COMO EU FIZ PARA TER MAIS TEMPO?
Concursos Públicos

COMO EU FIZ PARA TER MAIS TEMPO?

Olá, pessoal. Tudo bem?

Tenho recebido essa pergunta de alguns alunos com frequência. Por isso, resolvi dividir com vocês minha experiência sobre como fiz para ter mais tempo.

Meu primeiro passo foi criar uma lista de atividades que eu tinha/gostaria de fazer durante o dia. Ela continha tarefas do tipo: treinar para o TAF (Teste de Aptidão Física), cumprir a carga horária de estudo, assistir a filmes, ler um livro, olhar redes sociais, ir ao médico, passear com a minha cachorrinha, dentre outras.

Feita essa lista, tratei de organizar essas atividades utilizando a matriz de Eisenhower. Segundo essa matriz, as atividades são divididas em 4 grupos, a saber:

  • Atividades urgentes e importantes;
  • Atividades urgentes e não importantes;
  • Atividades não urgentes e importantes;
  • Atividades não urgentes e não importantes.
Figura 1 – Matriz de Eisenhower

Atividades urgentes e importantes são aquelas indispensáveis cujo prazo está curto ou acabou, como emergências médicas ou metas de estudo que estejam atrasadas. Elas devem ser priorizadas para que sejam eliminadas o mais rápido possível. É interessante fazer uma reflexão, no futuro, sobre o que te levou a tê-las nesse quadrante para que você evite cometer os mesmos erros.

Atividades urgentes e não importantes devem ser delegadas. Aqui se enquadram urgências de outras pessoas e ligações de amigos pedindo favores, por exemplo. Quando se quer ter mais tempo para estudar, é necessário que haja um certo grau de “egoísmo” nas suas escolhas.

Já as atividades não urgentes e importantes são aquelas que você deve dedicar a maior parte do seu tempo. São elas que irão te ajudar a eliminar as atividades urgentes e importantes e, assim, você ficará mais organizado e equilibrado. Por isso, essas são as tarefas que merecem um bom planejamento e é aqui que se encaixa o estudo para concurso público e o seu trabalho.

Para as atividades não urgentes e não importantes, deixo a recomendação de que você as elimine ou as reduza drasticamente. Tenha como exemplo redes sociais, baladas e ligações irrelevantes. Você precisará aprender a dizer não e irá eliminar algumas dessas atividades da sua rotina.

Dessa forma, eu consegui identificar com facilidade onde eu perdia a maior parte do meu tempo: redes sociais. Qual foi a solução que encontrei? Excluí meu Facebook e suspendi meu Instagram até que passasse a prova da Polícia Federal, pois eles se enquadravam no grupo das atividades não urgentes e não importantes. Então, a minha matriz ficou mais ou menos assim:

Figura 2 – Matriz de Eisenhower adaptada

Mas como organizar essa matriz?

Aqui vão algumas dicas para trabalhar com a matriz de Eisenhower:

  • Faça uma lista de todas as atividades que você deve ou gostaria de fazer diariamente;
  • Organize-as nos grupos acima apresentados;
  • Tente se limitar a 3 tarefas por quadrante;
  • Mantenha uma única matriz para a vida pessoal e para os estudos;
  • Não deixe os outros definirem as suas prioridades;
  • Não procrastine nas atividades não urgentes e importantes.

Aproveite cada segundo

Quando a sua matriz estiver pronta, vale a pena investir em uma reflexão de como aproveitar o tempo que parece inútil. Por exemplo, em uma vinda minha a São Paulo, aproveitei o tempo de voo para elaborar e acompanhar algumas planilhas do coaching e escrevi uma parte deste artigo enquanto estava no Uber.

Na sua rotina, você pode aproveitar uma ida ao médico para fazer leitura de lei seca ou questões no TEC Concursos enquanto aguarda o atendimento. Ou ainda, pode aproveitar o tempo de deslocamento até o seu trabalho para escutar videoaulas. Enfim, são inúmeras as possibilidades para que você estude enquanto realiza outras tarefas, basta que você encontre aquelas que se encaixam na sua realidade.

Por fim, deixo uma frase de Albert Einstein:

“Falta de tempo é desculpa daqueles que perdem tempo por falta de planejamento.”

Gostou do artigo? Deixe seu comentário aqui!

Acompanhem-me no Instagram (@caca_gomes) e saibam de outras dicas de como estudar para concursos!

Abraços,

Carolina Gomes

Coach do Estratégia Concursos

Posts Relacionados

Carolina Gomes

Carolina Gomes

Formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Bahia. Aprovada em 19º lugar pra o cargo de Agente de Polícia Federal (concurso de 2018). Possui certificação em Leader Training pelo Núcleo Ser Treinamento e Consultoria. Enquanto segue rumo à Polícia Federal, atua como coach para concursos no Estratégia.  

Veja os comentários:

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados