Notícia

Concurso MRE: confira os resultados das provas!

Certame registrou mais de 9 mil inscritos!

Foi divulgado o resultado final da prova discursiva do concurso MRE (Ministério das Relações Exteriores). Veja abaixo na íntegra!

O edital oferta 100 vagas para a carreira de Oficial de Chancelaria, sendo 50 vagas imediatas mais 50 para formação de cadastro reserva. As oportunidades são de nível superior de formação e conta com salários iniciais de R$ 10.169,77!

De acordo com o levantamento, 9.945 candidatos estão inscritos para concorrer as vagas ofertadas para o cargo de Oficial de Chancelaria.

Veja todas as informações navegando pelo artigo!

  • Concurso MRE
  • Status: resultados das provas
  • Banca: Cebraspe
  • Vagas: 50 + 50 CR
  • Salário inicial: R$ 10.169,77
  • Edital: MRE 2023

Concurso MRE: situação atual

Cargos e vagas

CARGOSVAGAS
Oficial de Chancelaria50 + 50 CR
Vagas ofertadas ao cargo de Oficial de Chancelaria

Remuneração

Segundo o edital e a progressão da carreira de Oficial de Chancelaria, os salários ofertados ao cargo são:

  • Inicial: R$ 10.169,77
  • Final: R$ 14.882, 29

Confira abaixo o detalhamento da progressão da carreira e salário dado pela MP 1.170/23, que dispõe sobre a remuneração da carreira de Oficial de Chancelaria.

Tabela de remunerações de acordo com a progressão de carreira no Concurso MRE

Requisitos e Atribuições

Para concorrer é necessário nível superior em qualquer área. E de acordo com o art. 4º da Lei nº 11.440, de 29 de dezembro de 2006, aos servidores da carreira de Oficial de Chancelaria são incumbidas as atividades de formulação, implementação e execução dos atos de análise técnica e gestão administrativa necessárias ao desenvolvimento da política externa brasileira.

Etapas e provas do edital MRE

A seleção dos candidatos inscritos no edital MRE se dará mediante aplicação das seguintes etapas:

  • Prova objetiva – eliminatório e classificatório;
  • Prova discursiva – eliminatório e classificatório; e
  • Curso de preparação à carreira – eliminatório e classificatório.

A prova objetiva teve a duração de 3 horas e 30 minutos e foi aplicada no dia 10 de dezembro de 2023 no turno da manhã. Já a prova discursiva teve a duração de 3 horas e foi aplicada no mesmo dia que a objetiva, no turno da tarde.

Provas Objetivas

A Prova Escrita Objetiva de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório, valeu 60,00 pontos e foi composta por 60 questões do tipo múltipla escolha, com cinco opções (A, B, C, D e E), sendo uma única resposta correta, de acordo com o comando da questão.

Confira abaixo a estrutura:

  • Língua Portuguesa – 10 questões;
  • Língua Inglesa – 10 questões;
  • Licitações e Contratos – 10 questões;
  • Contabilidade – 8 questões;
  • Direito Internacional Público – 8 questões;
  • Administração Pública – 8 questões;
  • Informática – 6 questões.

Prova Discursiva

A prova discursiva valeu um total de 40,00 pontos e consistiu de duas questões discursivas, no valor de 20,00 pontos cada, e tiveram que ser respondidas em, no mínimo, 35 linhas e, no máximo, 45 linhas cada, acerca dos objetos de avaliação de atualidades constantes no conteúdo programático do edital.

Curso de Formação

O curso de formação, de caráter eliminatório e classificatório, será realizado em turmas, segundo a ordem de classificação dos candidatos aprovados na primeira etapa do concurso (provas).

O curso de formação terá a carga horária de 40 horas presenciais e versará sobre patrimônio e inventário, assuntos consulares, privilégios e imunidades, licitações no exterior e contabilidade nos postos.

A etapa será realizado em Brasília/DF, em período e local a serem divulgados no edital de convocação para essa etapa.

A avaliação do curso de formação consistirá de prova objetiva, composta de 50 questões de múltipla escolha, com cinco opções (A, B, C, D e E) e uma única resposta correta, acerca do conteúdo específico de patrimônio e inventário, assuntos consulares, privilégios e imunidades, licitações no exterior e contabilidade nos postos.

Último concurso MRE

último edital para Assistente de Chancelaria foi publicado em 2008 com a oferta de 100 vagas para candidatos de nível médio.

O edital foi organizado pelo Cebraspe, na época Cespe, e contou com duas etapas, sendo:

  • Prova objetiva e discursiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Curso de preparação à carreira, de caráter eliminatório e classificatório.

Já o último edital para Oficial de Chancelaria do MRE foi realizado em 2015 pela FGV, para o provimento de 60 vagas

Os candidatos foram avaliados por meio de sua etapas, sendo:

  • Prova objetiva e discursiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Curso de preparação à carreira, de caráter eliminatório e classificatório.

Etapas do último concurso para Oficial de Chancelaria

O concurso se dividiu em duas etapas, sendo a primeira composta de provas avaliativas de conhecimento e a segunda de um Curso de Preparação, assim dispostas:

  • Prova Objetiva: caráter eliminatório e classificatório;
  • Prova Discursiva: caráter eliminatório e classificatório;
  • Curso de Preparação: Caráter Eliminatório e Classificatório.

Prova Objetiva

A Prova Escrita Objetiva de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório, foi realizada nas cidades de Brasília-DF, Rio de Janeiro-RJ, São Paulo-SP, Recife-PE, Porto Alegre-RS e Belém-PA, no dia 31 de janeiro de 2016, às 08 horas.

A Prova teve duração de 4 horas e foi composta por 80 questões de múltipla escolha, numeradas sequencialmente, com 05 alternativas e apenas uma resposta correta. Cada questão valia 1 ponto, sendo 80 pontos a pontuação máxima obtida. As disciplinas exigidas foram as seguintes:

DisciplinasQuestões
Língua Portuguesa20
Língua Inglesa20
Noções de Direito Constitucional e Administrativo15
Noções de Contabilidade15
Raciocínio Lógico10
Quadro de disciplinas cobradas na prova objetiva.

Somente após decorridas duas horas do início da prova, o candidato poderia entregar seu Caderno de Questões da Prova Escrita Objetiva e seu cartão de respostas ao fiscal de sala, e retirar-se da sala de prova.

O candidato somente poderia levar o Caderno de Questões sessenta minutos antes do horário previsto para o término da prova.

Foi considerado aprovado na Prova Objetiva o candidato que, cumulativamente:

  1. acertasse, no mínimo, 40 questões do total da prova;
  2. acertasse, no mínimo, 20 questões do módulo de conhecimentos linguísticos (Língua Portuguesa e Língua Inglesa); e
  3. acertasse, no mínimo, 16 questões do módulo de conhecimentos especializados (Direito, Contabilidade e Raciocínio Lógico).

Prova Discursiva

A Prova Escrita Discursiva foi aplicada nas mesmas cidades que a Prova Objetiva, também no dia 31 de janeiro de 2016, mas na parte da tarde, a partir das 14 horas, tendo 4 horas de duração.

Foram corrigidas as provas discursivas de até 5 vezes o número total de 60 vagas, isto é, 300 provas, respeitados os empatados na última colocação.

A Prova Escrita Discursiva, teve o valor de 120 pontos e foi constituída da de duas avaliações, uma de Língua Portuguesa e uma de Língua Inglesa.

Cada prova foi composta por 3 questões, no valor de 20 pontos cada, que pretendiam aferir competências diferentes no desempenho das línguas.

  • A primeira questão propôs a elaboração de um resumo. O candidato foi avaliado por sua capacidade de síntese, por sua visão do que é essencial ou acidental no texto.
  • A segunda questão propôs a elaboração de um texto a partir de uma situação comunicativa real, verificando a criatividade e a capacidade de adaptar a formulação linguística a situações comunicativas específicas.
  • A terceira questão propôs as possíveis interpretações de um texto, privilegiando-se a busca e a identificação de estratégias linguísticas produtoras dos efeitos desejados.

Em todas as questões foi avaliado o desempenho linguístico do candidato: a coesão, a coerência, a clareza, a adequação da variedade linguística, a capacidade de inferência e a correção gramatical. A Estrutura Textual contou com a pontuação máxima de 15 pontos, e a Correção Gramatical, com 5 pontos.

Foi considerado aprovado na Prova Escrita Discursiva o candidato que, cumulativamente:

  1. obtivesse nota igual ou superior a 36 pontos na Prova de Língua Portuguesa; e
  2. obtivesse nota igual ou superior a 36 pontos na Prova de Língua Inglesa.

A Nota Final na primeira etapa foi a soma das notas obtidas na Prova Escrita Objetiva e na Prova Escrita Discursiva.

O candidato que desejasse interpor recurso contra o gabarito oficial preliminar da Prova Escrita Objetiva, contra o resultado preliminar da Prova Escrita Objetiva e contra o resultado preliminar da Prova Escrita Discursiva, dispôs de dois dias úteis para fazê-lo, a contar do dia subsequente ao da divulgação daqueles.

Curso de Preparação

O Curso de Preparação, de caráter eliminatório e classificatório, de modalidade presencial, foi realizado pelo Ministério das Relações Exteriores, em Brasília-DF, tendo a duração total de 40 horas. Os aprovados obtiveram conhecimentos acerca do Serviço Consular Brasileiro.

O curso foi regido por edital próprio, que estabeleceu a frequência e o rendimento mínimos exigidos, podendo ser ministrado, inclusive, aos sábados, domingos e feriados, e em horário noturno.

Foram convocados para o Curso de Preparação, os candidatos classificados na primeira etapa em até 3 vezes o número de vagas, respeitados os empatados na última colocação, sendo até 135 candidatos da ampla concorrência, 9 candidatos co m deficiência e 36 candidatos negros.

A matrícula no Curso de Preparação foi realizada, exclusivamente, mediante formulário online. Expirado o prazo para a matrícula, estabelecido no edital de convocação, os candidatos que não efetivassem suas matrículas seriam considerados desistentes e eliminados do concurso.

Durante o Curso de Preparação, o candidato fez jus a auxílio financeiro, na forma da legislação vigente na época de sua realização, sobre o qual incidiram os descontos legais.

Após a realização do Curso de Preparação e a divulgação da lista dos aprovados, o resultado foi homologado pelo Ministério das Relações Exteriores, mediante a publicação no Diário Oficial da União.

Os candidatos aprovados foram nomeados obedecendo à ordem de classificação final do concurso, que foi obtida pela soma das notas da primeira (Provas Objetiva e Discursiva) e segunda etapa (Curso de Preparação).

Nomeações no último concurso MRE

Segundo informações do próprio Ministério das Relações Exteriores, foram nomeados 90 aprovados no último concurso, sendo que a última turma, com 30 aprovados, convocada em 2020.

Quer saber tudo sobre concursos previstos?
Confira nossos artigos!

Estude para o concurso MRE:

Assinatura de Concursos

Assinatura de 1 ano ou 2 anos

Informações do edital PC SP

Informações do concurso MRE

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja os comentários
  • Nenhum comentário enviado.