Concurso SEED AP: Ministério Público recomenda edital até setembro
Concursos Públicos

Concurso SEED AP: Ministério Público recomenda edital até setembro

Concurso SEED AP ofertará vagas para o cargo de Professor

O Ministério Público do Amapá emitiu uma recomendação para que um novo concurso público da Secretaria Estadual de Educação do Amapá (SEED AP) seja realizado no prazo de até 180 dias, ou seja, até setembro. De acordo com o anúncio, serão ofertadas vagas para cargo de Professor.

Neste artigo você fica por dentro de todas as informações sobre o concurso SEED AP.

  1. Status atual do concurso SEED AP
  2. Projeto básico
  3. Cargos vagos
  4. Requisitos dos cargos
  5. Remuneração atual
  6. Último concurso SEED AP
  7. Atribuições dos cargos
  8. Remuneração oferecida
  9. Etapas do concurso SEED AP
  10. Provas
  11. Disciplinas cobradas

Status atual do concurso SEED AP

No mês de março de 2019, o Ministério Público do Amapá (MP AP), emitiu uma recomendação ao Governo do Estado do Amapá (GEA), para que um novo concurso da Secretaria Estadual de Educação do Amapá (SEED AP) seja realizado em até 180 dias.

A seleção será para o quadro de professores e busca suprir carências no quadro de servidores do magistério do estado, porém, até o momento, o número de vagas que poderão ser ofertadas ainda não foi definido.

De acordo com o MP AP, a notificação foi motivada pelo recebimento de diversas denúncias, referentes à falta de professores nas escolas da rede pública de ensino na cidade de Macapá.

Em 31 de maio, o governador Waldez Góes anunciou a autorização de estudos para a realização de mais concursos nas áreas da saúde, educação, Amapá Previdência (Amprev) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AP). O último concurso SEED AP ocorreu em 2012 e, com sua prorrogação executada, teve seu prazo expirado em 2017.

Requisitos dos cargos

Todos os cargos de Professor, Especialista em Educação e Pedagogo exigem formação de nível superior, com certificado de graduação/licenciatura plena na área específica. Para Auxiliar Educacional e Instrutor de Música, é necessário técnico de nível médio.

Remuneração atual

De acordo com os dados disponíveis no Portal da Transparência de Amapá, destacamos os salários mínimo e máximo pagos atualmente:

Remuneração mínima: R$ 2.277,47
Remuneração máxima: R$ 9.819,37

Último concurso SEED AP

O último concurso SEED AP foi realizado em 2012, ofertando 1.339 vagas para cargos de Professor, 43 entre Auxiliar Educacional e Instrutor de Música e 110 entre Pedagogo e Especialista em Educação. A responsável pela organização do certame foi a Fundação Universa e o valor da inscrição foi fixado em R$ 72,00. Abaixo, a relação de cargos e vagas:

NÍVEL SUPERIOR

Professor Indígena: 1º ao 5º ano (61), Cultura Indígena (9) e Língua Materna (14).

Professor: Artes (89), Biologia (64), Ciências (75), Educação Especial (98), Educação Física (109), Ensino Religioso (6), Filosofia (39), Física (61), Geografia (71), História (73), Língua Espanhola (77), Língua Francesa (68), Língua Inglesa (93), Língua Portuguesa e Literatura (153), Matemática (113), Química (62) e Sociologia (37).

Professor Músico: Canto Lírico (1), Clarinete (2), Contrabaixo Acústico (1), Co-repetidor (2), Fagote (1), Flauta Doce (1), Flauta Transversal (1), Oboé (1), Percussão (1), Piano (5), Saxofone (1), Trombone (1), Trompa (1), Trompete (1), Viola (1), Violão (2), Violino (3) e Violoncelo (2)

Pedagogo (81)
Especialista em Educação: Tecnólogo Em Informática Educativa (18), Nutricionista (1), Assistente Social (2), Psicólogo (3), Fisioterapeuta (2), Fonoaudiólogo (2), Biblioteconomista (1).

NÍVEL MÉDIO
Auxiliar Educacional – Administração (30)
Instrutor De Música: Acordeon (1), Baixo Elétrico (1), Flauta Doce (1), Piano (6), Saxofone (1), Trompete (1), Violão (2).

Principais atribuições dos cargos

Professor Indígena – 1º ao 5º ano: Ministrar aulas teóricas e práticas no Ensino Fundamental em escolas indígenas do Sistema Público Estadual; Estabelecer estratégias de recuperação de aprendizagem dos alunos indígenas de menor rendimento.

Realizar atividades de planejamento, de avaliação, assim como elaborar materiais de pesquisa e divulgar conhecimentos de sua disciplina. Planejar e executar projetos pedagógicos específicos e diferenciados. Desenvolver atividades para estabelecimento de relações entre conteúdos e práticas. Colaborar com as atividades de articulação da escola indígena com as famílias e a comunidade indígena.

Professor Indígena – Cultura Indígena e Língua Materna; Professor – Artes, Biologia, Ciências, Educação Física, Ensino Religioso, Filosofia, Física , Geografia, História, Língua Espanhola, Língua Francesa, Língua Inglesa, Língua Portuguesa e Literatura, Matemática, Química e Sociologia: Ministrar aulas e executar outras tarefas pertinentes ao exercício do magistério.

Professor – Educação Especial: Participar da formulação de políticas educacionais especiais do Sistema Estadual de Ensino. Elaborar planos, programas e projetos educacionais no âmbito de sua atuação. Desenvolver atividades em salas ambientes, através das Tecnologias de Informação e Comunicação e Programas de Educação Especial, com vistas à dinamização e modernização das práticas pedagógicas e à formação continuada dos profissionais da educação especial.

Promover a educação de alunos com necessidades educativas especiais, ensinando-os a ler e escrever em Português e, conforme a necessidade do educando, em Libras e ou em Braile, calcular, interpretar, expressar-se, resolver problemas e as atividades da vida diária, desenvolver habilidades, atitudes e valores.

Professor Músico – Canto Lírico, Clarinete, Contrabaixo Acústico, Co-repetidor, Fagote, Flauta Doce, Flauta Transversal, Oboé, Percussão, Piano, Saxofone, Trombone, Trompa, Trompete, Viola, Violão, Violino e Violoncelo: Ministrar conhecimento na sua especialização artística, procurando incentivar o desenvolvimento da criatividade; fazer avaliação do conhecimento adquirido, periodicamente, segundo o plano de trabalho aprovado pela Secretaria de Educação; preparar concertos ao público; incentivar o amor à arte; orientar os familiares quanto aos dons artísticos revelados; exercer outras tarefas afins.

Instrutor De Música – Acordeon, Baixo Elétrico, Flauta Doce, Piano, Saxofone, Trompete, Violão: Dar instrução musical nas disciplinas que integram a estrutura curricular de Nível Básico e Técnico (Teoria e Solfejo); Preparar e executar concertos ao público; Zelar pela manutenção, controle e armazenamento dos instrumentos.

Auxiliar Educacional – Administração: Desenvolver atividades de escrituração, arquivo, protocolo, estatística, lavratura e registro de atas, controle de transferências escolares, boletins e outros inerentes aos trabalhos da secretaria escolar e dos setoriais da Secretaria de Estado da Educação. Orientar e apoiar a comunidade escolar na utilização dos equipamentos tecnológicos disponíveis. Difundir as práticas de utilização dos recursos tecnológicos (planejamento, organização, execução e controle de utilização dos equipamentos e programas).

Pedagogo: Planejar, coordenar, assessorar e avaliar as ações educativas, concomitantemente aos demais serviços e segmentos envolvidos no processo educacional. Contribuir com a formulação das políticas públicas educacionais do Sistema Estadual de Ensino. Planejar e desenvolver atividades de apoio aos docentes nos ambientes de aprendizagem, presencial, especial ou à distância, para os profissionais da educação do Estado. Prover meios para a recuperação dos alunos de menor rendimento.

Especialista em Educação – Tecnólogo Em Informática Educativa: O profissional deverá auxiliar professores no uso dos recursos computacionais aplicados ao processo ensino-aprendizagem, desenvolvendo e avaliando softwares educativos. Desenvolver e avaliar as aplicações de Educação à Distância.

Especialista em Educação – Nutricionista: Organizar em conjunto aos administradores escolares as ações relacionadas ao programa de alimentação escolar da rede estadual de ensino, além de supervisionar, avaliar e controlar as Instituições de Ensino da rede Pública na área de nutrição, vigilância alimentar e nutricional.

Especialista em Educação – Assistente Social: Contribuir para a viabilização da participação efetiva da população usuária nas decisões institucionais. Garantir a plena informação e discussão sobre as possibilidades e consequências das situações apresentadas, respeitando democraticamente as decisões dos usuários, mesmo que sejam contrárias aos valores e às crenças individuais dos profissionais resguardados os princípios deste código. Prestar atendimento psicossocial aos educandos e educadores. Prestar assessoramento no Órgão Central da Secretaria de Estado da Educação e às Unidades Escolares.

Especialista em Educação – Psicólogo: Atendimento e acompanhamento de pacientes com distúrbios mentais dentro da dinâmica de família e participação nos programas de saúde dentro das instancias e nos níveis pertinentes. Encaminhar e redigir documentos para subsidiar o servidor em situações de justiça, aposentadoria, licença médica.

Especialista em Educação – Fisioterapeuta: Executar métodos e técnicas fisioterapêuticas com a finalidade de restaurar, desenvolver e conservar a capacidade física dos pacientes e participar de programas de saúde pertinentes.

Especialista em Educação – Fonoaudiólogo: Executar ações de avaliação audiológica, reabilitação do afásico, da voz, da motricidade da voz, incluindo terapia da fala e audição e participação nos programas pertinentes no âmbito da Secretaria Estadual de Educação e das Instituições escolares e de Apoio Interprofissional ao Ensino.

Especialista em Educação – Biblioteconomista: Atuar no tratamento, recuperação e disseminação da informação e executar atividades especializadas e administrativas relacionadas à rotina de unidades ou centros de documentação ou informação, quer no atendimento ao usuário, quer na administração do acervo bibliográfico, ou na manutenção de bancos de dados. Participar da gestão administrativa, elaboração e realização de projetos de extensão cultural.

Remuneração oferecida

A remuneração oferecida à todos os cargos de professor foi no valor de R$ 1.321,54 + 100% de regência de classe.

Aos cargos de Pedagogo e Especialista, a remuneração do concurso SEED AP foi no valor de R$ 2.643,09. Para os cargos de Auxiliar e Instrutor foi de R$ 1.110,09.

Etapas do concurso SEED AP

O concurso SEED AP contou com duas etapas, definidas em prova Objetiva para todos os cargos, prova Discursiva (cargos de nível superior) e prova prática (cargos de nível médio), todas de caráter eliminatório e classificatório.

Provas

A prova Objetiva foi composta por Conhecimentos Básicos, contendo 24 questões e por Conhecimentos Específicos, com 26 questões. O peso foi determinado em 1, para cada.

A prova Discursiva consistiu na elaboração de texto dissertativo e/ou descritivo, com máxima de 10 pontos.

Disciplinas cobradas

Conhecimentos básicos:
Língua Portuguesa
Atualidades
Conhecimentos Pedagógicos
(somente para nível superior)
Microinformática (somente para nível médio)

Conhecimentos específicos:
Contou com habilidades e conhecimentos de acordo com a especialidade de cada cargo

Quer estudar para Concurso SEED AP?

Gostou desta oportunidade e deseja começar se preparar agora mesmo? Então, confira os nossos cursos e comece a estudar:

CURSOS SEED AP

Assinatura Anual Ilimitada*

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país. Assine agora a nossa Assinatura Anual e tenha acesso ilimitado* a todos os nossos cursos.

ASSINE AGORA – Assinatura Ilimitada

Concurso seed ap

Informações sobre o concurso SEED AP

Data prevista da prova: 2019/2020
Vagas: A definir 
Cargos: Professor 
Banca: A definir
Escolaridade: Nível Superior 
Edital: A definir

Ascom Estratégia
Bruna de Andrade
[email protected]

Receba notícias de Concursos no seu WhatsApp e/ou Telegram!

Cadastre-se clicando no ícone abaixo

Notícias de concursos no seu WhatsApp e/ou Telegram

Posts Relacionados

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados