Similaridades entre concursos da Área Financeira
Vicente Camillo

Similaridades entre concursos da Área Financeira

Olá pessoal, tudo bem?

Recentemente participei da SEMANA ESPECIAL DOS CONCURSOS PÚBLICOS, juntamente com os Profs. Heber Carvalho e Carlos Roberto.

Analisamos as expectativas e possibilidades de concursos da Área Financeira, isto é, os possíveis certames do Banco Central, Comissão de Valores Mobiliários, Secretaria do Tesouro Nacional, Susep, Previc e BNDES. Caso não tenha visto, recomendo acessar o vídeo abaixo.

Como sabemos, a área é especial na administração pública federal. Seus servidores fazem parte da chamada CARREIRAS TÍPICA DE ESTADO e integram o núcleo estratégico do Estado, requerendo, por isso, maior capacitação e responsabilidade. Estão previstas no artigo 247 da Constituição Federal e no artigo 4º, inciso III, da Lei nº 11.079, de 2004.

Podemos considerar que a Área Financeira está entre as carreiras mais importantes e valorizadas da administração pública federal, juntamente com a administração tributária (Receita Federal) e o núcleo jurídico (AGU).

Não é por outro motivo que o salário inicial destes órgãos é de mais de R$ 18 mil em 2018 e será de mais de R$ 19 mil em 2019. Cabe lembrar que a progressão de nível é feita anualmente, o que, na prática, te garante ao menos um aumento salarial anual além do reajuste, quando houver. A tabela com a estrutura remuneratório destes cargos (CVM, Bacen e STN) segue abaixo:

Feitos os devidos comentários iniciais, podemos ir ao que nos interessa: a similaridade entre os editais destes órgãos.

Como sabemos, os concursos para o Executivo Federal andam escassos há bastante tempo. E, segundo a Lei Orçamentária de 2018, os concursos voltar a serem realizados. Você pode obter mais informações sobre os prováveis próximos concursos neste link: https://www.estrategiaconcursos.com.br/blog/concursos-2018/

É aí que teremos um pequeno problema. Com a volta dos concursos, a data de publicação de alguns editais pode coincidir, isto é, as provas poderão ser muito próximas uma da outra. Imagine só?! Ficamos anos sem concursos e, quando eles voltarem, podem acontecer ao mesmo tempo?! Vida de concurseiro não é fácil mesmo…rs!

Bem, é por isso que pensei em escrever este artigo, pois os certames citados possuem semelhanças em seus editais e, assim, é possível que você estude para vários cargos sem saber.

Nesse sentido, pensei no seguinte questionamento: ao estudar para o Banco Central, quanto já cumpri do edital da CVM/Susep/STN/Previc?

A ideia, mesmo que simples, é poderosa! Você pode estudar para o Bacen (objetivo da maioria dos postulantes a um cargo na Área Financeira) e estar estudando mais de 90% do edital da Tesouro Nacional, por exemplo. Se o concurso da STN sair primeiro, porque não?!

Então, vamos ser objetivos e ir direto ao ponto.

As duas tabelas abaixo quantificam esta ideia. Elas apresentam, respectivamente, o caso do aluno que estuda para as Áreas 3 e 4 do Banco Central e o percentual que cumpre das matérias básicas e específicas e o total do edital dos cargos citados.

Por exemplo, o aluno que estuda para a Área 3 do Bacen (conforme o último edital) cumpriu com 96% das matérias básicas e 93% das matérias específicas do cargo de Analista Econômico Financeiro do Tesouro Nacional. Desta forma, foi cumprido 94% do edital.

Nada mal, hein?!

E, é claro, isto aumenta suas chances de aprovação, pois, caso se planejar, estará concorrendo às vagas da Área 3 do Bacen e da Área Econômico Financeira da STN.

A tabela apresenta a mesma ideia para os demais cargos. Gostaria de salientar que elaborei este exercício apenas para as áreas-fim dos órgãos citados. Afinal, as áreas-meio já são naturalmente similares. Se, por exemplo, está pleiteando um cargo com perfil mais administrativo no Bacen, estará cumprindo naturalmente boa parte do cargo similar nos demais cargos.

Seguem as tabelas:

Espero que tenham gostado.

Bons estudos!

Vicente Camillo

Compartilhe:

Vicente Camillo

Vicente Camillo

Analista de Mercado de Capitais na Comissão de Valores Mobiliários na área de companhias abertas (Superintendência de Relações com Empresas). Assessor CVM nos assuntos relacionados à governança corporativa e representação junto a órgãos multilaterais. Professor de Economia, Estrutura e Funcionamento do Sistema Financeiro e Direito Societário, em nível de graduação, em cursos livres preparatórios para concursos públicos e certificações. Graduado em Economia (UNESP) com especializações em Regulação do Mercado de Capitais (Columbia Law School), Contabilidade e Auditoria (FIPECAFI/USP), Carreiras Públicas (Anhanguera/Uniderp) e Governança Corporativa (IBGC e Instituto Iberoamericado de Mercado de Valores).      Experiência profissional e acadêmica em Contabilidade Societária, Macroeconomia, Reestruturações Societárias, Direito Societário, Finanças Corporativas, Análise de Investimentos e Governança Corporativa, tendo desempenhado atividades em empresas de auditoria e consultoria.

Veja os comentários:
Deixe seu comentário:

Deixe seu comentário:

Vídeos Relacionados
Depoimentos dos Aprovados

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.

Cadastre-se para receber novidades e ofertas especiais sobre cursos.