Fiscal - Estadual (ICMS)

Concurso Sefaz SP: solicitadas 1.100 vagas, veja os cargos!

Conforme informações internas do órgão, foram solicitadas 1.100 vagas para algumas carreiras do concurso Sefaz SP (Secretaria de Fazenda do Estado de São Paulo). A distribuição de vagas solicitadas é a seguinte:

  • 250 para Auditor Fiscal;
  • 150 para Analista de Planejamento;
  • 500 para Técnico da Fazenda; e
  • 200 para Executivo Público.

Ademais, vale lembrar que o governador Tarcísio de Freitas havia confirmado um novo concurso para a área fiscal após a reforma administrativa, que teve o projeto de lei sancionado em agosto de 2023. Logo, agora o caminho estaria aberto para uma autorização!

  • Secretaria de Estado da Fazenda de São Paulo – Auditor Fiscal
  • Status: Solicitado
  • Banca: a definir
  • Vagas: 1.100
  • Salário inicial: R$ 20.169,10
  • Último edital: Edital ICMS SP – 2013

Ainda, relativamente a outros cargos na SEFAZ SP, de maneira exclusiva, o Estratégia realizou uma entrevista com Carla Bicudo, diretoria da área contábil da Sefaz SP, que confirmou um novo edital para o 2º semestre de 2024 ou início de 2025.

Foi ressaltado que a seleção ofertará pelo menos 50 vagas para o cargo de Contador, o que reforçaria a respectiva área para uma reestruturação no setor.

Ideia, inclusive, que está nos planos da Secretaria, já que o SIAFIC (Sistema de Orçamento e Contabilidade) do órgão está em vigor desde 1966. Um novo projeto está em trâmite para, em até dois anos, renovar o sistema.

A diretora também ressaltou que os futuros servidores poderão trabalhar em home-office ou em modelo híbrido e terão carga horária de 40 horas semanais.

Além disso, a estrutura remuneratória para o cargo de Contador Geral da Fazenda Estadual possui ganhos iniciais de R$ 4.851,38, com prêmio incentivo de qualidade de até R$ 3.819,16.

Em busca no Portal de Transparência, é possível encontrar servidores com valores de ganhos interessantes, cerca de R$ 13.618,74 (valores brutos).

  • Secretaria de Estado da Fazenda de São Paulo – Contador
  • Status: edital previsto
  • Banca: a definir
  • Vagas: 50 previstas
  • Salário inicial: R$ 9.448,92
  • Último edital Contador

Confira neste artigo as principais informações e novidades a respeito do concurso Sefaz SP. Acompanhe os tópicos abaixo e não perca nenhum detalhe:

Situação atual do concurso Sefaz SP

Previsão de concurso

O governador do Estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas, falou acerca do novo concurso Sefaz SP durante entrevista ao Flow Podcast. De acordo com o governador, o certame será sim realizado para renovar o quadro do órgão.

Entretanto, Tarcísio explicou que era necessária primeiramente uma reforma administrativa para organizar a questão dos cargos em comissão, que já teve projeto de lei sancionado em agosto de 2023.

Nesse sentido, o caminho já está aberto para uma autorização, que pode acontecer após o citado pedido de 1.100 vagas, realizado em abril de 2024, para o ano de 2025.

O concurso Sefaz SP é muito aguardado em virtude do elevado número de vacâncias no quadro de servidores.

Apenas para que se tenha uma noção, em 2009, o certame ofertou 600 vagas. Enquanto que, em 2013, foram 885 vagas.

Aprovada nova resolução para concursos de promoção

Foi aprovada a resolução da Secretaria da Fazenda e Planejamento de São Paulo que dispõe sobre os procedimentos e critérios de promoção para Concurso de Promoção para Auditores Fiscais.

A resolução permite a manutenção da pontuação auferida pelos não promovidos, que somente será zerada com a promoção do servidor. Com isso, a expectativa é que todos sejam promovidos em até 07 anos.

As regras também visam valorizar as funções relativas ao cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual, principalmente da Fiscalização Direta, que passará a pontuar conforme a produtividade.

O objetivo é reforçar a meritocracia, recompensando as competências necessárias para que a carreira atinja níveis de excelência cada mais maiores.

Sobre os cargos

Auditor Fiscal da Receita Estadual

O que faz o Auditor Fiscal da Receita Estadual?

No edital do concurso Sefaz SP em 2013, as atividades para o Agente Fiscal de Rendas, atual Auditor Fiscal da Receita Estadual, eram as seguintes:

  • Fiscalização direta dos tributos estaduais;
  • Funções relacionadas com a coordenadoria, direção, inspeção, controle da arrecadação de tributos, chefia, encarregatura, supervisão, assessoramento, assistência, planejamento da ação fiscal;
  • Consultoria e orientação tributária;
  • Representação junto a órgãos julgadores;
  • Julgamento em primeira instância do contencioso administrativo tributário;
  • Correição da fiscalização tributária;
  • Gestão de projetos relacionados à administração tributária;
  • Planejamento estratégico da Coordenadoria da Administração Tributária;
  • Outras atividades ou funções que venham a ser criadas por lei ou regulamento.

Quanto ganha um Auditor Fiscal?

O cargo de Auditor Fiscal possui 6 níveis, denominados Níveis I a VI. O início da carreira começa no nível I.

A remuneração básica compreende uma parte fixa e uma parte variável (prêmio de produtividade). Confira abaixo o salário inicial, com referência em 2023:

Tabela salarial do cargo de Auditor Fiscal

Além disso, o servidor também pode receber PR – Participação nos Resultados, com limite mensal de 4.800 cotas, variável a depender de metas individuais e de setor.

Vale ressaltar que o PR é “extra teto”, mas não livre de descontos. Sendo pago trimestralmente, ainda não alcança o limite máximo.

Contador Geral da Fazenda Estadual

Quanto ganha um Contador Geral da Fazenda Estadual?

Conforme consta no Portal da Transparência do Governo de São Paulo, o salário base de um Contador Geral da Fazenda Estadual é de R$ 4.851,38, tendo gratificações de R$ 778,38 e prêmio incentivo de qualidade de até R$ 3.819,16.

CargoSalário BaseGratificaçãoPrêmio incentivo qualidadeSalário total
Contador Geral da Fazenda EstadualR$ 4.851,38R$ 778,3850%:
R$ 1.909,58
100%: R$ 3.819,16
R$ 9.448,92
Remuneração ao cargo de Contador

Estrutura da Sefaz SP

A Coordenadoria da Administração Tributária – CAT é responsável pela arrecadação dos tributos estaduais e fiscalização do cumprimento das obrigações tributárias.

Ela se subdivide em Delegacias Regionais Tributárias, onde inicialmente os AFRs são lotados:

  • DRTC-I, II e III, em São Paulo
  • DRT-2, em Santos
  • DRT-3 em Taubaté
  • DRT-4, em Sorocaba
  • DRT-5, em Campinas
  • DRT-6, em Ribeirão Preto
  • DRT-7, em Bauru
  • DRT-8, em São José do Rio Preto
  • DRT-9, em Araçatuba
  • DRT-10, em Presidente Prudente
  • DRT-11, em Marília
  • DRT-12, em São Bernardo do Campo
  • DRT-13, em Guarulhos
  • DRT-14, em Osasco
  • DRT-15, em Araraquara
  • DRT-16, em Jundiaí

Último concurso para Agente Fiscal de Rendas

No último concurso público, realizado em 2013 pela FCC, foram ofertadas 885 vagas, sendo 782 na área de gestão tributária e 103 na área de tecnologia da informação. Foram nomeados 921 candidatos.

Foram 31.359 inscritos para a área de gestão tributária (média de 40 candidatos x vaga) e 3.945 para a área de tecnologia da informação (média de 38 candidatos x vaga). No total, foram registrados 35.304 inscritos.

Linha do Tempo

  • 03/01/2013 – Lançamento do edital
  • 23/03/2013 – Aplicação da prova objetiva 1
  • 24/03/2013 – Aplicação das provas objetivas 2 e 3
  • 13/07/2013 – Homologação do resultado
  • 13/07/2015 – Vencimento do concurso público, sem prorrogação do prazo de validade

Etapas e provas

A primeira etapa foi constituída de três provas objetivas – conhecimentos gerais, básicos e específicos:

Prova 1: Conhecimentos Gerais (Peso 1)

  • Português – 30 questões;
  • Matemática Financeira/Estatística – 10 questões;
  • Raciocínio Crítico – 10 questões;
  • Atualidades – 10 questões;
  • Inglês – 10 questões;
  • Administração Pública – 10 questões;
  • Economia e Finanças Públicas – 20 questões.

Prova 2: Conhecimentos Básicos (Peso 1)

  • Direito – 20 questões;
  • Direito Constitucional – 10 questões;
  • Direito Tributário I – 10 questões;
  • Legislação Tributária do Estado SP I – 15 questões;
  • Contabilidade Geral – 15 questões;
  • Auditoria – 10 questões.

Prova 3: Conhecimentos Específicos – Gestão Tributária (Peso 2)

  • Direito Tributário II – 20 questões;
  • Legislação Tributária do Estado SP II – 25 questões;
  • Contabilidade Avançada e Custos – 25 questões;
  • Tecnologia da Informação – 10 questões.

Prova 3: Conhecimentos Específicos – Tecnologia da Informação (Peso 2)

  • Direito Tributário II – 10 questões;
  • Contabilidade Avançada e Custos – 10 questões;
  • Tecnologia da Informação – 60 questões.

No gráfico, mostramos a importância que cada matéria teve no total de pontos da prova (Área gestão tributária):

Importância das matérias – concurso SEFAZ SP

Observe que apenas 3 matérias (Contabilidade Geral, Avançada e Custos, Legislação Tributária e Direito Tributário) já garantiam mais de 52% do total de pontos das três provas.

O maior desafio nas provas objetivas foi o fator tempo na P1: em 4 horas você precisava responder 100 questões, o que dá uma média de 2,4 minutos para cada questão. Por esse motivo, boa parte dos candidatos não atingem o mínimo nessa prova.

Já a segunda etapa, de caráter unicamente eliminatório, consistia em um curso presencial com uma prova objetiva de múltipla escolha ao final. Foram convocados para participar da segunda etapa os candidatos colocados, na ampla concorrência, até 1114º lugar (gestão tributária) e 147º lugar (tecnologia da informação).

Quais são as notas mínimas para não ser eliminado no concurso Sefaz SP?

Para não ser eliminado o candidato precisava obter, no mínimo, 50% do total de pontos ponderados de cada uma das três provas e cumulativamente obter, no mínimo, 60% do total geral de pontos ponderados das 3 provas.

Veja as notas de alguns candidatos na área de Gestão Tributária, para fins de comparação:

Colocação ACNota P1Nota P2Nota P3Nota final
79.0075.00148.00302.00
10º76.0059.00124.00259.00
743º (corte dentro das vagas)61.0056.00112.00229.00
1.114º (máximo convocado para o Curso)54.0048.00116.00218.00
1.711º (último colocado)66.0050.0088.00204.00
Tabela de notas mínimas

Com essa sistemática de não ter um mínimo por matéria, mas sim por prova, o candidato pode focar nas matérias que têm maior facilidade de aprendizado. Lembrando, claro, que é arriscado negligenciar totalmente uma matéria.

Lembre-se de que o chamado ciclo básico de matérias da área fiscal (português, matemática, direito tributário, direito constitucional, direito administrativo e contabilidade) pode ser aproveitado para diversos outros certames.


Quer estudar para o concurso Sefaz SP?

Assinatura Concursos

Assinatura de 1 ano ou 2 anos

Quer saber tudo sobre concursos previstos?
Confira nossos artigos!

Informações do último concurso Sefaz SP

Coordenação

Ver comentários

  • Olá, Coordenação!. Tudo bem? Sobre o próximo concurso para Sefaz SP, vocês tem alguma novidade? Será que sai concurso em 2020?

    Fico no aguardo pela resposta!

    At,

    Rafael

  • Olá, tem alguma informação sobre o próximo concurso de nível médio para o sefaz sp, o do técnico da fazenda estadual?

  • Boa noite,

    Tenho a assinatura vitalícia e não aparece esse curso: Pacote Completo p/ SEFAZ-SP (Agente Fiscal de Rendas - Gestão Tributária) Com Videoaulas - 2020 para me matricular. Só aparece o de 2019.
    Gostaria de ter acesso a este curso atualizado já que faço parte dos assinantes.

    Obrigada

  • Peço desconsiderar o meu comentário anterior. Estava procurando apenas por Sefaz-SP. Depois de pesquisar por várias palavras chaves encontrei o curso. Gostaria de dar como sugestão fazer um método de busca que liste os cursos por concurso. Eu digitei na busca SEFAZ-SP e o primeiro que apareceu foi SEFAZ-DF.

    Obrigada

  • Sou AFR na Sefaz e posso dizer que não haverá concurso com este governador. Quem quiser começar a estudar pensando em Sefaz-SP deve ter em mente um horizonte de pelo menos dois ou três anos.

Posts recentes

Responsabilidade tributária por infrações

Olá, pessoal. Nesse artigo, abordaremos o tema da responsabilidade tributária por infrações, conforme estabelecida no…

7 horas atrás

Não aplicação da lei de licitações

Não aplicação da lei de licitações

10 horas atrás

Qual a importância da Taquigrafia nas Câmaras Legislativas pelo país?

Confira neste artigo a importância da Taquigrafia nas Câmaras Legislativas pelo país. A importância da…

12 horas atrás

Regras constitucionais sobre o controle externo para o TCE-PR

Vamos iniciar o estudo de importantes regras que tratam sobre o controle externo, pois é…

13 horas atrás

Concursos Bancários: dicas de preparação e previsões para 2024

Olá, tudo bem com você? hoje vamos falar sobre os Concursos Bancários: dicas de preparação…

13 horas atrás

Formalidades exigidas no processo licitatório

Formalidades exigidas no processo licitatório

13 horas atrás