Concurseiro: não se preocupe com o que não está no seu controle
Luana Vicente dos Santos Furlani

Concurseiro: não se preocupe com o que não está no seu controle

Para que se alcance o sucesso, em qualquer área da vida, é necessário agir e ter foco. Mas, para se atingir esse nível de excelência, muitas questões precisam ser enfrentadas pelo concurseiro, dentre elas a preocupação com o que não está no seu controle, o que acaba gerando ansiedade.

Olá aluno (a)! Tudo bem?

Se você está há algum tempo ou mesmo se está começando agora, já deve ter tido um episódio em que ficou pensando em muitas questões relacionadas ao concurso, mas cuja poder de decisão ou modificação não estava em suas mãos.

Inclusive, essa foi a motivação de escrever sobre o assunto: o fato de muitos alunos enviarem questionamentos relacionados a situações que não podem ser controladas.

Essas perguntas são diversas: “quando será publicado o edital?”, “será que tenho chance se começar a estudar agora?”, “será que serei aprovado mesmo sem possuir títulos?”, “qual será a nota de corte para o cargo x?”, “será que terei tempo de estudar tudo até a prova?”, “será que me inscrevo para a região x, pois teve menos inscritos no último concurso ou porque a nota de corte foi menor?” etc.

Observe que, para todas essas questões, não existe uma resposta certeira, pois são fatores que dependem ou do governo ou dos demais candidatos.

Pior que isso são as perguntas que dependem de uma reflexão do próprio aluno, questões que não podem ser delegadas a um terceiro, tal qual a decisão de prestar prova para outra região.

Obviamente, essa decisão deve ser tomada pelo próprio aluno, que até pode pedir a opinião de seus familiares, mas por qual razão pedir a opinião a um terceiro? Porque deseja uma resposta imediata e “aparentemente” certa.

E são essas questões que se pretende abordar nesse texto, quais sejam, a necessidade de focar no que realmente é importante e essencial para a sua aprovação.

Por outro lado, a importância de não se preocupar com o que não está no seu controle, ou seja, liberar o que não é fundamental ao alcance do seu objetivo, deixando preocupações de lado e transformando o seu cérebro no sentido de buscar mais leveza, clareza e concentração para os momentos de estudo.

Sem falar que o fato do candidato preocupar-se com determinada situação que não está no seu controle, que não depende de sua iniciativa ou com a qual não possui qualquer poder de decisão é totalmente improdutivo e inócuo.

O que é importante de fato tem que aparecer muito mais do que as outras questões, que são aquelas que só trazem distração e ansiedade ao candidato.

Preocupação com o que não está no seu controle causa ansiedade e estresse.
Imagem de homem no relógio e corpo cheio de estresse, ansiedade, tensão.
Preocupação com o que não está no seu controle causa ansiedade e estresse

Inegável que, atualmente, muitas pessoas sofrem de ansiedade e essa ansiedade é a responsável por liberar hormônios em nosso corpo que têm a função de nos deixar em constante estado de alerta, tensão e medo. É um ciclo que acaba se repetindo constantemente se a pessoa não estiver atenta a isso.

Em seu livro “Ansiedade: como enfrentar o mal do século”, o médico e escritor Augusto Cury informa que a Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA), associada a transtornos de ansiedade, atinge mais de 80% dos indivíduos de todas as idades.

Mas qual é a causa dessas patologias? Especificamente tratando da mente da pessoa que estuda para concursos, quais os pensamentos diários que essa pessoa mantém que podem estar causando ou aumentando a ansiedade?

ENTENDENDO A ANSIEDADE

O médico e escritor Deepak Chopra, em parceria com o neurocientista Rudolph E. Tanzi, escreveu um livro chamado “Supercérebro: Como expandir o poder transformador da sua mente”, no qual trata de questões limitantes do ser humano, objetivando fornecer ao leitor conhecimento para reprogramar o seu cérebro, mantendo-o mais jovem e saudável.

Num dos tópicos do livro, Deepak aborda o tema ansiedade, afirmando que ela “nasce em parte de nosso cérebro instintivo, que incansavelmente nos impele a prestar atenção ao impulso de medo, já que nossa sobrevivência depende dele.”

O médico afirma, ainda, que “o medo alimenta o desejo de atividades capazes de aliviá-lo; reciprocamente, o desejo cria o medo de não poder, ou não dever, obter o que os apetites demandam”.

Perceba como é um ciclo interminável (quando não identificada e não tratada).

O médico Drauzio Varella, em seu site, traz o conceito do transtorno de ansiedade generalizada (TAG), segundo o manual de classificação de doenças mentais (DSM.IV): “é um distúrbio caracterizado pela preocupação excessiva ou expectativa apreensiva, persistente e de difícil controle, que perdura por seis meses no mínimo  e vem acompanhado por três ou mais dos seguintes sintomas: inquietação, fadiga, irritabilidade, dificuldade de concentração, tensão muscular e perturbação do sono”.

O que se pode observar é que a ansiedade é uma experiência normal aos seres humanos, útil para nos proteger de ameaças ou para auxiliar na nossa adaptação a uma nova situação. Esses instintos e impulsos são necessários para a manutenção da vida.

Em contrapartida, quando em excesso ou quando relacionadas a situações que não se tratam de perigos reais (como fugir de um animal feroz, por exemplo), a ansiedade é prejudicial à saúde, podendo causar danos ao corpo e, principalmente, à mente.

Por isso, é preciso estar consciente dos seus medos e desejos, de modo que você consiga estar no comando das suas ações, as quais devem estar em sintonia com o seu objetivo maior: a aprovação.

POR QUE A PREOCUPAÇÃO COM O QUE NÃO ESTÁ NO SEU CONTROLE?

O estudo para concursos públicos, geralmente, é algo solitário e sem prazo para terminar. O notebook ou os livros acabam se tornando os companheiros mais frequentes do concurseiro.

Esse estado de solidão e dúvida é propício para o surgimento de diversos pensamentos, os quais em nada contribuem para o sucesso do seu projeto de aprovação.

A maioria são pensamentos aleatórios, dúvidas e incertezas.

Todos esses trazem ansiedade e prejuízo emocional ao estudante, que cai na armadilha de tentar antecipar o futuro e se preocupar com coisas que não pode controlar. Como exemplo, tem-se: “será que vou passar se começar a estudar agora?”; “será que vai ter concurso neste ano?”; “será que vou passar mesmo sem ter títulos?”.

Por outro lado, existem aqueles pensamentos que se referem ao dia a dia do próprio concurseiro, tais como: contas a pagar, pegar o filho na escola, levar a mãe ao médico, comprar algo.

Também há aqueles pensamentos negativos e destrutivos, relacionados ao concurso ou à autoestima do estudante, podendo ser até mesmo crenças adquiridas ao longo de sua vida e que interferem substancialmente os seus resultados. Podemos citar alguns: “concurso não é para mim”; “eu não tenho capacidade”; “há pessoas muito mais inteligentes que eu”; “só tem uma vaga”; “concurso tem carta marcada”.

Enfim, não importa qual o tipo de pensamento que lhe acomete nos momentos de estudo (ou até fora dos estudos, mas que interferem neles), o importante é você identificá-los e adotar técnicas para que eles não atrapalhem o seu rendimento.

Preocupação com o que não está no seu controle causa ansiedade e estresse.
Excesso de pensamentos atrapalham os seus estudos

Claro que, para cada tipo de pensamento, sugere-se um tipo de postura. Mas, até o final do artigo, você vai perceber como é possível reduzir de forma considerável a quantidade de pensamentos sabotadores e incrementar a qualidade do seu estudo.

PARA CADA TIPO DE PENSAMENTO, UMA SOLUÇÃO

Pensamentos aleatórios, dúvidas e incertezas:

Para esses casos, importante reservar um momento para reflexão e encontro consigo mesmo.

Tente pensar o porquê de tantas dúvidas. Reflita profundamente sobre quem você é e quais são seus objetivos de curto, médio e longo prazos.

Anote tudo em um papel e analise depois de algumas horas.

Muitas vezes, o que se quer é que sejam dadas respostas prontas, que o “futuro seja lido”, mas isso não é o ideal. Só você possui as respostas para as suas maiores dúvidas e anseios. Busque-as dentro de você.

Pensamentos que se referem ao dia a dia:

Esses são mais fáceis de serem resolvidos.

Pegue um simples bloco de notas e uma caneta, deixe-os ao seu lado e anote sempre que um pensamento desse tipo vier à sua mente.

O fato de anotar tudo o que terá que fazer ao terminar de estudar faz com que esse compromisso saia imediatamente da sua cabeça, pois você não corre mais o risco de esquecê-lo.

Essa anotação é algo rápido, que consome poucos segundos, mas que permite que a mente fique livre para os estudos.

Pensamentos negativos e destrutivos:

Como esses pensamentos, quase sempre, derivam de crenças limitantes que o concurseiro adquire ao longo dos anos da sua vida, exigem mais cuidados.

Primeiramente, devem ser identificados. Sim, muitas vezes sequer temos a consciência da existência desse tipo de raciocínio, pois já estão tão enraizados que até parecem ser normais.

Num segundo momento, tente refletir sobre as razões da existência desse pensamento ou crença. Quando você começou a pensar desse modo? Alguma situação ou alguém fez com que você pensasse isso?

Após, encontre uma frase curta, porém forte, que substitua o pensamento / crença limitante e deixa-a bem visível para que você consiga enxergá-la sempre que precisar reforçar o pensamento edificante.

Esse deve ser feito diariamente até que suas crenças limitantes estejam completamente eliminadas.

Caso não consiga sozinho, considere contar com o auxílio de um profissional, tal qual um terapeuta ou psicólogo.

TECNOLOGIA: A CAUSA DE MUITAS DISTRAÇÕES

Outra fonte de estresse dos estudantes para concursos é o uso excessivo da tecnologia, tais como celulares e redes sociais.

Um estudo publicado na Harvard Business Review, que pesquisou as consequências do ataque das distrações causadas pela era digital, revelou que: “com todas as distrações à sua volta e o desperdício de tempo, os colaboradores ficam ‘estressados, desmotivados, e insatisfeitos consigo mesmo, com o trabalho e com a carreira.’ Em contrapartida, 75% deles, que aprenderam a reduzir a incidência de distração, dizem que se tornaram mais produtivos”.

A pesquisa foi dedicada para a área corporativa, mas pode ser muito bem aplicada ao mundo dos concursos públicos, já que o excesso de distrações tecnológicas acaba reduzindo a produtividade do aluno, que fica ansioso e desmotivado por não estar cumprindo as metas.

Um ponto importante a se destacar é que o não cumprimento das metas propostas pode levar o estudante a um desânimo tão grande que ele acaba desistindo do seu maio sonho, por se sentir incapaz de realizar a tarefa crucial para o seu sucesso, que é estudar.

Uma das soluções para as distrações causadas pelo uso excessivo de celular e redes sociais pode ser a técnica conhecida como Pomodoro. Essa técnica consiste em pré-determinar horários para cada atividade, em forma de ciclos. Por exemplo: 40 minutos para estudar, 10 minutos para olhar o celular, 5 minutos para banheiro e água, fazendo esse ciclo até que todo o período de estudos se encerre.

DRIBLANDO OS PENSAMENTOS ACELERADOS E A ANSIEDADE

Augusto Cury, no livro citado, alerta que “A longo prazo, a SPA (Síndrome do Pensamento Acelerado) afeta o processo de observação, assimilação, resgate e organização de dados. O estresse crônico da SPA pode dificultar a abertura das janelas da memória e a construção do raciocínio”.

Cury chega a comparar o transtorno de ansiedade à depressão, sendo que muitas pessoas não dão a mesma importância a essas duas doenças.

Por isso é fundamental que você, concurseiro, identifique seus sintomas e melhore a sua reação a eles. O que se quer dizer é que você não pode simplesmente fingir que nada está ocorrendo, tampouco se deixar dominar por eles.

COMO MELHORAR A SUA SAÚDE E OS SEUS ESTUDOS

MEDITAÇÃO

Uma forma bem eficaz de combater a ansiedade e a necessidade de controlar tudo é fazer uma breve meditação antes de começar os estudos diários.

Mesmo que você pense não levar jeito para meditar, tente fazer uma meditação guiada por um mês. O canal do You Tube Yoga Mudrá possui diversas meditações guiadas, inclusive tem esta que leva pouco mais de cinco minutos:

No estudo “Meditação Mindfulness melhora a cognição: evidência de treinamento mental breve”, pesquisadores sugerem que 4 dias de meditação já causam efeito positivo na cognição e no humor.

MINDFULNESS

Talvez você já tenha se deparado com essa situação: enquanto está no momento dos estudos, pensa no lazer; enquanto está no momento de lazer, pensa no trabalho; enquanto está no trabalho, pensa nos filhos; enquanto está com os filhos, pensa no estudo.

Isso ocorre porque a mente não está no momento presente, o que também gera aumento de pensamentos e muito estresse.

Conforme já citado acima, a prática de Mindfulness tem tido bons resultados em pesquisas que buscam técnicas para driblar a ansiedade e o estresse.

A prática, resumidamente, consiste em treinar a mente a ter atenção plena. Não possui qualquer cunho religioso e pode ser feita por qualquer pessoa, podendo ser realizada pelo período que desejar o praticante, sendo possível perceber os benefícios com poucos minutos de prática diária.

Se você se interessou pela técnica de Mindfulness, este webinário pode auxiliá-lo a compreender melhor o tema e a começar a praticar.

CONTEMPLAÇÃO DA NATUREZA

Somos parte da natureza e isso é incontestável.

Por qual motivo será que se observa, cada dia mais, esse distanciamento do ser humano da natureza?

A prática da contemplação da natureza tem sido indicada para aumentar a produtividade nas empresas, já que contribui para a saúde mental, aumento do foco, redução do estresse, melhoria da pressão arterial, dentre outros benefícios.

Não precisa procurar um enorme parque ecológico para iniciar essa prática. Pode ser um pequeno quintal em casa, um animal de estimação, uma praia,  ou simplesmente permanecer no sol por alguns minutos. Em pouco tempo, você já consegue sentir os benefícios.

PRATIQUE EXERCÍCIOS FÍSICOS

Não é novidade que a prática de exercícios físicos traz diversos benefícios à saúde.

No caso do concurseiro, principalmente de quem está estudando a longo prazo, ainda é mais eficaz, pois auxilia, dentre outras questões, no controle da ansiedade e na limpeza dos pensamentos.

Um recente estudo – The positive impact of physical activity on the reduction of anxiety scores: a pilot study – publicado na Revista da Associação Médica Brasileira constatou que “indivíduos que praticam atividade física regular apresentam níveis mais baixos de ansiedade e ambos os sexos são beneficiados com o potencial ansiolítico da atividade física. Portanto, este estudo provou que o poeta romano Juvenal estava certo, e sua expressão “Mens sana in corpore sano” também poderia ser interpretada na direção oposta, ou seja, um corpo saudável se correlaciona com uma mente saudável.”.

Portanto, mexa-se.

RESPIRE

Caso você não consiga um tempo na sua agenda para nenhuma das atividades sugeridas anteriormente, simplesmente respire!

Daí você pensa: mas estou respirando!

O que se está propondo aqui é uma respiração consciente, profunda e lenta. Isso porque a respiração automática e acelerada induz o corpo a ficar em estado de alerta, ou seja, estressado.

Preocupação com o que não está no seu controle: Respiração e contato com a natureza auxiliam a evitar
Respiração e contato com a natureza auxiliam a evitar a preocupação com o que não está no seu controle

Poucos segundos após diminuir o ritmo da sua respiração, inspirando e expirando com mais consciência, são suficientes para acalmar seu corpo e sua mente.

POR QUE DEVO COMEÇAR AGORA?

Enquanto você pensa em milhares de situações hipotéticas ou até mesmo reais, mas que talvez nunca chegarão a ocorrer de fato, está perdendo tempo de estudar o conteúdo que efetivamente será cobrado em sua prova.

E a sua aprovação depende exclusivamente da quantidade de conteúdos estudados e da qualidade de absorção dessas matérias. Mas, para isso, é fundamental contar com boa saúde física e mental.

Portanto, se você ainda não se convenceu da necessidade de se preocupar apenas com o que está no seu controle, de evitar o pensamento acelerado e a ansiedade para ter sucesso nos seus estudos, leia mais um trecho dos ensinamentos expostos pelo Dr. Deepak:

Não é o número de neurônios ou uma característica mágica dentro de nossa massa cinzenta que torna a vida mais instigante, inspiradora ou bem-sucedida. Os genes desempenham o seu papel, mas, como o restante do cérebro, também são estruturas dinâmicas. Todos os dias que submetemos à explosão de atividade elétrica e química que caracteriza o ambiente cerebral. Agimos como líder, inventor, professor e usuário do cérebro, tudo ao mesmo tempo.

Como líder, transmito ordens diários ao meu cérebro.

Como inventor, crio dentro dele caminhos e conexões que não existiam.

Como professor, ensino meu cérebro a aprender novas habilidades.

Como usuário, sou responsável por mantê-lo em boas condições de funcionamento.”

De forma breve, o médico defende que o cérebro é infinitamente adaptável e que, por esse motivo, é possível desempenhar os quatro papeis listados acima, de modo que será você quem estará no comando, criando a sua própria realidade e afastando doenças, como a depressão e a ansiedade.

Com isso, seu desempenho nos estudos e, consequentemente, seus resultados nas provas, terá uma melhora considerável, o que trará mais felicidade ao seu dia a dia justamente por conseguir cumprir suas metas e atingir seus objetivos. Ao final disso tudo, a conquista da sonhada aprovação!

Para finalizar, uma frase do papa dos coaches, Tony Robbins, extraída do seu livro Poder sem Limites: “Afirmação sem disciplina é o começo da desilusão. Afirmação com disciplina cria milagres”. (p. 360)

Portanto, volte-se para o seu interior, conheça-se, analise-se, reflita acerca dos seus comportamentos e hábitos, pare de se preocupar com o que não está no seu controle, reveja seu cronograma de estudos, aperfeiçoe seu método de aprendizagem, coloque em prática algo do que lhe foi ensinado por meio desse texto e colha os benefícios de uma vida mais equilibrada, saudável e com resultados.

Pare de se preocupar com o que não está no seu controle e colha os benefícios. Homem estudando na grama e feliz.
Pare de se preocupar com o que não está no seu controle e colha os benefícios

Importante salientar que a intenção desse texto foi trazer mais clareza ao aluno acerca de fatores que podem estar interferindo negativamente nos seus estudos, mas jamais com a pretensão de substituir a avaliação médica em casos que alcançaram níveis patológicos.

Luana Vicente dos Santos Furlani
Coach do Estratégia Concursos
Instagram: @luvicentesantos

Deixe o seu comentário com suas dúvidas, sugestões ou elogios. :-)

PROMOÇÃO: É MELHOR QUE BLACK FRIDAY!

Fique por dentro dos concursos vigentes:

CONCURSOS ABERTOS

CONCURSOS 2019

CONCURSOS 2020

Posts Relacionados

Compartilhe:

Luana Vicente dos Santos Furlani

Luana Vicente dos Santos Furlani

Natural do Rio de Janeiro/RJ, mora em Itajaí/SC, tem 34 anos, formada em Direito (UNIVALI – 2006), pós-graduada em Direito Penal e Processual Penal (Escola do Ministério Público de Santa Catarina – 2008) e pós-graduanda em Licitações e Contratos Administrativos (FAEL). --- A trajetória como concurseira começou já na faculdade, quando, em 2004, foi aprovada em 11º lugar para Técnica do TRF4; em 2006, aprovada no Exame da OAB e no cargo de Técnica de Informações Geográficas e Estatísticas do IBGE, onde trabalhou por 5 anos. No ano de 2010, foi aprovada e nomeada para Escrivã da Polícia Civil do Estado de Santa Catarina. Em 2014, ingressou na Marinha do Brasil, como Oficial (RM2) do Quadro Técnico, na especialidade Direito, onde serviu por 4 anos. No ano de 2016, dentre outros, passou em 4º lugar para Advogada do SUAS em Navegantes/SC e 1º lugar no concurso do SEMASA em Itajaí/SC, tomou posse no cargo de Analista de Licitações em 2018, cargo este que exerce até os dias atuais. No ano de 2019, passou em 6º lugar no concurso do TRF4 para o cargo de Analista Judiciário da Área Judiciária após estudar apenas 95 dias. --- Sobre a minha relação com o coaching e os concursos públicos: Em 2011, fiz um curso de Life Coaching – foi quando conheci esse maravilhoso mundo que possibilita a incorporação de novos hábitos, utilização de ferramentas adequadas e concretização dos objetivos de vida. Com esse conhecimento, aliado às práticas de Reiki e ThetaHealing, e com a utilização de técnicas de estudo, planejamento e motivação, fui aprovada em diversos concursos públicos. Hoje, tenho a oportunidade de realizar mais um sonho, que é passar o meu conhecimento adiante e ensinar outras pessoas a agirem no sentido de alcançar os seus!

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Estamos aqui para ajudar você!
x