Banca: FGV
Escolaridade: Nível Superior
EditalEdital Professor 2016

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja os comentários
  • Qual local da prova, quando será divulgado e por onde?
    Giane em 12/08/19 às 13:26
  • Olá André. Conforme consta no edital, a confirmação da data e as informações sobre horário e local das provas serão divulgadas oportunamente por meio de Edital de Convocação, a ser publicado oficialmente no Diário Oficial da Cidade de São Paulo, e, divulgado, como subsídio, no site da Fundação VUNESP, na Área do Candidato – no link "Locais de Prova", não podendo ser alegada qualquer espécie de desconhecimento. Att. Equipe Estratégia Concursos
    Camila Leite em 15/07/19 às 12:13
  • Como vou saber horário e local da prova?
    André Paula Cardoso em 14/07/19 às 17:29
  • Olá Rafael. No momento não temos curso para este certame. Att. Equipe Estratégia Concursos
    Camila Leite em 26/09/18 às 15:36
  • Olá, Eu clico no link que deveria me direcionar para o site do curso para esse concurso (SME-SP), mas não consigo encontrá-lo. Alguém pode me ajudar?
    Rafael em 25/09/18 às 23:05