Concursos EBSERH para Biomedicina: o que caiu nas últimas provas?
Área da Saúde

Concursos EBSERH para Biomedicina: o que caiu nas últimas provas?

Olá, pessoal! Sou Denise Rodrigues, biomédica, professora de cursos da área da saúde aqui no Estratégia Concursos e hoje gostaria de falar sobre o que caiu para a Biomedicina nos últimos concursos EBSERH! Sabemos que há uma grande expectativa com relação aos próximos certames da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares e não é para menos, hein?! Conforme vocês podem conferir em detalhes no nosso último aulão sobre concursos da EBSERH, trata-se de uma grande oportunidade para os profissionais da saúde em geral e vale a pena se dedicar para garantir uma vaga!

Como parte de uma boa estratégia de preparação, é importante conhecer quais são os conteúdos que têm mais chances de cair! Por isso pergunto: você, que é biomédico, sabe o que tem sido cobrado com maior frequência nas últimas provas da EBSERH?! Vem comigo que eu vou te ajudar a descobrir quais são os tópicos de conhecimentos específicos que mais caíram para Biomedicina e, assim, você poderá direcionar melhor o seu estudo!

Os últimos seis concursos da EBSERH foram organizados por apenas duas instituições: IBFC e AOCP. O Instituto IBFC  ficou responsável pelos certames de três unidades localizadas nos estados do Rio de Janeiro e Santa Catarina. Os outros três certames foram organizados pelo AOCP nos estados da Paraíba e Sergipe. 

Nas 75 questões de conhecimentos específicos aplicadas pelo IBFC nas três últimas provas para o cargo de biomédico, o tópico mais cobrado foi "Bioquímica", em 23 questões, seguido por “Imunologia", que esteve em 16 itens. O tema “equipamentos: princípios e fundamentos" também foi exigido em um número significativo de questões: 12.

Já nas 50 questões que foram aplicadas pelo Instituto AOCP em duas provas, os conhecimentos específicos de "Imunologia" foram exigidos em maior número: total de 17 questões. Em segundo lugar, esteve "Hematologia", que caiu em 9 itens. "Microbiologia Médica", "Bioquímica" e  “equipamentos: princípios e fundamentos" foram assuntos do edital que empataram: foram cobrados em 6 questões cada um. 

Não há regras quanto à relação “tópicos do edital versus número de questões”. Entretanto, ainda que no próximo certame para ingresso na EBSERH possa vir uma combinação diferente, é muito válido utilizar as provas mais recentes como parâmetro de tendência das bancas. Em geral, há um padrão. É possível observar que nas provas da banca IBFC os itens de conhecimentos específicos são mais concentrados em três assuntos principais (Bioquímica, Imunologia e equipamentos). Enquando que nas provas do Instituto AOCP há uma distribuição muito mais equilibrada (Imunologia, Hematologia, Microbiologia Médica, Bioquímica e equipamentos).

Espero que essa análise compartilhada com você auxilie em sua estratégia de estudo! Não esqueça de estudar com mais afinco os conteúdos que aparecem com maior frequência nas provas, conforme a banca organizadora do certame alvo. E se precisar de ajuda, saiba que aqui no Estratégia Concursos você encontra material completo, de qualidade e totalmente focado nos últimos editais da EBSERH. Se você quer garantir sua vaga, não espere sair o próximo edital! Saia da inercia agora mesmo e inicie sua preparação. Dedicar-se com antecedência amplia muito as suas chances de sucesso!

Cursos para EBSERH

Pacote Completo p/ EBSERH (Biomédico)

Veja aqui análise completa sobre o que caiu nas 75 questões de conhecimentos específicos das três últimas provas EBSERH aplicadas para biomédico pelo IBFC e aqui você confere o que foi cobrado em 50 questões de provas do Instituto AOCP! Preparei especialmente para você! Grande abraço e ótimos estudos!

 

 

Posts Relacionados

Denise Rodrigues

Denise Rodrigues

Graduada em Biomedicina (2005) e mestra em Neurociências e Biologia Celular pela Universidade Federal do Pará (2007). Atuou em laboratórios clínicos, principalmente nos setores de bioquímica clínica/imunologia e microbiologia. Foi docente do curso de medicina do Centro Universitário do Pará (2009-2013). Foi aprovada e nomeada para o cargo de biomédica da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA/PA). Foi aprovada e nomeada para o cargo de biomédica do Hospital Ophir Loyola/PA, referência em oncologia, doenças crônicas degenerativas e transplantes. Em 2013 ingressou na carreira pública de Analista Técnico de Políticas Sociais do MPOG, área da Saúde. Exerce suas atribuições no Ministério da Saúde, na Coordenação-Geral do Sistema Nacional de Transplantes. Em 2014 fez especialização em Captação, Doação e Transplante de Órgãos e Tecidos no Instituto de Ensino e Pesquisa Israelita/Hospital Albert Einstein. Atualmente suas principais áreas de atuação são saúde pública, planejamento e gestão em saúde, doação e transplante de órgãos e tecidos, e histocompatibilidade e imunogenética.

Veja os comentários:

Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados